domingo, junho 17, 2018

Tesouros Infantis V3N2 - LIÇÃO 12


Olhe para o Cordeiro de Deus

Ao final da lição a criança deverá:
SABER que sofrimentos Jesus passou para nos salvar e como reagiu a eles..
SENTIR gratidão, amor e desejo de imitar a paciência e bondade de Jesus.
RESPONDER , imitando as atitudes de Jesus e reconhecendo Seu infinito amor.

PENSAMENTO CENTRAL: Jesus sofreu em silêncio por mim.

VERSO PARA MEMORIZAR: “Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca” (Isaías 53:7).

LEITURA AUXILIAR: Mt 27:31-56; Lc 23:32-44; Jo 19:25-27; Sl 69:20; 22:16-18; O Desejado de Todas as Nações, 741-754.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: cartazes com o verso; Conquistando a Atenção: Opção A - madeira, mourão ou cruz em tamanho grande, Opção B: Coroa de espinhos ou galho com espinhos; Lição: maquete do Calvário (instruções abaixo),  tecido escuro, Contando aos Outros: cópias da caixinha de presente abaixo para cada aluno, lápis de cor, fita ou lã, cola, tesoura. 

COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS

 Memorizando: Se as crianças da sala forem muito pequenas, ensinar só o final do verso:  “Como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca.” 

















Lição: Fazer uma maquete do Calvário usando uma caixa de madeira ou de camisa (ou uma bandeja grande). Com areia, fazer o monte e uma parte do caminho para chegar até ele. Colar palitos de sorvete em formato de cruz e pintá-los de marrom. Usar gravetos, no lugar dos palitos de sorvete, se preferir. Nesse caso não é necessário pintá-los, mas devem ser amarrados e colados um ao outro para que as cruzes não se desmanchem. 

Modelo de coroa de espinhos feita com massa de biscuit ou de modelar.






Neste link pode-se baixar um lindo conjunto de figuras para contar essa história no flanelógrafo:


AQUI você pega várias figuras em preto e branco com as cenas da crucifixão de Cristo.
No blog da tia Alê tem figuras e uma ideia de maquete muito bacana. Confira AQUI.





Contando aos Outros: Copiar as figuras abaixo em papel 120g ou mais. Recortar tudo. As figuras da ovelha formam o verso para memorizar. 


Imprimir a segunda parte da atividade (abaixo), recortar nas linhas cheias e dobrar nas pontilhadas. Passar cola na aba formada e colar a figura com o profeta Isaías. Entregar já pronto para crianças muito pequenas, ou deixar que colem e coloquem os cartões dentro do envelope.



 CONQUISTANDO A ATENÇÃO  

Opção A:  [Ter um pedaço de madeira ou mourão de cerca de 1,80m. Chamar algumas crianças para carregá-lo sentindo o peso. Certa ocasião uma professora encomendou uma cruz preparada com madeira de eucalipto para as crianças usarem; isso fez com que elas compreendessem melhor o que significa “carregar a cruz”. Deixar que as crianças carreguem um pouco e depois oferecer-se para carregá-la. Levar a madeira a um canto na frente da sala e perguntar:] Será que é fácil carregar um peso desse por um longo percurso? Como vocês se sentiram ao receber ajuda? Se vocês estivessem com os ombros e costas muito feridos e também estivessem sem comer e sem dormir vocês desejariam que alguém carregasse o peso para vocês? O que vocês fariam se vissem alguém sofrendo assim? Como será fazer tudo isso estando sem dormir e sem comer? Em nosso história de hoje veremos como Jesus carregou uma cruz muito mais pesada que isso.

Opção B: [Mostrar um galho de planta, com espinhos (melhor ainda se for uma coroa confeccionada com galhos espinhosos). Deixar que as crianças toquem levemente os espinhos para terem uma ideia da dor que causam. Perguntar:] O que aconteceria se apertássemos com força esses espinhos? [Eles nos feririam]. Quando nossa pele é perfurada o que acontece? Sai sangue, dói. Foi isso que aconteceu quando os soldados malvados colocaram a coroa na cabeça de Jesus e a apertaram. Doeu muito e saiu bastante sangue.  Mas Jesus deixou que eles fizessem isso porque nos ama. Em nossa lição de hoje estudaremos sobre Seu grande amor.

APRESENTANDO A LIÇÃO:
[Com antecedência, preparar a maquete do Calvário e as três cruzes. Colocar a cruz de Jesus e as cruzes dos ladrões à medida que for contando a história.]
Logo depois que Pilatos deu ordem para que os soldados crucificassem Jesus, foi trazida uma cruz muito grande e pesada. [Mostrar a cruz.]  O corpo de Jesus estava coberto de sangue e todo ferido por causa das chicotadas que levou. Ele estava muito fraco e abatido, mas, mesmo assim, a cruz foi colocada em Seus ombros e Ele começou a caminhar arrastando-a. [Arrastar a cruz na maquete, pelo caminho.] Mas Ele estava tão fraco que cambaleou e caiu. [Derrubar a cruz.] Quando os soldados perceberam que Jesus não aguentaria carregar a cruz, obrigaram um homem chamado Simão, que estava passando por ali, a carregá-la. [Levantar a cruz e carregá-la até o monte, enquanto fala.] Simão nunca tinha visto Jesus, mas ficou muito feliz e agradecido por poder carregar a cruz para Ele. Daquele dia em diante tornou-se discípulo.
 Dois ladrões também foram condenados a morrer na cruz naquele dia. Quando chegaram ao monte Calvário os ladrões tentaram fugir para não serem crucificados. Mas Jesus não tentou fugir. Ele foi caladinho até a cruz. [Colocar a cruz deitada.] Os soldados O jogaram sobre ela e com o martelo e os pregos prenderam Suas mãos e pés na madeira. [Mostrar os pregos e bater o martelo sobre a mesa para fazer barulho.] Sabem o que Jesus disse enquanto os soldados faziam seu terrível trabalho? Ele orou a Deus para que tivesse misericórdia daqueles homens maus. Ele disse: “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”. Que amor maravilhoso o de Jesus. Orando até por aqueles que O torturavam! Quando a mãe de Jesus viu isso acontecer, ficou tão aflita que desmaiou e os discípulos a levaram dali.
No topo da cruz, Pilatos mandou colocar uma inscrição: “Jesus de Nazaré, o Rei dos Judeus”. Os soldados levantaram a cruz com Jesus e a jogaram em um buraco. [Colocar a cruz em um buraco na areia.] Isso doeu demais! E, além da grande dor, Ele ainda teve que ouvir maldições e zombarias. Os sacerdotes e o povo diziam [falar com voz de escárnio:] “Salvou a outros, mas a Si mesmo não pode salvar. Se Ele é o Cristo, desça agora da cruz para que creiamos nEle”. Jesus ouvia aquilo em silêncio. Ele poderia realmente descer dali e destruir a todos, mas suportou tudo e preferiu ficar  e morrer por você e por mim.
A cruz de Jesus foi colocada entre as cruzes dos dois ladrões. [Colocar uma cruz de cada lado da primeira cruz.] Um deles [apontar para uma das cruzes] viu o julgamento de Jesus e ouviu Pilatos dizer várias vezes que Ele não tinha feito nada de errado. Viu também a bondade de Jesus para com os soldados que o pregaram na cruz. Então, quando o outro ladrão começou a zombar de Jesus, ele disse: “Como você tem coragem de zombar dEle? Nós merecemos morrer assim, mas Ele não!” O ladrão pensou nas coisas maravilhosas que Jesus tinha feito e dito e compreendeu que estava na presença do Filho de Deus, o Único que poderia perdoar seus pecados. Então disse a Jesus: “Senhor, lembra-Te de mim quando entrares no Teu reino!” E Jesus respondeu amorosamente [apontar para a cruz de Jesus:] “Você estará comigo no Paraíso”. O sofrimento de Jesus já estava valendo à pena. O ladrão arrependido foi salvo nos últimos momentos de sua vida.
O nosso Salvador sentia muita dor, estava humilhado e com sede. Mas, mesmo sofrendo tanto, Jesus olhou para baixo e viu Sua mãezinha. Assim que acordou do desmaio ela quis voltar para ficar perto do seu Filho. Mas estava chorando, chorando, ao lado de João.  Jesus queria muito ir lá consolá-la, mas não podia. Também se preocupou em quem cuidaria dela. Então, fazendo um grande esforço para poder falar, Jesus disse para sua mãe: “Mulher, aí está seu filho”. Ele queria dizer: “Mãe, sei que a senhora vai sentir muito a minha falta. Mas João será seu filho em Meu lugar.” Então, olhou para João e disse: “Aí está sua mãe.” Esse foi o jeito de Jesus pedir a João que cuidasse de Maria. João amava muito a Jesus e ficou contente de poder fazer isso por Ele. Com muito carinho, o discípulo levou Maria para sua casa e cuidou dela como se fosse sua própria mãe. Como Jesus era amoroso! Preocupou-se com as pessoas que amava, mesmo sofrendo tanto.
Quando deu meio-dia, no horário que o sol deveria estar brilhando mais forte, aconteceu algo muito estranho. De repente o sol parou de brilhar e tudo ficou escuro. [Colocar um pano escuro, de preferência transparente, sobre a maquete.] Os sacerdotes, os soldados e o povo ficaram com muito medo. Vamos fazer como quem está com medo? [Dar tempo para que façam gestos e expressões de quem está amedrontado.] Ninguém mais zombou de Jesus. Eles pensaram que seriam castigados naquela hora por matarem a Ele. Mas sabe por que havia aquela escuridão? É que Deus estava sofrendo também junto com Seu Filho e queria ficar bem pertinho dEle. Então, Se escondeu na escuridão.
Mas Jesus não sabia disso. Naquela escuridão, Jesus pensava: “Será que Meu Pai Se esqueceu de Mim?”  Então, não aguentando mais a aflição e a falta de Seu Pai, Jesus gritou: “Meu Deus! Por que Me desamparaste?”
Sabe, queridos, Ele sentiu ali a grande solidão e desespero que nós deveríamos sentir se fôssemos castigados por nossos pecados e abandonados por Deus.  E o Pai não podia mostrar que estava ali, bem ao lado porque Jesus precisava sofrer sozinho o castigo em nosso lugar. Os dois estavam sofrendo muito. Mas nenhum deles desistiu de salvar o mundo. Jesus Se entregou e Deus deu o Seu Filho. Tudo isso por nos amar.

REVISANDO: [Dizer:] Jesus enfrentou todas as ofensas em silêncio, sem se irritar. Vou fazer algumas perguntas agora e vocês vão responder em silêncio, só mexendo a cabeça para sim ou para não. Vamos ver quem consegue ficar todo esse tempo sem falar nada. [Fazer as perguntas abaixo. As crianças devem ficar em silêncio e responder apenas mexendo com a cabeça.]


Perguntas:
1.    Jesus estava muito fraco para carregar a cruz?
2.    Os soldados obrigaram João a carregar a cruz no lugar de Jesus?
3.    Depois de carregar a cruz para Jesus Simão decidiu ser um discípulo?
4.    Os ladrões ficaram quietinhos quando foram crucificados?
5.    Jesus tentou fugir quando foram crucificá-lo?
6.    Que orou pelos soldados que pregaram os pregos em Suas mãos?
7. O povo e os sacerdotes falavam palavras de conforto a Jesus?
8. Se quisesse Jesus poderia descer da cruz e destruir todos os seus inimigos?
9. Os dois ladrões zombaram de Jesus?
10. O ladrão arrependido foi salvo?
11. Jesus só pensou em Si mesmo enquanto estava crucificado?
12. Jesus providenciou alguém para cuidar de Sua mãe?
13. O sol escureceu ao meio-dia?
14. Deus abandonou Jesus?
15. Jesus percebeu que Deus estava junto com Ele, na escuridão?
16. Deus não tirou Jesus da cruz porque queria nos salvar?


MEMORIZANDO: [Dizer:] Vamos imaginar que você tenha um gatinho. Ele está com um ferimento nas costas e você precisa limpar a ferida e colocar remédio. Mas isso dói bastante e, se o gato se assustar, pode acabar se machucando mais. Então, você precisa segurar bem firme as quatro patas e a cabeça dele. Você acha que o gato ficaria bem quietinho enquanto você faz isso? Claro que não. Ele ia miar bem alto, tentar morder e arranhar. A maioria dos animais é assim. Mas a ovelhinha não. Quando a lã dela está bem grande, o fazendeiro precisa tirá-la. Nós chamamos isso de tosquiar. Ele pega uma espécie de faca afiada e vai raspando a lã. Para que a ovelha não se machuque, o fazendeiro a amarra bem firme. E ela não se debate, nem grita, nem tenta morder. Ela fica bem quietinha. Até quando é levada para o matadouro, para ser sacrificada, a ovelha não reage, só derrama lágrimas em silêncio.
Muitos anos antes de Jesus nascer, Deus disse ao profeta Isaías como Jesus agiria quando fosse morrer em nosso lugar. [Ler o verso na Bíblia na mesma versão em que será memorizado:] “Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca.” (Isaías 53:7). Jesus não se debateu, não tentou escapar, não tentou agredir, nem xingar às pessoas que o maltrataram tanto. Ele sofreu tudo caladinho. Quando falou alguma coisa sobre o que faziam com Ele, foi para pedir que Deus os perdoasse. Esse é o nosso querido Jesus, que escolheu sofrer tudo isso em nosso lugar. Precisamos sempre nos lembrar disso. Então, vamos memorizar esse verso? [Mostrar os cartazes com o verso. Recitá-lo por três vezes. Depois, esconder uma das partes e recitar tudo de novo. Prosseguir assim até que tenha escondido todas as partes e o verso tenha sido memorizado. Obs.: Se as crianças forem muito pequenas, memorize apenas a última parte: “como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca.” Isaías 53:7.]

APLICANDO: [Dizer:] Jesus, o nosso Salvador foi muito maltratado, mas não se vingou, nem maltratou ninguém. Ele foi meigo e manso mesmo com aqueles que zombavam dEle. Ao invés de xingar os soldados, pediu a Deus que os perdoasse. Ele não ficou com ódio, nem planejou vingança. O coração dEle estava em paz. E os culpados pela crucifixão de Jesus não foram só os sacerdotes e os soldados. Ele sofreu tudo aquilo por causa dos nossos pecados. Todos nós somos culpados de crucifica-lO. Mesmo assim, Ele nos perdoa de boa vontade e ainda diz: “Venha a Mim para ser salvo.”
E você, como reage quando alguém o maltrata? Vou contar algumas situações aqui e vocês vão me dizer o que as pessoas devem fazer.
1. Na escola, João empurrou Mário várias vezes. Mas, ao sair pelo portão, João caiu um tombo bem perto de Mário. O que Mário deve fazer?
2. Ontem Maria esqueceu seu lanche em casa e teve muita fome no intervalo. Sonia viu isso, mas não quis repartir o seu lanche. Hoje, Maria trouxe o lanche e viu quando o de Sonia caiu no chão antes que ela pudesse comer. O que Maria deve fazer?
3. Antonio jogou uma pedra em Jorge e foi suspenso da escola por isso. Na rua, Jorge vê Antonio à distância, de costas para ele, e há muitas pedras por perto. O que Jorge deve fazer?
4. Aninha escutou suas colegas rindo dela porque é a única que vai de saia para a escola. Quando a professora entregou as provas, Aninha viu que sua nota era muito boa e a delas era ruim. O que Aninha deve fazer?
5. O pai de Marcos ficou impaciente porque o menino escorregou e sujou a roupa. Agora, o pai virou o copo de suco na mesa. O que Marcos deve fazer?

A próxima vez que alguém, em casa ou na escola, estiver sendo grosseiro com você, não fique com raiva. Como Jesus, ore: “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”. Quando per doamos aos que nos odeiam ou querem nos machucar, temos paz e podemos até mesmo ganhar a amizade deles.

CONTANDO AOS OUTROS: [Se as crianças tiverem habilidade suficiente, entregar as folhas, tesouras e colas para que cortem os cartões e montem os envelopes. Se não, entregar tudo semi-pronto. Enquanto trabalham, dizer:] Usem esse envelope para contar a outros como Jesus reagiu quando foi maltratado. Conte também que tudo que Ele sofreu foi por nossa causa, para nos salvar. [Os cartões devem ser usados para a criança colocar em ordem o versículo e, assim, facilitar a sua memorização. Para as crianças ainda não completamente alfabetizadas é importante numerar os cartões e ensinar-lhes a ordem correta.]



 








Crucifixão de Jesus - Figuras





















terça-feira, maio 01, 2018

Incentivo de oferta Maio de 2018 - Missões mundiais


Vivemos nos últimos momentos da história do planeta Terra, e nosso Senhor tem aguardado ansiosa e longamente para poder nos levar ao lar. Os eventos proféticos que se desenrolam diante dos nossos olhos declaram que a segunda vinda de Jesus está próxima, às portas. Infelizmente, a mensagem do evangelho não alcançou o mundo inteiro, e nem todos tiveram a chance de ouvir a verdade para este tempo. “Os homens logo serão obrigados a tomar grandes decisões, e devem ter oportunidade de ouvir e compreender a verdade bíblica, a fim de que se decidam inteligentemente para o lado do bem”. — Evangelismo, p. 25.


Como membros da igreja de Deus, é nosso privilégio representar Seu caráter e tomar parte na divulgação do evangelho até os confins da Terra, empenhando nosso tempo, força e recursos financeiros para essa obra especial.

Graças às orações e contribuições financeiras dos nossos membros e amigos, novas missões estão sendo abertas em muitos lugares. Essas novas missões ainda precisam do nosso apoio até que sejam plenamente estabelecidas e se tornem autossustentáveis. Também precisamos efetuar a abertura de novas missões. Recolhemos anualmente uma oferta especial para suprir os meios necessários a fim de espalhar a mensagem em muitas partes do globo.

“Por este tempo, devem existir representantes da verdade em cada cidade e nas mais remotas partes da Terra. Toda a Terra tem de ser iluminada pela glória da verdade divina. A luz deve brilhar sobre todos os países e todos os povos. E é daqueles que receberam a luz que ela deve ser transmitida a outros.” — Ibidem, p. 407.
“Necessitam-se missionários em campos que mal foram penetrados. Abrem-se constantemente novos campos. A verdade precisa ser traduzida em diversas línguas, para que todas as nações possam desfrutar de sua influência pura e vivificante.” — Ibidem, p. 409.

Apelamos com toda a sinceridade a você, neste sábado, para que una seus esforços aos dos missionários e suas famílias doando liberalmente para o apoio às nossas missões mundiais. Unidos dessa forma, poderemos ajudar a iluminar a Terra com a glória de Deus e apressar a volta de Jesus.
Seus irmãos do Departamento Missionário

Maternal

Materiais: figuras de crianças de diversos países que ainda não foram alcançados (países da África, Ásia e Oceania, por exemplo) e coletor com figuras de mãos, pés e notas de dinheiro.

Figuras:  Usar as figuras abaixo para imprimir ou usar como molde para confeccioná-las em EVA.

Coletor:
Encape uma caixinha com papel ou EVA nas cores verde e azul, imitando a Terra vista de cima. Cole desenhos de mãos, pés e de notas de dinheiro e a frase: “Missões: ir, orar e doar.”

[Mostrar as figuras das crianças:] Estas crianças nunca ouviram falar que Jesus vai voltar. Elas não sabem que o Papai do Céu as ama e está preparando um lindo lar para elas no Céu. Como podemos avisá-las? Vamos dar nossa oferta para os missionários irem até lá. E vamos fazer Papai do Céu para que elas aceitem o aviso. E, quem sabe um de vocês não vai lá, quando crescer, não é? [Passar o coletor de ofertas pelas crianças, cantando “Plim, plim, plim”. Em seguida, orar agradecendo pela oferta e pedindo que Deus ajude os irmãos de lá. Explicar às mães que a oferta para as missões será recolhida no primeiro sábado de maio.]

[Repetir o procedimento acima no dia 05 de maio. Mas, depois de contar a história, dizer:] Hoje é o dia que vamos enviar nosso dinheirinho para ajudar as missões ao redor do mundo. [Colocar as ofertas em um saquinho de pano, com alça e prendê-lo em um avião de brinquedo com uma plaquinha das missões mundiais. Fazer o avião voar até onde estão as figuras das crianças. Dizer:] “Vejam, que maravilha! Agora os missionários vão poder falar sobre Jesus para essas crianças! Viva! [Bater palmas.]

Para ver dados sobre alguns países beneficiados clique AQUI.

E baixe AQUI um mapa mundi fácil de recortar (pode ser feito em papel ou EVA).
Veja ideias interessantes para fazer outros tipos de mapa AQUI, AQUI, AQUI, AQUI, AQUI  e AQUI. E quem tiver mais recursos e quiser decorar uma parede da sala com o mapa do mundo pode ver boas ideias AQUI e AQUI




Tesouros Infantis e Pequeno Pesquisador
(adaptar a linguagem à faixa etária das crianças)

Colocar as seguintes sugestões no “Cantinho das  Missões” (mesa, estante ou mural).
· Se o cantinho das missões for sobre uma mesa, pode-se usar uma toalha de TNT com a cores verde e azul, como as da Terra vista de cima. Colocar algumas das figuras relacionadas ao que será dito na aula.
· Ter uma faixa com o desenho de mãos, pés e notas de dinheiro, e a frase “Ir, orar e doar. 05 de abril, oferta para as missões mundiais”.
· Ter um mapa mundi. Se possível, o mapa deveria ser apenas dos continentes, sem as fronteiras dos países, para facilitar o trabalho. No mapa, sinalizar os países recentemente alcançados pode ser com adesivos de estrelas, por exemplo. Os países não alcançados podem estar em cores escuras.
· Entregar um envelope azul ou verde para as crianças trazerem suas ofertas no próximo sábado.
· Imprimir figuras do globo, colar em um palito de pirulito ou churrasco e espetar em meia bola de isopor pintada.
· Colocar figuras de crianças com roupas típicas de diversos países ainda não alcançados ao redor do mundo.
· Colocar a lista de países não alcançados e dos recentemente alcançados, que ainda dependem das nossas ofertas.
· Ao invés de objetos, pode-se fazer um mural com figuras das coisas mencionadas acima.
· Decorar uma caixa de sapato com as cores da verde e azul, e desenhos de mãos, pés e notas de dinheiro. Colar uma faixa com as palavras: “Ir, orar e doar. 05 de abril, oferta para as missões mundiais”. Usar a caixa como coletor de ofertas.
· Entregar um envelope verde ou azul para as crianças trazerem com suas ofertas no próximo sábado.
· Ter a data de 05 de maio destacada em um calendário, para mostrar quando a oferta será recolhida
· Fazer um emoji alegre e outro triste, para usar conforme a história.
· Colocar faixinhas com a frase Jesus te ama nas línguas de países ainda não alcançados (não precisa tentar ensinar como se pronuncia). Exemplos: Jesus elsker deg (Norueguês); 예수님은 당신을 사랑하십니다. (coreano); İsa səni sevir (azerbaijano); يسوع يحبك (árabe), Tia anao i Jesoa (malgaxe). Veja imagens abaixo.
· Combinar com as crianças um alvo para a oferta do 1º sábado. Se o alvo for atingido (no dia 05/05), colocar mais emojis felizes no mapa, nos países recentemente alcançados e algumas estrelas em países ainda não alcançados.
· Dar para cada criança uma figura do globo colada em um palito. Ela deve ser usada como lembrete para a família orar por esse país a cada culto.

Pegue as imagens abaixo do texto do momento das missões.



Momento das missões


  

[Mostrar o mapa mundi e dizer:] Em nosso mundo há milhões de pessoas que ainda não sabem sobre o amor de Jesus por nós, nem que Ele vai voltar para nos levar ao Céu. Essas pessoas sofrem e não têm esperança da salvação. Vejam esse mapa. Quanto do nosso mundo ainda vive sem as boas notícias da Palavra de Deus. Precisamos fazer alguma coisa.

Um dos versos que aprendemos diz: “E este evangelho do reino será pregado pelo mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” Mateus 24:14.  Outro verso diz: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15. Esse não é um pedido de Jesus, é uma ordem. Como podemos cumpri-la?

[Mostrar a figura do pé.] Jesus disse “Vão pelo mundo inteiro”. Então eu e vocês precisamos IR. Ir aos nossos vizinhos, parentes, amigos e falar do evangelho. Mas, quem irá a estes países que ainda não foram alcançados? Talvez aqui nesta sala eu esteja diante de um futuro missionário, que vai pregar o evangelho em algum desses países do mapa. Que sabe, não é? Mas, por enquanto eu ou  vocês não vamos até lá, o que devemos fazer? [Dar tempo para as respostas.] Nós podemos fazer duas coisas. [Mostrar as mãos.] ORAR pelos que vão, orar para que a mensagem seja bem recebida, orar para que Deus envie mais missionários e orar para que, se for da vontade que um de nós trabalhe nas missões estrangeiras, que Ele nos oriente para isso. A outra coisa que podemos fazer é DOAR. [Mostrar a figura da nota de dinheiro.] Se nós não vamos, temos que ajudar quem vai em nosso lugar. É nossa obrigação trazer ofertas para sustentar o trabalho dos missionários.

Hoje vamos recolher uma oferta especial para ajudar os países que foram alcançados há pouco tempo, que ainda precisam de ajuda, e começar o trabalho em países onde a mensagem da salvação não chegou ainda. Vamos oferecer o melhor que pudermos ao Senhor. 

[Mostrar figuras das crianças de várias partes do mundo.] Vou mostrar agora alguns dos lugares que ainda precisam dessa oferta para se sustentarem.

[Mostrar Madagáscar no mapa.] Anos atrás, um irmão de lá, desanimado com a situação da igreja onde congregava, começou a pesquisar na internet se havia algum povo que  guardasse o sábado, cresse em Jesus e fosse fiel aos princípios. Ele encontrou o nosso site e, depois de receber vários estudos, decidiu seguir esse caminho. Ele começou a contar a outras pessoas o que havia aprendido e hoje temos mais de 100 membros lá, muito animados. No entanto, eles têm poucos recursos e precisam de ajuda para manter os missionários. Nossas ofertas vão ajudá-los nisso.

Malawi – É um dos países da África onde há mais paz. As pessoas são muito alegres e não há guerras entre as tribos e nem violência. Nesse país temos mais de 100 membros que vieram de um despertamento. Os irmãos são muito empreendedores por isso começaram a construir três igrejas grandes. Mas os recursos acabaram e, entre outras coisas, elas precisam do telhado. As ofertas que juntarmos aqui vão ajudar nossos irmãos a cobrirem as igrejas, além de manter os missionários que trabalham lá.

Moçambique -  é um país de fala portuguesa que tem um grande número de irmãos, mas que ainda depende da ajuda financeira da Conferência Geral.

[Mostrar as figuras do pé, da mão e da nota.] Nós deveríamos ir até estes e outros países para pregar o evangelho. Quem não vai, precisar orar pelos que vão e doar seu dinheiro para ajudá-los. E hoje é nossa oportunidade de fazer isso.



[Recolher a oferta. Ao terminar, se o alvo foi alcançado, comemorar com as crianças. Se não foi, agradecer e incentivá-las a alcançarem da próxima vez. Colocar a oferta em um avião de brinquedo e conduzi-lo (ou pedir que uma criança o faça) até o cantinho das missões, onde estão as figuras das crianças. Agradecer a todos pelos esforços.]




Figuras para coletores de oferta e cartazes em PB e coloridas















Países alcançados e não alcançados







































Que bom que você veio!

Volte Sempre!