segunda-feira, janeiro 25, 2010

Pequeno Pesquisador, Lição 6 - 1º trimestre 2010 - Suplemento do Professor

LEMBRA-TE DO SANTO DIA DO SENHOR
OBJETIVOS:
Ao final da lição o aluno deverá
CONHECER  que o quarto mandamento  é um sinal do poder criador e santificador de Deus;
SENTIR desejo de santificar o sábado;
RESPONDER aprendendo a provar na Bíblia que o sábado é o sinal de Deus.

VERSO PARA MEMORIZAR: “Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre Mim e vós para que saibais que Eu sou o Senhor, vosso Deus”. Ezequiel 20:20.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Conquistando a Atenção: Opção A: quadro ou obra de arte com a assinatura do autor; Opção B: um desenho para ser pintado para cada aluno; Apresentando a Lição: tira com o quarto mandamento, gravuras que ilustrem os dias da criação, sete batatas, caneta hidrocor; Aplicando: cópia do quadro de textos sobre o sábado para cada aluno;  Contando aos Outros: cópia do estudo bíblico para cada aluno.  


MEMORIZANDO (até 10 minutos):
Com antecedência, escrever o verso na lousa, dividido em quatro partes, mais a referência. Dizer: Os fazendeiros costumam colocar uma marca em seu gado para evitar que seja confundido com outros rebanhos. Os componentes de um time costumam usar uniformes para identificar seu grupo. As empresas criam logotipos e logomarcas e colocam-nos em tudo que lhe pertence. Deus também tem um sinal para identificar seu povo. É uma marca interior que só é visível através dos atos e está bem clara no texto que vamos aprender hoje. Ler o verso na Bíblia, na mesma versão em que será memorizado.  Dividir a sala em dois grupos (por exemplo, meninos e meninas). Um grupo deve levantar-se, dizer a primeira parte do verso e sentar-se. Em seguida, o outro grupo levanta-se e  diz a outra parte e senta-se. O primeiro grupo levanta-se novamente, fala a terceira parte e senta-se. O segundo grupo, levanta-se novamente e diz a última parte. Todos devem falar a referência juntos. Repetir o processo até que o verso tenha sido memorizado.

CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):
Opção A: Levar um quadro ou obra de arte (pode ser uma foto do quadro ou gravura)  que contenha a assinatura do artista.Deixar que os alunos observem a obra e comentem alguma coisa sobre o autor dela.Se possível, falar algo sobre o autor, o valor do quadro, e a importância da assinatura. Lembrar que o quadro só tem valor se o autor for identificado por seu autógrafo, porque é o nome do artista que deixa a obra de arte valiosa. Dizer: Na aula de hoje, falaremos sobre a assinatura mais importante de todas.
Opção B:  Com antecedência, fazer uma cópia de um  desenho simples para cada criança. Deixar que pintem ou colem papel no desenho e pedir que identifiquem seus trabalhos com o nome.Preparar um desenho também, mas sem colocar o nome. Pendurar os desenhos em um varal ou prendê-los em um mural, pendurar também o desenho sem assinatura. Formar duplas e pedir que cada componente procure o desenho de seu colega no mural. Ninguém deve dizer qual é o seu. Depois que encontrarem os desenhos dos colegas, perguntar: Como vocês conseguiram identificar o desenho de seu colega sem que ele tenha dado alguma dica? Pelo nome. Há aqui um trabalho que está sem nome. Assim não é possível identificar claramente quem é seu autor. Realmente a assinatura de vocês tem o valor de identificá-los. Hoje estudaremos sobre uma assinatura muito especial que seu autor colocou na maior obra de arte de todos os tempos.
Opção C:  Dividir a classe em dois ou três grupos. Dar um calendário para cada grupo e pedir que identifiquem os feriados nacionais em uma parte do ano e a razão pela qual foram estabelecidos. Dizer: Hoje estudaremos sobre um feriado que comemora o maior de todos os eventos.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A. APRESENTANDO A LIÇÃO:
Recapitular a criação e o que foi criado a cada dia. Se possível, mostrar gravuras de cada coisa que foi criada. Quando terminar de mostrar as gravuras de sexta-feira, mostrar a palavra SÁBADO. Dizer: Depois de terminar toda a Sua obra de arte, que foi a criação de tudo isso que vimos, Deus desejou colocar sua assinatura, algo que lembrasse a todos Quem é o autor de tudo. Colocar a tira com o quarto mandamento no visual. Esse “autógrafo” é o sábado, porque nele está bem claro quem é o autor da lei: o próprio Criador de todas as coisas.
Todos gostam de feriados e férias, quando se esquece o estudo e o trabalho e simplesmente descansamos. Geralmente saímos para um passeio nesses dias e fica mais gostoso voltar ao trabalho depois disso. Deus sabia que um feriado de vez em quando não seria suficiente para descansarmos por isso Ele providenciou 52 dias de descanso por ano: o sábado semanal. Nesse dia comemoramos o evento mais importante de todos os tempos: a criação de nosso mundo e homenageamos Aquele que Criou nosso mundo e tudo que nele há. O sábado nos faz pensar toda semana em quão poderoso é o nosso Deus e assim percebemos que somos totalmente dependentes dEle.
Mostrar sete batatas bem parecidas (ou outros sete objetos iguais).Dizer: Essas batatas são bem parecidas. Nenhuma delas se destaca das outras. Algumas pessoas dizem que todos os dias são iguais e que para guardarmos o quarto mandamento basta escolhermos um dia qualquer e descansarmos nele. Fazer um sinal em uma das batatas, usando uma caneta hidrocor. Mostrar as batatas e perguntar qual delas é diferente. Dizer: Deus tornou o sétimo dia diferente de todos os outros, colocando Sua assinatura nele. A Bíblia diz que “o sétimo dia é o sábado do Senhor”. É um dia diferente dos outros porque Deus mandou que o separássemos só para Ele.
Satanás não quer que os seres humanos reconheçam que Deus é o Criador de todas as coisas. Então Ele quis confundir as pessoas. Fazer um sinal em outra batata com outra cor de caneta. Dizer: O inimigo de Deus trouxe confusão fazendo com que as pessoas queiram guardar um dia que Deus não ordenou que guardássemos. Precisamos esclarecer aos outros qual o verdadeiro dia de guarda, mostrando pela Palavra de Deus e por nosso exemplo como fazer isso.
Uma forma de darmos um bom exemplo na guarda do quarto mandamento é obedecermos tudo o que ele diz. Inclusive a parte que diz que devemos trabalhar por seis dias. Se não trabalhamos durante a semana como as pessoas perceberão que estamos descansando no sábado? Portanto, trabalhar também faz parte do quarto mandamento. E no sábado devemos esquecer nosso trabalho e nos empenharmos em conhecer melhor o Grande Artista, autor da criação.

B. REVISANDO E AMPLIANDO: Corrigir o questionário da lição. Formar seis grupos entre os alunos. Dividir as questões da lição entre os grupos. Sortear uma letra da palavra SÁBADO para cada grupo. Cada grupo terá dois minutos para escrever num papel algo relacionado ao sábado que esteja na resposta de sua questão e que tenha aquela letra (pode ser no meio da palavra).Escreva a palavra SÁBADO na lousa, na vertical. Cada grupo responde oralmente suas perguntas e depois um representante do grupo vai à lousa e escreve uma palavra ou frase que complete a letra que seu grupo sorteou.  Exemplo:
                                                 Santo
                                           SinAl
                                             OBedecer
                                           CriAdor
                                               Descanso
                                            JeO
C. APLICANDO:
Sendo um sinal de que pertencemos a Deus, é muito importante que as pessoas vejam esse sinal em nós. Então é preciso tomarmos cuidado com o que fazemos, pois disso depende se nosso sinal será  percebido ou não. Preencham o quadro Deus Está Satisfeito Com Seu Jeito De Celebrar O Dia Do Senhor? Não esqueçam de tentar memorizar os textos certos.

D. CONTANDO AOS OUTROS:  Dar uma cópia do Cartão Convite estudo bíblico da pág. ???? para cada aluno. Deixar que dobrem e montem o estudo. Enquanto trabalham, dizer: Vocês aprenderam hoje alguns textos importantes sobre o sábado. Muitas pessoas estão enganadas com relação ao dia do Senhor. Seus amigos já sabem que vocês são guardadores do sábado? Será que eles também sabem porque vocês guardam o sábado? Uma boa forma de falar-lhes da verdade é oferecendo um estudo bíblico. Por exemplo, quando convidarem vocês para uma festa ou um jogo no sábado, vocês podem agradecer o convite e dizer que já têm um compromisso muito importante neste dia e que não pode comparecer. Vocês podem dizer que têm um encontro marcado com Deus todos os sábados, por isso você não pode ir. Ofereça-lhe também este estudo bíblico e ore para que seu amigo sinta interesse em entender melhor esse assunto. Não esqueça de dar um bom  testemunho com relação aos outros mandamentos também. Com certeza vocês serão usados para mostrar a verdade a muitos.







Pequeno Pesquisador, Lição 5 - 1º trimestre 2010 - Suplemento do Professor

REVERÊNCIA PARA COM O NOME DE DEUS
OBJETIVOS:
Ao final da lição o aluno deverá
CONHECER  a santidade do nome de Deus
SENTIR respeito e reverência para com o nome de Deus;
RESPONDER cuidando para que sua linguagem não desrespeite o nome de Deus.
VERSO PARA MEMORIZAR: “Tributai ao Senhor a glória devida ao Seu nome”. Salmo 29:2

LEITURA AUXILIAR: Mensagens aos Jovens, 265-267.
RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: visuais com o verso; Conquistando a Atenção: livro ou lista com significados de nomes; Apresentando a lição: espelho,  tira com o terceiro mandamento; Aplicando:  cópia da atividade abaixo, copo com água, iodo ou anilina, água sanitária.


COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS
Memorizando: 
Ampliar as imagens abaixo para o tamanho que desejar em papel colorido.
Colar entretela atrás e recortar.
Se desejar uma lembrança para Contando aos Outros, imprimir em tamanho pequeno. 
Recortar tudo e montar um chaveiro com as quatro partes do verso para cada criança.







MEMORIZANDO (até 10 minutos):
Ler o verso na Bíblia na mesma versão em que será memorizado. Dizer: “Tributar” quer dizer “dedicar”. “Glória”, quer dizer “honra”. Nosso verso quer dizer que devemos dedicar o quê, a quem? Nós temos o dever de dedicar honra ao nome de Deus. Colocar os visuais do verso no flanelógrafo. Dizer: Não vamos nos esquecer de usar nossos lábios para glorificar o nome de Deus, para dedicar a Ele toda a honra que Seu nome merece. Recitar o verso completo com toda a classe. Retirar uma das partes dos visuais e recitá-lo inteiro. Retirar outra parte e repetir o processo até que tenham retirado todas as partes.

CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):
Opção A:Levar um livro ou lista de nomes e seus significados. Dizer: Hoje eu trouxe algo muito interessante e acho que vocês vão gostar. Mostrar o livro. É um livro que contém vários nomes e seus significados. Vocês querem descobrir o significado de seus nomes? Consultar a lista procurando o significado dos nomes dos alunos ou de alguns deles. Depois, dizer: Toda menina e todo menino tem um nome. E o nome é muito importante. Os pais escolhem o nome com carinho e ficam tristes se alguém zomba do nome de seu filho ou não trata com o devido respeito. O seu nome quer dizer você!. Se alguém zomba do seu nome está zombando de você. Se alguém respeita seu nome está respeitando você.  Hoje vamos falar do nome que merece nosso maior respeito.
Opção B: Dividir a classe em dois grupos e dar uma das frases a seguir para que cada grupo explique o significado: falar em vão (falar coisas inúteis, vazias, falsas), profanar (tratar com desrespeito, irreverência). Ajudar, se necessário.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A. APRESENTANDO A LIÇÃO:
Mostrar um espelho e refletir sobre ele algum tipo de luz (da lâmpada, da janela ou de uma lanterna). Mostrar como o espelho brilha porque reflete a luz. Perguntar: Como vocês imaginam que é um serafim? Será que é um ser diferente de um anjo? Será que é pecador e fraco ou santo e poderoso? Na verdade, os serafins são seres que ficam bem perto do trono do Grande Rei do Universo, como se fossem guardas. Disso entende-se que sejam muito poderosos. Eles também refletem a glória da presença de Deus. Moisés, que era só um ser humano, viu a glória de Deus e ficou com o rosto tão brilhante que teve que colocar um véu sobre o rosto porque ninguém podia olhar para ele. Imaginem a glória que tem esses seres tão puros que vivem na presença de Deus! Apesar de serem tão poderosos e santos, sabem como esses seres agem quando vão falar o nome de Deus? Eles são tão reverentes que cobrem o rosto e os pés com suas asas. E nós, mortais e pecadores, como devemos pronunciar o nome de Deus?  É disso que fala o segundo mandamento.
Pedir a um aluno que leia Êxodo 20:7. Depois colocar a faixa do terceiro mandamento no visual. Dizer: Esse mandamento nos mostra que o nome de Deus é Santo e não deve ser falado sem cuidadoso respeito.  Mas, quantas vezes ouvimos as pessoas falando o nome do Senhor de qualquer maneira ou por qualquer razão? As pessoas falam bobagens e fazem coisas erradas e estão tão acostumadas a desrespeitar o nome de Deus que até nessas horas falam Seu nome. Vocês podem dizer algumas frases que se tornaram um modo de falar e que são transgressão do 3º mandamento? Ai, meu Deus; pelo amor de Deus; Deus me livre; juro por Deus, Deus te crie. Todas essas expressões demonstram desrespeito para com o sagrado nome de Deus e são tão comuns em nosso mundo que mesmo pessoas ímpias e descrentes costumam dizer essas frases. Existem também, músicas profanas que mencionam o sagrado nome de Deus. Tudo isso é transgressão.
Mas, mesmo entre os cristãos, o nome de Deus tem sido desonrado. Enquanto oram muitos repetem o tempo todo o nome de Deus, como que para dar tempo de pensar no que vão falar. Outros repetem várias vezes e desnecessariamente “Deus, Todo-Poderoso”, que são palavras tremendas e sagradas. Ainda há aqueles que usam expressões de gíria para referir-se ao Santo Deus e Jesus, tais como “o cara lá de cima” ou   “J.C.”. Outras fazem piadas com os nomes de Deus e Jesus. Muitas músicas evangélicas também repetem desnecessariamente o nome de Deus e de Jesus. Sabem qual o problema disso? Ao repetir muitas vezes os nomes sagrados ele começam a parecer que são comuns, iguais ao de todos os humanos. Também desonramos o nome de Deus quando cantamos hinos que mencionam Seu nome, sem reverência ou sem prestarmos atenção no que estamos cantando.
Durante um culto também podemos desrespeitar o nome de Deus sendo irreverentes, conversando ou não prestando atenção no que está sendo falado. Além disso, o nome de Deus é blasfemado quando desprezamos ou maltratamos alguém.
E o que dizer do juramento? Podemos ou não jurar em nome de Deus? Podemos e não podemos. Não podemos usar o nome de Deus em juramento no nosso dia a dia, quando somente a nossa palavra já deve ser suficiente para provarmos que falamos a verdade. Mas, vocês já assistiram a um julgamento onde uma testemunha presta juramento? Nesse caso o juramento é um procedimento usado por lei no tribunal e geralmente a testemunha coloca a mão sobre a Bíblia ao fazer o juramento. Colocar uma mão sobre a Bíblia, e levantar a outra, para mostrar como é feito o juramento judicial. Isto é uma promessa de que as palavras da testemunha serão verdadeiras. Se ela fizer o juramento e mentir é considerada culpada de perjuro, um crime que tem sua punição. Para o cristão não há problema jurar em um tribunal porque estará apenas apelando a Deus como Testemunha de que o que ele diz é a verdade, e nada mais que a verdade.
A Bíblia diz que aquele que usa Seu sagrado nome com desrespeito não será tido por inocente. Por outro lado, o Senhor recompensará amavelmente os filhos que demonstrarem Seu amor e reverência, cuidando com suas palavras para não desonrarem Seu nome.
                         
B. REVISANDO E AMPLIANDO: Corrigir o questionário da lição.
C. APLICANDO: Dar uma cópia da atividade abaixo para cada aluno. Estimulá-los a escrever os vícios de linguagem (coisas que falam sem pensar, que desonram a Deus) que pretendem deixar de dizer. Ajudá-los a anotar e assinar em baixo. Depois que todos completarem suas atividades, mostrar um copo comum pouco de  água tingida com iodo ou anilina comestível líquida.Explicar que isso se parece com uma boca suja. Boca suja é aquela que usa palavras feias e sujas, principalmente frases que desonram a Deus ou que usam Seu sagrado nome em vão. Dizer:  É muito difícil mudar nossos hábitos de linguagem, mas podemos pedir a ajuda de Deus. Colocar cloro ou água sanitária no copo e a água ficará limpa (treinar antes para verificar a quantidade necessária de cloro). Explicar que Deus fará a mesma coisa com nossa fala.





D. CONTANDO AOS OUTROS:  Dizer:  Agora que já tomamos nossa decisão de cuidarmos para sermos respeitosos com nossas palavras, precisamos dar testemunho disso. Sabem como? Falando! Só pelo modo como falamos, os outros vão saber que temos respeito e amor pelo Senhor. Também devemos defender o nome de Deus quando alguém O desonrar em nossa presença, como defendemos o nome de nossos pais e amigos quando alguém zomba deles. Então as pessoas vão se interessar em saber mais sobre esse Deus que faz toda a diferença em nossas vidas.

ENCERRAMENTO (até 5 minutos): Orar brevemente pedindo a Deus que limpe a linguagem de seus alunos e a sua também. Depois, orar o Pai Nosso com todos.

Tesouros Infantis - Lição 13 - 1º Trimestre 2010 - Suplemento do Professor

MARIA DEMONSTRA SEU AMOR A JESUS




Ao final da lição a criança deverá:
SABER que demonstramos gratidão a Jesus quando lhe damos o melhor de nós.
SENTIR – se grata a Jesus por todo o seu amor.
RESPONDER oferecendo a Jesus seus melhores presentes.

PENSAMENTO CENTRAL: POSSO DAR PRESENTES DE AMOR A JESUS
VERSO PARA MEMORIZAR: “Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro”. 1 Jo 4:19.                
LEITURA AUXILIAR: Jo 12:1-8; Mt 26:6-13; Mc 14:3-9; O Desejado de Todas as Nações, 557-565.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Conquistando a Atenção: produtos perfumados (loções, sabonetes, perfumes, xampus, etc.); Lição:  Bíblia, bonecos, frasco de perfume, caixa para fazer a vez de mesa e retalhos de tecido para servirem de divãs, bolsa ou cofre com moedas; Revisando:  perfume infantil; Aplicando:  gravuras abaixo; Contando aos Outros: sachês preparados conforme instruções abaixo para cada criança, cartão Frasco de Perfume.

 COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS:

Aplicando:
Imprimir, recortar e pintar as figuras abaixo.
Colar em papel cartão, se preferir.








Sachê:
Como embalagem pode-se usar retalhos de TNT, ou qualquer tecido não muito grosso.
Como recheio usar sagu, ou algodão com gotas de perfume, ou sabonete ralado no ralo grosso.
Colocar o recheio dentro da embalagem.
Amarrar com fitilho colorido e prender ou colar o cartãozinho da página 97

MEMORIZANDO (até 10 minutos): Perguntar: Márcia estava com muita dificuldade com as tarefas da escola quando sua amiga Paula ofereceu-se para ajudá-la. Com isso ela conseguiu tirar boas notas. Márcia ficou muito agradecida a Paula e, quando sua mãe fez um bolo bem gostoso, levou um bom pedaço para Paula. Jesus demonstrou Seu grande amor por nós morrendo na cruz em nosso lugar. Vocês acham que Ele merece nosso amor? Claro que sim. “Nós O amamos, porque Ele nos amou primeiro.” Isso é o que diz o nosso verso para memorizar desta semana. Se decorarmos esse verso, sempre nos lembraremos de agradecer a Jesus. Repitam comigo: “Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro”. 1 João 4:19. Pedir que apenas os meninos digam o verso. Depois só as meninas. Depois só quem estiver de sapatos. Quem estiver com algo azul na roupa. Quem estiver de cabelo preso. Quem estiver de casaco, etc. No final, recitar com todos juntos outra vez. 

CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos) - Escolher uma das opções abaixo:
Opção A: Levar um ou mais frascos de perfume, talco, xampu ou sabonete, bem cheirosos. Deixar que as crianças sintam o cheiro e comparem os diferentes aromas (podem ser masculinos, femininos e infantis). Dizer: É muito gostoso sentir o aroma de um perfume agradável.  Tudo que tem cheiro bom nos atrai. Pensem em outras coisas que têm cheiro bom, além dos perfumes. Quando a mamãe assa pão ou bolo, o cheiro se espalha por toda a casa, não é verdade? Quando estamos com fome, aquele cheirinho nos atrai e nos dá vontade de comer. Nossa história de hoje fala de um perfume que se espalhou por toda a sala.
 Opção B: Dizer: Lá na Inglaterra ou nos Estados Unidos, quando alguém quer dizer “Muito obrigado”, diz “Thank you” (pronuncia-se, mais ou menos, tênquiu). Na Espanha as crianças dizem “Muchas gracias”. Na Romêmia falam “Multsumesc frumos”(multisumésc frumós). Ensinar as crianças a pronunciarem essas expressões. Algumas pessoas, quando querem agradecer a alguém mandam cartões, outras telefonam, outras mandam flores ou presentes. Na verdade há muitas formas de agradecer. A história de hoje fala de alguém que demonstrou seu amor e gratidão de forma muito especial.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A.   APRESENTANDO A LIÇÃO:
Perguntar: Quem aqui gosta de receber presentes? Geralmente damos presentes a pessoas que amamos. Jesus também ficava muito contente quando recebia um presente que alguém lhe dava com amor. Ele gostava quando as pessoas agradeciam. Mostrar a Bíblia e dizer: A Bíblia diz que poucos dias antes de morrer, Jesus estava em Betânia, bem perto de Jerusalém e foi convidado para uma festa na casa de um homem chamado Simão. Mostrar um boneco que represente Simão. Esse homem era rico e importante. Jesus o havia curado de uma doença terrível: a lepra. Como agradecimento, Simão preparou a festa para Jesus e seus discípulos. Colocar alguns bonecos para representar os discípulos. Naquela época havia um costume muito diferente de hoje. As mesas eram baixinhas e os convidados ficavam deitados em um móvel chamado divã. Eles comiam apoiados em um dos braços. Colocar os bonecos em volta da mesa, sobre os “divãs”. Na festa estavam também Lázaro, Marta e Maria, os amigos de Jesus. Lázaro estava ao lado de Jesus e Simão do outro lado. Marta, como sempre, estava muito ocupada servindo a mesa. Também havia outras pessoas, muito curiosas, que queriam conhecer Lázaro, o homem que ficara morto por quatro dias. Elas pensavam que Lázaro teria algumas histórias maravilhosas para contar sobre a morte, mas ele não tinha história alguma. A Bíblia diz que os mortos não sabem de nada. Em vez de contar alguma coisa, Lázaro louvou a Jesus e contou às pessoas que Ele era o Filho de Deus.
Maria estava sentada perto de Jesus, ouvindo Suas palavras. Enquanto ouvia, Maria lembrou-se de seus grandes pecados e da bondade de Jesus em perdoá-Los. Também estava muito agradecida porque Jesus ressuscitara seu irmão dentre os mortos. Algumas vezes ela ouvira Jesus falar que iria morrer. Pensando em honrá-Lo em Sua morte, Maria havia comprado um perfume muito, mas muito caro. Ela fez um grande sacrifício para comprá-Lo. Mas ali, naquela festa, muitas pessoas diziam umas às outras que Jesus seria coroado rei. Maria ficou muito feliz em ouvir essas boas notícias. Ele pensou então: “Por que vou demonstrar meu amor a Jesus quando Ele estiver morto? Vou mostrar-Lhe meu amor e gratidão agora mesmo.”
Então, enquanto todos estavam distraídos, comendo, Maria foi bem devagarinho para perto de Jesus e levou consigo o frasco de perfume caro. Aproximar o boneco que representa Maria, do boneco que representa Jesus. Bem quietinha, quebrou o frasco e derramou o perfume sobre a cabeça e os pés de Jesus. Derramar perfume sobre a cabeça e os pés do boneco. Ela ficou muito emocionada e começou achorar e a agradecer-Lhe por Sua bondade. Assim Maria lavou os pés de Jesus com aquele perfume tão caro e também com suas lágrimas. E sabem com que toalha os enxugou? Com seus próprios cabelos.
Maria não desejava que ninguém percebesse sua demonstração de gratidão a Jesus. Mas o perfume era tão forte que logo foi sentido por todas as pessoas da casa. Logo todos estavam olhando para Maria. Judas, um dos discípulos de Jesus, começou a reclamar daquilo e disse aos outros discípulos: “Por que esse desperdício? Ela devia ter dado esse dinheiro aos pobres em vez de comprar um presente tão caro”. Mas sabem porque Judas falou isso? Porque ele era o responsável por guardar o dinheiro que era dado aos pobres. Mostrar a bolsa ou cofre com moedas. E, quando ninguém estava olhando, ele ia lá e pagava dinheiro para si mesmo e não dava aos pobres coisa nenhuma. Pegar algumas moedas da bolsa e guardá-las no bolso ou escondê-las em algum lugar.  Como Judas começou a reclamar, os outros também começaram e logo todos estavam reclamando de Maria. Ela ficou muito envergonhada e resolveu sair logo dali. Mas quando ela estava quase saindo Jesus falou para todos ouvirem: “Deixem Maria em paz. Ela praticou boa ação para Comigo. Porque os pobres estarão sempre com vocês e, quando quiserem, podem fazer-lhes bem. Mas Eu nem sempre estarei.”Jesus ficou muito feliz porque Maria demonstrou seu amor.
             Jesus gosta quando Lhe demonstramos amor e gratidão. Ele disse a todos ali que onde fosse contada a Sua historia, seria também contada a história da linda maneira que Maria usou para agradecer-Lhe.

B.   REVISANDO: Fazer uma pergunta para cada criança. Quem acertar deve receber uma gotinha de perfume infantil atrás das orelhas.

C.   APLICANDO: Maria amava a Jesus porque primeiro Jesus lhe dera amor, perdoando seus pecados e ressuscitando seu irmão. Quero que vocês falem agora de motivos que temos para agradecer a Jesus. Deixar que falem. Temos mesmo muitas razões para amar e agradecer a Jesus. Maria demonstrou seu amor a Jesus dando um perfume que custou muito caro.  Como podemos agradecer a Jesus? Colocar os visuais ou objetos dentro de uma caixa de presentes. Pedir a algumas crianças que venham à frente e escolham um objeto ou visual e o segurem à frente, mostrando-o às outras crianças. Explicar o significado de cada visual ou pedir às crianças que digam como podem usar aquele item como presente para Jesus.  
Coração – Você poderá agradecer a Jesus dando-Lhe seu coração, para que Ele possa ali morar.
CriançaS cantando – Você poderá presenteá-lo com sua voz. Como você pode usar sua voz como presente para Jesus? Poderá louvá-Lo de todo coração, em casa e especialmente na igreja. Também poderá falar do amor de Jesus a outros.
Oferta  Como você pode usar seu dinheiro para mostrar gratidão a Deus? Entregando uma oferta sempre que for possível. Às vezes até deixando de comprar um doce ou um brinquedo, preferindo dar para o Senhor, do que gastar consigo mesmo.
Mãos – Como você poderá dar suas mãos a Jesus? Usando-as para fazer o bem, para servir aos outros, auxiliando os que estão à sua volta.
Pés – Como você poderá dar seus pés ao Senhor? Usando-os para ir em busca de quem precisa de seu auxílio e andando sempre nos caminho do Senhor, sem ir aos lugares onde se faz o que desagrada a Jesus.

CONTANDO AOS OUTROS:
Fazer um sachezinho para cada criança (ver modo de fazer em “Como Preparar os Recursos Necessários”). Deixar que amarrem a fita ou colem o cartãozinho. Enquanto trabalham, dizer: Muitas vezes deixamos de agradecer às pessoas que amamos. Precisamos aprender a sermos gratos a Jesus e àqueles que nos mostram seu amor. Levem este sachê e escolham alguém que merece sua gratidão para receber este pequeno presente. Contem-lhe a história de Maria e sua demonstração de amor a Jesus e diga-lhe que deseja mostrar também seu amor a Jesus e aos outros.
  



Tesouros Infantis , Lição 12 - 1º trimestre - Suplemento do Professor

TRABALHADORES NA VINHA


Ao final da lição a criança deverá:
SABER que demonstramos nosso amor a Jesus quando trabalhamos para Ele e para os outros sem pensar em recompensa.
SENTIR –se feliz por poder ajudar a Jesus e a outros.
RESPONDER cumprindo seus deveres por amor e com alegria.

PENSAMENTO CENTRAL: AGRADO A DEUS QUANDO NÃO SOU EGOÍSTA.
VERSO PARA MEMORIZAR: “Os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos.”
Mt 20:16.
LEITURA AUXILIAR: Mateus 20:1-16; Parábolas de Jesus, 396- 404.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: fruta ou outro objeto interessante; Conquistando a Atenção: Opção A - relógio de parede ou de brinquedo, visual preparado conforme instruções abaixo; Opção B: cacho de uva, produtos fabricados com uva (suco, geléia, uva passa, etc.) Lição: saquinho com moedas; Revisando: figuras das uvas, preparadas conforme instruções abaixo, cesta; Contando aos Outros: cópia da figura do sol (instruções abaixo) para cada criança, palitos de sorvete, cola, estilete ou tesoura.

COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS:

Revisando:
Copiar e imprimir as figuras abaixo (se imprimir em papel color set lilás ou roxo ficará lindo!).
Recortar e perfurar no cabinho.
Passar o barbante pelo furo.
Esticar  um varal na sala e pendurar as “uvas”.







Conquistando a Atenção e Contando aos Outros:
Fazer um círculo de cartolina amarela ou dourada para ser o sol.
Colar o sol na ponta de um palito de sorvete.
Recortar com estilete, o percurso do sol em uma pedaço de papel cartão azul.
Introduzir a figura do sol, na abertura, por trás da folha.
Movimentar o sol enquanto conta a história. Enfeitar a folha como desejar.







MÚSICA TEMA DA LIÇÃO:

O Importante é Servir (letra para música da faixa 10, do CD “Tesouros Infantis”)
Eu sou importante
Quando sirvo aos outros com amor.
Quem é importante
Vive a servir.

Eu sou importante
Quando cedo a outros meu lugar
Eu sou importante
Ao ajudar.



CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos). Escolher uma das atividades abaixo:
Opção A: Esta atividade será aplicada com mais facilidade se for apresentada por três pessoas. Uma cuidando do flanelógrafo, outra com o relógio e outra ensinando os gestos para as crianças. Também é possível dispensar o uso do relógio ou do flanelógrafo.
Usar o visual explicado acima. Colocar o sol na posição de seu nascimento.. Mostrar um relógio de brinquedo ou de parede e girar os ponteiros para marcar 6:00 da manhã. Perguntar se alguma criança sabe ver as horas. Se houver, perguntar que horas são. Dizer: Seis horas da manhã é bastante cedo. O sol está bem fraquinho e nasceu há pouco tempo ou está nascendo ainda. Coloquem as mãos juntas para mostrar onde está o sol às seis da manhã. Colocar as mãos juntas para baixo, de um dos lados do corpo. Girar os ponteiros para marcar 9:00 da manhã e colocar a figura do sol umpouco mais alta no visual. Em dias normais, sem chuva, como está o sol neste horário? Quente, não é mesmo? Vamos erguer nossas mãos um pouquinho para cima para mostrar onde está o sol no céu às nove horas da manhã. Girar os ponteiros para marcar 12:00 e colocar a figura do sol, no alto e no meio do visual. E ao meio-dia, como está o sol? Muito quente. O que acontece quando trabalhamos ao sol nesse horário? Sentimos calor, transpiramos. Vamos colocar nossas mãos na posição em que o sol está ao meio dia. Girar os ponteiros para marcar 3h.Colocar a figura do sol um pouco abaixo, no lado oposto ao usado para as 9:00. Às três da tarde o sol já começa a baixar e já não é tão quente quanto ao meio-dia. Agora, vamos colocar as mãos na posição do sol às três da tarde. Girar os ponteiros para marcar 5h. Colocar a figura do sol mais embaixo, no visual. Às cinco da tarde já está acabando o dia, logo o sol vai se esconder. Coloquem as mãos mais embaixo. Girar os ponteiros para marcar 6h. Colocar a figura do sol bem embaixo, no visual. Às seis horas o dia está acabando. Já é hora das pessoas saírem do trabalho para descansar. Vamos colocar as mãos na posição do sol às 6h da tarde. Treinar com as crianças algumas vezes para que elas coloquem as mãos na posição do sol no horário que você disser. Por exemplo: meio-dia = mãos juntas, para cima; 6 h da manhã = juntas, para baixo, em uma das laterais do corpo; 6 h da tarde = mãos juntas, para baixo, do outro lado do corpo. Depois de bem treinadas, dizer: Nossa história de hoje fala de alguns homens que começaram a trabalhar às seis da manhã, quando  o dia estava começando, e de outros que começaram a trabalhar às cinco da tarde, quase na hora de parar.

Opção B: Mostrar um cacho de uvas ou uma gravura. Dizer: Esse é um cacho de uvas. É uma fruta muito gostosa. Com ela, fabrica-se muitas coisas gostosas. Se possível, mostrar produtos feitos com uva (suco, geléia, uva passa).  Videira é o nome da planta que produz uvas. Vocês sabem como é que se chama uma plantação de uvas? Chama-se vinha. Quando as uvas estão maduras devem ser colhidas rapidamente. Quando a plantação de uvas é muito grande o dono da vinha não pode fazer tudo sozinho então ele precisa contratar trabalhadores para ajudá-lo. Nossa história de hoje fala de alguns trabalhadores que foram trabalhar em uma vinha.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A.   APRESENTANDO A LIÇÃO: Separar um canto da sala para ser a praça do mercado (pode-se colocar um tapete, almofadas ou cadeiras para demarcar o ambiente). Em outro canto colocar uma cordinha ou barbante com vários cachos de uva pendurados  e uma cesta por perto. Se o número de crianças for grande, apenas demarcar o lugar, sem pendurar nada. Em uma mesa, colocar uma latinha com moedas (verdadeiras ou de papel laminado, prata). Separar uma criança para sentar-se à mesa. Algumas devem ir para o “mercado”. As outras esperam sua vez em outro canto da sala.
Abrir a Bíblia e dizer: Jesus contou, certa vez, uma história que está escrita em Mateus 20. É a história de um homem muito rico que possuía uma grande vinha. Quando chegou o dia da colheita ele levantou-se bem cedo e foi à praça do mercado onde as pessoas que precisavam de trabalhar ficavam esperando que alguém as contratasse. Eram seis da manhã, Vamos fazer com as mãos a posição do sol? Dar tempo para que coloquem a mãos juntas, embaixo de um dos lados do corpo. Lá ele viu alguns homens que não tinham trabalho, e lhes perguntou: “Querem vir trabalhar na minha vinha hoje? Pagarei a cada um de vocês um denário pelo trabalho.” Mostrar uma moeda. Um denário era uma moeda de prata, o pagamento normal por um dia de trabalho. Eles aceitaram o acordo e foram imediatamente para a vinha. Levar as crianças que estão no “ mercado”  para a “vinha”. Outras crianças devem ir para o mercado.
A vinha era muito grande e havia muito trabalho, então às nove horas de manhã o homem voltou ao mercado para conseguir mais ajudantes. Vamos fazer com as mãos a posição do sol às 9 da manhã.  Lá ele encontrou outros homens em pé no mercado esperando que alguém lhes desse trabalho. O fazendeiro os chamou para trabalhar em sua vinha, mas desta vez não disse quanto lhes pagaria. Só disse que daria o que fosse justo. Os trabalhadores que foram contratados mais tarde não sabiam quanto iam receber, mas confiaram na honestidade e bondade do fazendeiro. Levar as crianças que estão no “ mercado”  para a “vinha”, formando uma fila atrás das crianças que já estão lá. Outras crianças devem ir para o mercado. Ao meio-dia ele voltou de novo ao mercado e contratou mais trabalhadores. Como está o sol ao meio-dia?. Levar as crianças que estão no “ mercado”  paraa “vinha”, formando uma fila atrás das crianças que já estão lá. Outras crianças devem ir para o mercado. Depois, às três da tarde, voltou novamente e contratou ainda outros. Como está o sol às três da tarde? Levar as crianças que estão no “ mercado”  para a “vinha”, formando uma fila atrás das crianças que já estão lá. Outras crianças devem ir para o mercado. Às cinco da tarde, quando o sol já estava baixinho (fazer a posição do sol com as mãos), ele foi novamente ao mercado e encontrou alguns homens que não haviam sido contratados ainda. Eles ficaram muito contentes em poderem trabalhar, mesmo sendo apenas por uma hora. Levar as crianças que estão no “mercado”  para a “vinha”, formando uma fila atrás das crianças que já estão lá.
Logo o sol se pôs e ninguém pode mais trabalhar. Uma criança com a latinha ou saquinho de moedas deve ficar atrás da fila. Então o fazendeiro mandou que um de seus servos fizesse o pagamento dos trabalhadores, começando pelos últimos e terminando pelos primeiros. Inverter a fila de crianças de modo que a primeira seja a última e a última seja a primeira. Ele mandou que fosse dado um denário a cada trabalhador. As crianças pegam a moeda com o “servo” e vão sentar-se. Os primeiros da fila, que trabalharam só por uma hora, ficaram muito agradecidos ao fazendeiro por dar-lhes o dinheiro de um dia mesmo tendo trabalhado tão pouco. Os que chegaram às três, ao meio-dia e às nove também ficaram contentes. Mas o que chegaram cedo, não gostaram de ter trabalhado o dia todo e recebido o mesmo que os que chegaram depois. Eles ficaram com inveja dos outros e começaram a reclamar e reclamar. Além disso começaram a se gabar de serem melhores que os outros. Na verdade, eles mostraram que trabalharam só por causa do dinheiro, e não porque gostavam de ajudar. Eles eram do tipo que não ajudam sem receber alguma coisa em troca. O fazendeiro percebeu toda a inveja e egoísmo daqueles trabalhadores e disse a um deles: “Amigo, não fui injusto com você. Você não concordou em trabalhar o dia todo por uma moeda de prata? Agora pegue o seu pagamento e vá para casa. Quero dar a este homem que foi contratado por último, o mesmo que dei a você. Por acaso não tenho direito de fazer o que quero com meu próprio dinheiro? Ou você está com inveja somente porque fui bom para ele?” E Jesus  terminou sua história dizendo: “Os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos”.

B.   REVISANDO:
Estender as cordinhas com as “uvas” penduradas. Escolher uma criança e perguntar: ______________(nome da criança) quer vir trabalhar na minha vinha hoje? A criança deve responder que sim. Dizer: Então responda a essa pergunta (fazer a pergunta). Se a criança acertar a resposta, deixar que colha um cacho de uva na sua vinha e coloque-o na cesta (usar uvas de verdade, se preferir). Dar dicas para facilitar a resposta.

C. MEMORIZANDO (até 10 minutos): Perguntar: Quando formamos uma fila para beber água quem bebe primeiro? Quem está na frente. Quando fazemos fila para servir a comida em uma conferência, quem come primeiro? Quem está na frente. Eu tenho uma fruta para dar a vocês. Façam uma fila perto de mim para recebê-la. Dar tempo para que façam a fila. Depois, alguém deve entrar por trás com uma fruta (ou qualquer outra coisa interessante). Dizer: Vocês agora devem se virar para trás sem sair da fila. Depois que a fila estiver invertida, perguntar: Quem era o primeiro da fila? Quem era o último? E agora, quem é o primeiro da fila? Quem é o último? Vocês perceberam que os últimos agora são os primeiros e que os primeiros agora são os últimos? Isto é para mostrar para as pessoas que sempre querem ser as primeiras para conseguir o melhor para si são egoístas e elas não entrarão no reino de Deus. Quem é humilde e trabalha por amor vai entrar lá. Isso está escrito em Mateus 20:16. Ler o verso na Bíblia, na mesma versão em que será memorizado. Dizer: Vamos aprender esse verso? Dar a fruta para o primeiro da fila que deve dizer a primeira parte do verso, ir até o fim da fila e entregá-la para a última criança que deverá recitar a segunda parte do verso. Todos se viram, invertendo a fila e repetindo a referência.Depois, a criança que deu a fruta deve entrar na metade da fila.A criança que está com a fruta deve falar a primeira parte do verso, ir ao fim da fila e entregar a fruta para a última criança, que dirá o restante do verso. Repetir todo o processo até que todos tenham repetido o verso. Obs.: Se a quantidade de crianças for muito grande, organizar duas ou mais filas.

D. APLICANDO: Os primeiros trabalhadores eram egoístas e invejosos.Foram trabalhar na vinha sópor causa do dinheiro.  Queriam mais para eles que para os outros e ficaram tristes quando outros ganharam o mesmo que eles. Além disso, achavam que eram melhores que os outros e ficaram falando disso. Será que existem crianças egoístas como aqueles trabalhadores? Deus está procurando meninos e meninas que trabalhem felizes e de boa vontade. Você é um deles? Vou fazer algumas perguntas e vocês vão me dizer se no Reino de Deus essa criança vai ser a primeira ou a última (quer dizer, não vai entrar). Não usar o nome das crianças da sala.
Na hora do lanche havia uma bandeja com pêras sobre a mesa. Uma delas era muito grande e bonita. Mário quis ser o primeiro a pegar as frutas e pegou logo a maior. No Reino de Deus ele será o primeiro ou o último? Último.
Ana chegou da escola e viu que a calçada estava cheia de folhas de árvore e sua mãe estava muito ocupada. Ela pegou a vassoura e foi varrer tranqüilamente, enquanto seus irmãos foram brincar primeiro. No Reino de Deus ela será a primeira ou a última? Primeira.
A mãe de Carla pediu-lhe que arrumasse a mesa para o almoço. Ela disse que só faria isso se pudesse comer um pedaço de torta a mais que seu irmãozinho. No Reino de Deus ela será primeira ou última? Última.
Juliana lavou todos os pratos e sua irmãzinha apenas retirou-os da mesa. Sua mãe disse que levaria as duas ao parque porque foram prestativas. Juliana achou que tinha trabalhado mais, por isso sua irmã não deveria ir passear também. No Reino de Deus Juliana será primeira ou última?
Havia uma fila de crianças esperando para tomar suco. Marcelo então foi lá na frente e conseguiu ganhar um copo antes de todos os outros. No reino de Deus ele será o primeiro ou o último?Último.
Vocês acham que é fácil não ser egoísta? O que é mais fácil e agradável, continuar brincando ou ajudar a mamãe? Fazer o dever sem ganhar nada ou obedecer só porque depois vai ganhar um presente?
Jesus e os anjos sabem que fazer as coisas sem egoísmo não é fácil. Mas eles prometem ajudar. Por isso não desista. Seja humilde e prestativo. Faça as coisas sem reclamar e sem esperar ganhar nada em troca. Confie em Jesus e peça-Lhe ajuda. Com certeza você não ficará nervoso como aqueles trabalhadores invejosos e terá agradado a Jesus.

E.  CONTANDO AOS OUTROS:
Dar uma cópia do percurso do sol  (instruções em Como Preparar os Recursos Necessários) para que cada criança pinte, recorte e monte. Se as crianças forem muito pequenas ou não houver tempo suficiente, entregar tudo semipronto, deixando que elas apenas montem ou pintem o desenho. Enquanto trabalham, dizer: Preparem seu material e use-o para contar a outros a história dos trabalhadores na vinha. Não esqueçam de dizer que para Deus não é importante que façamos mais que outros, mas que façamos o melhor que pudermos, com alegria e amor.

  

Que bom que você veio!

Volte Sempre!