sexta-feira, novembro 20, 2009

Tesouros Infantis V2N4 - Lição 7

Lição 7: 


O mar furioso e homens ferozes
obedecem a Jesus


Ao final da lição a criança deverá:
SABER que Jesus é poderoso e espera que ela peça ajuda em suas dificuldades;
SENTIR-se segura e protegida por Jesus, mesmo quando enfrenta problemas;
RESPONDER procurando a Jesus quando estiver em dificuldades.

MENSAGEM: PODEMOS CONFIAR EM JESUS QUANDO ESTAMOS EM DIFICULDADES.

VERSO PARA MEMORIZAR: “Que homem é Este, que até os ventos e o mar lhe obedecem.”  Mateus 8:27

LEITURA AUXILIAR: Marcos 4:35-41. Desejado de todas as Nações, 316 a 325

RECURSOS NECESSÁRIOS:  Memorizando: figuras das págs. 78 a 80; Conquistando a Atenção: papel para dobradura (pode ser sulfite); Lição:  bacia grande com água, barquinho de brinquedo ou de dobradura, travesseiro ou almofada, figuras do sol, nuvens e relâmpagos, máquina fotográfica com flash (opcional); Revisando: barco de dobradura, perguntas (pág. 54) em papeizinhos dobrados; Aplicando: papel e lápis de cor; Contando aos Outros: cópia do barco (pág. 81 para cada criança)  ou barquinho de dobradura.


Música: MEU JESUS CUIDA (música da faixa 23 do CD)

Quando vem a tempestade,
Quando vem a tempestade,
Quando vem a tempestade,
Meu Jesus cuida de mim.


COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS

Memorizando e Apresentando a Lição:
1. Copiar e pintar as figuras das páginas 78 a 80 (ampliar para o tamanho desejado).
2. Dobrar  e cortar uma folha de cartolina ou papel cartão ao meio no sentido do comprimento.
3. Usando o modelo abaixo, dobrar em três, deixando um espaço para colar.
4. Colar as figuras em dois dos lados do móbile.
5. Furar cada parte e passar um barbante, fazendo o móbile.
6. Escrever a referência em um pedaço de papel cartão e prendê-la no ponto de junção dos barbantes, deixando uma parte do barbante acima dela para segurar o móbile.










Contando aos outros
  1. Recortar o barco e as ondas.
  2. Unir o barco e as ondas para trás na linha mais reta.
  3. Para relembrar a história, levantar ou dobrar as ondas conforme o relato.


MEMORIZANDO:
              [Perguntar:] Alguém aqui já conseguiu mandar no mar ou no vento? Será alguém consegue falar para o vento: “Pare de soprar!” e ele obedece e para na hora? Imaginem se eu posso chegar para as ondas do mar e dizer: “Parem! Fiquem quietinhas!” Eu não posso. Vocês não podem. Nem um ser humano pode. Mas, existe Alguém que tem poder para isso. É o Filho de Deus. A Bíblia nos conta isso.
[Ler o verso completo na Bíblia na mesma versão em que será memorizado. Explicar que memorizarão apenas a parte final do  verso. Mostrar o móbile com as gravuras. Apontar para cada uma delas à medida que for falando o verso. Não esquecer de dizer a referência. Recitar o verso inteiro várias vezes até que tenham memorizado. Chamar uma criança para recitar o verso à medida em que o móbile vai sendo virado. Chamar outras crianças. Depois, dizer que Jesus é o único homem a quem o vento e o mar obedecem porque Ele é Deus.]

CONQUISTANDO A ATENÇÃO:
[Distribuir papéis de dobradura (ou sulfite) já cortados no tamanho certo, para formar barcos pequenos. Dizer:] Vamos fazer a dobradura de um barquinho, porque vamos precisar dele para nossa história. [Ensiná-las a dobrar o barco ajudando as crianças pequenas. Depois de prontos, recolher os barcos e dizer:] Para que servem os barcos? Onde os barcos são usados? Um barquinho pode afundar? Como? Será que é perigoso estar em um barco quando há uma tempestade? Às vezes enfrentamos perigos, mas em nossa lição de hoje veremos que

PODEMOS CONFIAR EM JESUS QUANDO ESTAMOS EM DIFUCULDADES

APRESENTANDO A LIÇÃO:
Alguma vez você se sentiu muito, mas muito cansado mesmo? Com vontade de deitar e dormir sem que ninguém o incomodasse? 
[Abrir a Bíblia em Marcos 4 e dizer:] Aqui na Bíblia, em Marcos 4:35-41, está escrito que isso também aconteceu com Jesus. Ele sentiu-Se cansado depois de ensinar e curar as pessoas o dia inteiro. Jesus trabalhou desde o nascer do sol até o entardecer. [Usar os braços para fazer o movimento do sol, do nascer até que se ponha (mãos juntas, perto do chão, do lado que nasce o sol, erguendo-as pouco a pouco e depois descendo pelo outro lado). Depois pedir que as crianças repitam o mesmo movimento.] Por ensinar coisas novas e tão maravilhosas, as pessoas não queriam deixar Jesus afastar-se delas. Queriam aprender, queriam ouvir, pedir que Jesus as curasse ou resolvesse os seus problemas. Jesus gostava muito de ajudá-las, mas ele também se cansava bastante porque quase não sobrava tempo para comer, descansar e beber água. Além disso, havia aquelas pessoas que ficavam falando mal de Jesus, atrapalhando seu trabalho e tornando tudo mais cansativo e difícil.
Por isso, neste dia, Jesus estava muito, muito cansado. Como fica nosso rosto quando estamos cansados e com fome? Mostrem para mim. [Fazer expressão de cansaço.] Jesus estava com fome, com sede e com muito sono. Ele precisava dormir um pouquinho. [Pegar o travesseiro e deitar a cabeça, com quem está com sono.]
Jesus quis descansar em um lugar quieto. Ele disse aos Seus discípulos: “Vamos para o outro lado do lago.” A tarde estava calma e bela quando os discípulos e Jesus entraram no barco. [Pegar a bacia, colocar água, e dar às crianças os barquinhos de papel feitos em “Conquistando a Atenção”. Colocar um barco maior e de cor diferente (se possível, que seja um barco de brinquedo) e dizer que é o barco dos discípulos, onde Jesus estava.] Várias pessoas, quando viram que Jesus estava saindo entraram em outros barcos e seguiram o barco de Jesus. [Pedir às crianças que coloquem seus barquinhos dentro da bacia (faça-os pequenos o suficiente para que a bacia não fique muito cheia de barcos).]
Agora já era noite. [Colocar a figura da lua e das estrelas no varal ou flanelógrafo.] O céu estava tranqüilo. O vento era apenas uma brisa suave e Jesus, deitado na popa do barco, acabou dormindo... [Pegar o travesseiro e deitar a cabeça como quem está dormindo. Pedir às crianças para também fazerem o mesmo gesto (pedir que juntem as mãos e deitem a cabeça sobre elas).]
Tudo agora estava calmo e o barco balançava suavemente. [Balançar o corpo como se estivesse em um barco. Dizer para as crianças fazerem o mesmo.]
De repente, porém, o céu começou a ficar com nuvens escuras. [Mostrar a figura da nuvem escura com o raio e as gotas de chuva.] O vento começou a soprar bem forte e as águas começaram a se levantar, formando enormes ondas. [Balançar como se estivesse em um barco durante uma tempestade. Pedir às crianças para fazerem o mesmo.] Formou-se uma tempestade terrível, com muitos relâmpagos e trovões. [Combinar com alguém para, quando você mencionar os relâmpagos, acender e apagar as luzes (ou disparar o flash de uma máquina fotográfica, sem que as crianças vejam a máquina) e, quando mencionar a palavra trovão bater em alguma placa de metal (pode ser uma bandeja), imitando o trovão.  Depois, pedir para que as crianças fiquem em volta da bacia, imitando o vento nos barquinhos, soprando com a boca.]  Os relâmpagos [disparar o flash ou piscar a luz], os trovões [bater em um metal] e as grandes ondas deixaram os discípulos com muito medo. [Fazer expressão de medo.] Eles não conseguiam controlar o barco! E a água começou a entrar por todos os lados. Então eles começaram a tentar tirar a água que entrava no barco. Vamos imitar os discípulos tirando a água do barco? [Fazer gesto de tirar a água com as mãos.] Tentaram, tentaram, tentaram, mas não conseguiram. O barco começou a afundar. Que medo os discípulos sentiram!
O problema é que eles estavam tão preocupados em escapar que até haviam esquecido que Jesus estava com eles ali, bem pertinho. A noite estava tão escura e tempestuosa que eles não podiam ver Jesus. De repente, um relâmpago brilhou [disparar o flash ou piscar a luz] e eles O viram dormindo em um cantinho do barco. Então começaram a gritar: “Mestre! Mestre! Não te importa que pereçamos?” Seus gritos acordaram Jesus. Então, desesperadamente, eles pediram ajuda, pois perceberam que não conseguiriam se salvar sozinhos. Precisavam de Jesus!
Ele se levantou. [Levantar-se.] Estendeu Sua mão. [Estender a mão.] E repreendeu o mar e o vento, dizendo [mudar o tom de voz e falar em voz alta]: “Silêncio! Fiquem quietos!”
Na mesma hora o vento parou. As ondas se aquietaram e as nuvens escuras sumiram. [Esconder a nuvens.] Novamente o céu estrelado apareceu. O barco parou de balançar e descansou tranquilo, em cima da água. [Se necessário, ajeite o barco na bacia.]
Jesus, então, se virou e falou para os discípulos:
-Por que ficaram com tanto medo? Vocês ainda não confiam em mim?
[Fazer expressão de admiração.] Os discípulos ficaram tão admirados que não conseguiam nem falar! Nem Pedro, que gostava tanto de dar palpites, falou alguma coisa. Depois eles perguntaram baixinho, uns para os outros. [Colocar a mão em concha na boca e falar cochichando.]
- Que homem é esse que até o mar e o vento lhe obedecem?
Então os discípulos perceberam que deveriam procurar a Jesus quando estivessem passando por algum perigo porque Ele os livraria.

REVISANDO: [Com antecedência, fazer uma dobradura de barco e colocar dentro dela papeizinhos com as perguntas para revisão (ou com os números correspondentes às perguntas). Fazer um círculo com as crianças e passar o barco de mão em mão enquanto cantam “Meu Barco é Pequeno”. Parar de cantar. Quem estiver com o barco deve pegar um número. O professor deve ler a pergunta (pág. 54). Se a criança acertar, terá direito de levar o barco grande (ou de brinquedo) de um lado para o outro na bacia.
APLICANDO:  [Distribuir papel e lápis de cor e dizer às crianças para desenharem alguma coisa que lhes traga medo (escuro, animal feroz, tempestade, doença, brigas, etc.). Dizer:] Os discípulos tentaram enfrentar a tempestade sozinhos e quase se afogaram. Apenas quando procuraram Jesus foi que eles conseguiram escapar. Quando temos algum problema que nos traz medo não devemos esperar. É melhor buscarmos logo a Jesus. Ele pode nos ajudar. Se até o vento e o mar Lhe obedecem imaginem o quanto Ele pode fazer para nos acalmar. Falem comigo a nossa mensagem de hoje:

PODEMOS CONFIAR EM JESUS QUANDO ESTAMOS EM DIFUCULDADES

CONTANDO AOS OUTROS:
[Entregar barquinhos de dobradura para as crianças ou dar cópias da gravura da página 81 já recortadas para que as que as crianças, pintem e montem o trabalho. Se as crianças forem muito pequenas ou o tempo for insuficiente, entregar o trabalho para ser feito em casa. Dizer:] Existem muitas pessoas sofrendo por causa das preocupações e medos. Elas precisam saber que Jesus tem poder para socorrê-las. Vocês devem levar este barquinho e mostrá-lo para alguém que estiver preocupado ou com medo. Conte-lhe a linda história de hoje e diga-lhe que se pedir socorro através da oração, Jesus virá rapidamente atendê-lo. [Deixar que cada criança pegue seu barquinho.] Digam sempre às outras pessoas:

PODEMOS CONFIAR EM JESUS QUANDO ESTAMOS EM DIFUCULDADES






Nenhum comentário:

Que bom que você veio!

Volte Sempre!