terça-feira, dezembro 29, 2009

VISUAIS PARA MEMORIZAÇÃO DOS MANDAMENTOS ESTUDADOS NAS LIÇÕES DESTE TRIMESTRE





Preparar tábuas da lei em papel cartão (28x50cm), ou imprima o desenho abaixo em papel 180g.. Usando uma lâmina ou estilete, faça cinco pequenos cortes de 7 cm (com espaço de 2 cm entre cada corte) nos dois lados da tábua (numa distância de 3cm do contorno da tábua). Prepare 5 tiras de papel ofício (22cm x 6,5 cm). Escreva os 5 mandamentos estudados neste trimestre (um em cada tira) e use-os quando for solicitado na lição.
Deixe este visual em lugar bem visivel na sala. No final do trimestre, peça para os alunos embaralharem as tiras e colocar tudo em ordem na tábua.

Pequeno Pesquisador, Lição 3 - 1º trimestre 2010 - Suplemento do Professor

DEIXAI OS ÍDOLOS
OBJETIVOS:
Ao final da lição o aluno deverá
CONHECER o significado de idolatria;
SENTIR vontade de amar e adorar  somente a Deus e obedecê-Lo em primeiro lugar;
RESPONDER colocando Deus em primeiro lugar em tudo.

VERSO PARA MEMORIZAR: “Oh, vinde adoremos e prostremo-nos, ajoelhemos diante do Senhor, que nos criou. ” Salmo 95:6

LEITURA AUXILIAR: Patriarcas e Profetas, pág. 305.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: fichas com as palavras do verso para o cartaz de pregas, envelopes, saco ou bolsa; Conquistando a Atenção: Medalhas ou troféus; Apresentando a Lição: quadro de pregas ou flanelógrafo, frases preparadas conforme instruções abaixo, gravuras de artistas e atletas famosos, fitas de vídeo ou DVDs, CDs de músicas mundanas, roupas, dinheiro, games (ou gravuras de tudo isso) ; aplicando: revistas velhas ; Contando aos Outros: papel crepon, círculos de cartolina, fitas de tecido ou papel, tesouras, cola





COMO PREPARAR OS VISUAIS:
Lição:
Copiar as frases do quadro abaixo.  Colá-las em fichas para o cartaz de pregas ou colar entretela para usar no flanelógrafo.
Montar o quadro assim:








PROGRAMA DA ESCOLA SABATINA
1. ABERTURA (até 5 minutos):
A.     Boas-vindas –
B.     Cânticos:
C.     Oração

2. MOMENTOS ESPECIAIS (até 5 minutos)
A.     Apresentar e cumprimentar as visitas. Dar uma lembrança especial de boas-vindas.
B.     Verificar com antecedência se há aniversariante. Se houver, cantar e orar pedindo que Deus o abençoe. Também pode ser dada a oportunidade para uma oferta de gratidão.

3. MISSÕES (Até 5 minutos)
A.     Contar história missionária.
B.     Cantar enquanto a oferta é recolhida.

4. MEMORIZANDO (até 10 minutos):
Escrever o verso na lousa ou em um cartaz, com as palavras adoremos, prostremo-nos e ajoelhemos em destaque. Ler o verso na Bíblia. Perguntar, dando tempo para as respostas: Quem sabe explicar o significado de adorar? Render culto, amar extremamente, homenagear a Deus. O que significa prostrar-se? Abaixar-se, curvar-se. O que a posição ajoelhada indicada? Humildade, reconhecimento da grandeza de Deus e da nossa dependência dEle.. Então, o Salmista, neste verso, nos convida para virmos homenagear a Deus, mostrar que o amamos muito. E a forma de fazer isso é prostrando-se, abaixando-se, curvando-se na posição que indica nossa humildade diante daquele que é o Maior ser do Universo: o nosso Criador. A decisão de prestar culto a Deus é muito importante. Por isso precisamos memorizar este verso para que sempre possamos nos lembrar de nossa humildade e dependência do grande Deus Criador. Repetir o verso quantas vezes forem necessárias usando os gestos abaixo, ou fazendo um jogral:
“Oh, vinde”: convidar usando as mãos;
“Adoremos”:  juntar as mãos, como em oração;
“Prostremo-nos”:  abaixar a cabeça;
Ajoelhemos diante do Senhor, que nos criou”: ajoelhar-se.

5. CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):
Mostrar fitas, medalhas e troféus. Deixar que os alunos observem os objetos e comentar sobre que são usados para premiar os melhores e mais importantes em diversas competições.Dizer: Em nossa lição de hoje vamos aprender sobre quem merece o primeiro lugar em nossa vida.
6. ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A. APRESENTANDO A LIÇÃO:
Dizer: Na última lição estudamos sobre a grande reunião do povo de Deus diante do Sinai e de como Deus manifestou-se de forma maravilhosa para fazer um concerto com o povo. Eles haviam dito que fariam tudo que Deus mandasse, então Ele desceu sobre o monte para dar Suas ordens. Foi assim que o povo ouviu o Senhor dizer cada mandamento. E o primeiro deles está em Êxodo 20:3. Alguém aqui sabe dizer o primeiro mandamento? “Não terás outros deuses diante de Mim.” Colocar a faixa com o mandamento no lugar correspondente, na “Tábua da Lei” (ver instruções na postagem sobre este visual). A primeira coisa que Deus disse para os israelitas foi que não deviam adorar os falsos deuses que eles conheceram no Egito e que eles conheceriam em outros lugares. Vamos entender um pouco sobre os falsos deuses e as diferenças entre eles e o verdadeiro Deus. Mostrar o quadro comparativo.
Será que existem outros deuses? Claro que não. Mas milhões de pessoas adoram deuses falsos, e assim cometem muitas tolices. Alguns olham para o sol e pensam: “O sol é muito poderoso. Vou adorar o sol”. E se esquecem que muito mais poderoso que o sol é o Criador do sol. Os homens adoram muitas coisas estranhas e esquecem de amar e obedecer ao único que realmente os ama e cuida ternamente. Alguns adoram animais, outros estátuas, a lua, o sol, as estrelas, existe até quem adore um dente. Isso mesmo! Quatrocentos milhões de budistas adoram um dente como o objeto mais sagrado da Terra. Acreditam que tenha sido resgatado da fogueira onde foi cremado o corpo de Buda, em seu funeral. Hoje esse dente está colocado sobre uma flor, dentro de um templo construído especialmente para ele: o Templo do Dente, em Kandy, no Sri Lanka. Está rodeado de rubis e flores e milhões de budistas viajam anualmente para lá a fim de olhar para o “dente sagrado”. Eles trazem ofertas de ouro, prata e jóias para serem colocadas no templo. Não é muito bom que Deus nos tenha proibido de adorar coisas como um dente? Nosso Deus é um Deus vivo e poderoso. Criou os Céus e a Terra. Ele é sem princípio e nem fim.
Os deuses dos pagãos foram inventados pelos próprios homens. Colocar as palavras “Inventados pelos homens” na parte referente aos deuses falsos e “Criador de todas as coisas”, no espaço referente ao Deus Verdadeiro. Por isso, nas histórias dos povos pagãos, os deuses são descritos como cruéis e vingativos; briguentos, avarentos e imorais. Colocar essas palavras no quadro.Eles falam palavras feias, roubam e matam. E para agradar a esses deuses seus seguidores precisam fazer coisas horríveis tais como sacrifícios humanos, inclusive dos próprios filhos. Para adorar a esses deuses, eles se ferem e devem sofrer. Que contraste com o nosso amoroso Deus. Ele é santo, perfeito, misericordioso e bondoso. Colocar essas palavras no quadro. Podemos falar com Ele através da oração e adorá-Lo através da obediência.
Existe uma lei da psicologia que explica que aquilo que nós gostamos e ficamos observando acaba tendo grande influência sobre nós e nossa personalidade. Por isso acabamos nos tornando parecidos com aquilo que observamos, que ocupa nossos pensamentos.   Os pagãos eram tão cruéis e devassos quanto seus deuses. Colocar a frase A1 no qudro. Mas o adorador do verdadeiro Deus vai tornando seu caráter cada dia mais parecido com o do maravilhoso Deus Criador. Colocar a frase A2 no quadro.
Podemos ficar enojados e admirados dos pagãos que adoram deuses tão estranhos. Mas a verdade é que muitos de nós, reformistas, podemos estar transgredindo o primeiro mandamento tanto quanto os pagãos. Tudo a que damos mais importância que a Deus torna-se um ídolo. Coisas ou pessoas que nos atrapalham de amar ou adorar a Deus, disso fazemos um deus. Vamos ver alguns exemplos? Mostrar uma fita de vídeo ou um DVD. Alguns gostam tanto de assistir filmes e jogos eletrônicos que deixam de ir à igreja para ficar assistindo ou jogando, deixam de dar uma boa oferta para gastar com locações de filmes. Assim, os jogos e filmes tornam-se o deus daquela pessoa porque têm poder sobre sua vida e a pessoa obedece ao vídeo ou computador. Para alguns os deuses são os artistas, cantores e atores.Para outros são os campeões dos esportes. Mostrar fotos e gravuras de pessoas famosas que se tornaram ídolos. E de tanto pensar e olhar para esses ídolos, acabam vestindo, falando e agindo como eles. Às vezes o ídolo é a moda, a música, o dinheiro. Mostrar gravuras. Na verdade, qualquer coisa ou pessoa que controla sua vida, que se torna o mais importante da vida é o seu deus, porque tomou o lugar do verdadeiro DEUS. O primeiro mandamento nos avisa misericordiosamente contra os falsos deuses que podemos adorar. Esse mandamento quer dizer que devemos colocar Deus sempre em primeiro lugar; amá-Lo mais do que a qualquer outra pessoa; obedecer-Lhe antes de obedecer a qualquer outra pessoa; devemos fazer tudo que Deus quer que façamos. Tudo isso porque Ele é o nosso Criador e nossa existência depende inteiramente dEle. Realmente Ele é o único digno de nossa adoração.
Muitas vezes não é fácil obedecer a Deus em vez de obedecer outras pessoas. Mas, se você realmente amar a Deus, sempre vai colocá-Lo em primeiro lugar e fará sempre o que Deus quer que você faça.
O apóstolo João teve uma visão sobre o fim do tempo. Fazer muitos pontos com giz na lousa. Ele viu milhões de pessoas escolhendo adorar a besta e a sua imagem enquanto apenas um pequeno grupo adorava o Deus que fez o Céu e a Terra. Fazer alguns pontos na lousa, contrastando a quantidade de adoradores da besta e de adoradores de Deus.  Em qual desses grupos vocês desejam estar? Se não deixarmos nossos ídolos hoje, se não escolhermos obedecer a Deus em primeiro lugar sempre, quando chegar o momento nós acabaremos cedendo e adorando à besta e sua imagem.Por isso hoje devemos adorar a Deus sendo fiel em todas as coisas, pequenas e grandes, para estarmos com Seus adoradores no Mar de Vidro.   
                         
B. REVISANDO E AMPLIANDO: Corrigir o questionário da lição.

C. APLICANDO:
Entregar revistas velhas para que os alunos procurem e recortem coisas que podem ser colocadas como um deus na vida de muitos cristãos. Colar as gravuras em folhas de papel. Se não tiver as revistas, pedir que as crianças pensem em coisas que podem ser ídolos e as desenhem em um papel (dinheiro, carro, televisão, alimentos, roupas, futebol, casa, pessoa, etc.). Deixar que os alunos expliquem porque essas coisas podem ser ídolos. Depois, cada aluno deverá mostrar a gravura ou desenho e dizer: “(o objeto ilustrado) não é um deus e não vou deixar que tome o lugar de Deus”, e em seguida rasgar ou amassar a folha e jogá-la fora dizendo: “Há um só Deus”. Depois que todos falarem, o grupo deve recitar Êxodo 20:3.

D. CONTANDO AOS OUTROS:
Dar um círculo de cartolina, uma faixa de papel crepon e fitas de tecido ou papel para cada aluno confeccionar uma medalha. Devem também escrever nelas o número 1 e primeiro mandamento. Enquanto trabalham, dizer: Vocês devem usar esta medalha para contar a outros que Deus é mais importante para vocês que qualquer outra pessoa ou coisa. Usem a medalha especialmente quando forem tentados a colocar algo ou alguém em primeiro lugar, antes de Deus. Lembrem-se então do primeiro mandamento e digam “não” para a tentação.
7. ENCERRAMENTO (até 5 minutos):

8. ENSAIO PARA A PRÓXIMA APRESENTAÇÃO NA IGREJA (até 10 minutos).





Pequeno Pesquisador, Lição 2 - 1º trimestre 2010 - Suplemento do Professor

MAIS DOCE QUE O MEL
OBJETIVOS:
Ao final da lição o aluno deverá
CONHECER as características e importância das Leis de Deus;
SENTIR prazer em obedecer às Leis de Deus;
RESPONDER obedecendo voluntariamente à Lei de Deus.

VERSO PARA MEMORIZAR: “Mais desejáveis são do que o ouro... e mais doces do que o mel ”. Salmo 19:10

LEITURA AUXILIAR: Mensagens Escolhidas, vol. 1, págs 211-225, 229-241.
RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: objeto dourado ou encapado com papel dourado, pote de mel ou favo de mel ou mel em sachê; Conquistando a Atenção: Opção A: pedaço de papel vermelho, pedaço de papel verde, Opção B: brinquedo ou aparelho eletrônico infantil, manual de instruções de algum equipamento; Apresentando a Lição: gravura de átomo e do sistema solar (opcional), vaso ou jarra (não transparente) que esteja limpo por fora e muito sujo por dentro, giz, talco, farinha ou tinta lavável, espelho, pano embebido em água, toalha de rosto; aplicando: biscoitos sem açúcar, mel;contando aos outros:saches de mel, saquinhos de plástico, fitilho (opcionais); cópia do cartão abaixo, para cada aluno.  








PROGRAMA DA ESCOLA SABATINA
1. ABERTURA (até 5 minutos):
A.     Boas-vindas –
B.     Cânticos:
C.     Oração

2. MOMENTOS ESPECIAIS (até 5 minutos)
A.     Apresentar e cumprimentar as visitas. Dar uma lembrança especial de boas-vindas.
B.     Verificar com antecedência se há aniversariante. Se houver, cantar e orar pedindo que Deus o abençoe. Também pode ser dada a oportunidade para uma oferta de gratidão.

3. MISSÕES (Até 5 minutos)
A.     Contar história missionária.
B.     Cantar enquanto a oferta é recolhida e depois orar pelas pessoas que sofrem nas calamidades.

4. MEMORIZANDO (até 10 minutos):
Com antecedência, escrever o verso na lousa ou em um cartaz. Dizer: Há uma coisa que os seres humanos sempre desejam: ouro, riquezas. Agora imaginem algo que seja mais precioso, mais desejável, que o ouro. Mostrar objeto dourado ou embrulhado em papel dourado. Outra coisa que traz prazer a muitas pessoas é saborear algum tipo de doce. Na época de Davi ainda não se conhecia o açúcar, usava-se então o mel como adoçante. O mel era o que havia de mais doce. Mas Davi achou algo que é mais doce, mais agradável, que o mel. Mostrar um pote ou favo de mel (pode ser também mel em saches). O Rei Davi possuia riquezas e tinha abundancia de mel em sua mesa. Mas ele disse que a Lei de Deus é mais importante, mais desejável que o ouro e mais agradável que comer mel. Ler Salmo 19:8 e 10, na Bíblia na mesma versão em que será memorizado. Hoje vamos aprender porque devemos desejar a Lei de Deus mais do que ao ouro e sentir prazer nela mais do que em saborear o mel. Antes, porém, vamos memorizar esse verso.  Ter o verso escrito na lousa ou em um cartaz. Repeti-lo por três vezes com todos.Formar duas filas com os alunos.Dar o objeto dourado para o primeiro aluno de uma das filas e o pote de mel para o primeiro aluno da outra fila. O aluno com objeto dourado deve dizer a primeira parte do verso, entregar o objeto para o aluno a seu lado e ir para o final da fila.O aluno com o pote com mel recita a segunda parte do verso, entrega o pote para o aluno a seu lado  e também vai para o final da fila. Todos devem falar a referência.Repetir o processo com os próximos alunos até que o primeiro aluno volte para o início da fila. Se houver tempo, trocar os objetos de fila e repetir o processo.

5. CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):
Opção A: Aproveitar as filas da atividade anterior para esta atividade. Desenhar no chão, usando giz de cera ou fita crepe, duas ruas que se cruzam. Colocar uma fila de alunos em cada “rua”. Mostrar um papel vermelho para uma das filas, que deve permanecer parada, e um verde para a outra, que deve prosseguir. A certa altura trocar os papéis: a fila que estava parada avança e a fila que estava andando, pára. Depois de algum tempo dizer: Agora cansei de segurar estes papéis. Passem o cruzamento como quiserem. Deixar que os alunos sintam a dificuldade de passar o cruzamento sem ter regras. Depois, perguntar:  Como ficou mais organizado para passar o cruzamento, com ou sem os sinais? Como é mais seguro cruzar uma via movimentada, com ou sem semáforo? Para que servem as Leis de Trânsito? Para facilitar o trânsito e garantir a segurança de todos. Em nossa aula de hoje estudaremos um pouco sobre uma Lei que facilita a vida garante mais ainda que a segurança de todos.
Opção B: Mostrar um brinquedo ou aparelho eletrônico infantil e dizer: Imagine que você é o inventor desde brinquedo. Você, como inventor ou criador dele, deseja que ele funcione bem e por bastante tempo. Então, que instruções você daria para evitar que ele estrague rapidamente e tenha o melhor desempenho possível. Anotar as sugestões (cuidar para não cair, não mergulhar na água,não deixar no sol, etc.) .Mostrar o manual de instruções deste ou de outro brinquedo.  Geralmente, os fabricantes enviam um manual de instruções junto com o brinquedo para assegurar que as crianças saberão tudo à respeito de como mantê-lo em perfeito estado. Hoje falaremos de um manual de instruções de Deus, o grande Criador.  

6. ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A. APRESENTANDO A LIÇÃO:
            Todos os países têm suas leis. Os homens que escrevem as leis tentam fazê-las para garantir a segurança e bem-estar dos cidadãos do país. No entanto, todas as boas leis são baseadas numa lei maior que é a Santa Lei de Deus. Ninguém tem sabedoria suficiente para inventar leis tão sábias e justas. Vamos ver em que as leis humanas são semelhantes à Lei de Deus? Copiar na lousa ou em um cartaz o quadro da pág. 16 da lição. Deixar que os alunos preencham o quadro.
            Deus é o Supremo Legislador, ou seja, o maior e mais importante criador de leis. Ele elaborou leis que governam cada parte de Sua Criação. Há leis para os átomos e para os astros no Céu. Mostrar gravura do átomo e do Sistema Solar.Leis para um inseto e para a grande baleia. Tudo na Natureza obedece às leis de Deus, por isso há tanta ordem e beleza no Universo.
            Nós também fomos colocados sob as regras de Deus. Temos as regras de saúde e as regras de comportamento, que são os Dez Mandamentos da Lei Moral. A Natureza obedece às leis naturais, mas apenas o homem, em toda a Criação, é capaz de entender o que Lei Moral exige. Só  nós recebemos de Deus a consciência, para nos ajudar a conhecer os santos mandamentos e a mente, capaz de amar essa mesma lei por ser santa, justa e boa.
            Bem, existem leis que os homens fazem e as Leis que Deus fez. Já vimos em que são semelhantes. Vamos agora descobrir em que são diferentes. Vejamos o nosso quadro (mostrar o quadro completado pelos alunos anteriormente). Por exemplo, as leis humanas proíbem o furto e a Lei de Deus também. Mas quando alguém rouba e não é descoberto, a lei humana não pode condená-lo. Ele continua livre e sem problemas. E perante a Lei divina, como fica o ladrão que não é condenado? Ele é totalmente culpado.  Então a primeira diferença é que alguém pode escapar das leis humanas – que são imperfeitas, mas nunca pode esconder-se da Lei de Deus – que é perfeita.
            Mostrar o vaso apenas por fora. Outra diferença é que as leis humanas julgam as pessoas somente por suas ações. Por matar, roubar, enganar. As leis dos homens só enxerga o exterior das pessoas, assim como vocês estão vendo este vaso só por fora. A Lei de Deus vai mais longe e julga até os pensamentos. Tudo que está escondido dentro de nosso coração. Virar o vaso, mostrando a sujeira do interior. Existem pecados que não são cometidos porque não há oportunidade, mas dentro do coração existe a vontade cometê-los. Alguém pode não matar a outro, mas alimenta o ódio em seu coração. Dessa forma, não pratica o assassinato porque não quer se dar mal ou não tem oportunidade para isso, mas o desejo é de que o outro morra. Isso para Deus é pecado. É uma sujeira que está escondida e não aparece aos olhos humanos, mas que é bem clara aos olhos de Deus. No dia do juízo todas as emoções pecaminosas como o ciúme, inveja, ódio, vingança, ambição serão tomadas em conta e tudo será descoberto. Porque a Lei de Deus pode julgar os pensamentos, motivos e desejos do coração.
              Perguntar: Quero que vocês digam como podemos avisar alguém do perigo? Será que para alguém que quase para beber um veneno é traumatizante ouvir alguém gritar-lhe: “Não beba isso!” Claro que não. Se ela tiver juízo vai agradecer por alguém ter lhe dito “não”. Algumas pessoas acham que é errado dizer “não” para alguém. Que o “não” pode trazer algum tipo de trauma. Existem juvenis que se irritam quando seus pais dizem para não fazer isso ou aquilo. Também ficam aborrecidos porque na igreja existem vários “não”.  Mas esses “não” são para proteger nossa felicidade e paz. Se você entender cada não da Lei de Deus, de seus pais e da igreja, como avisos e provas de cuidado e amor por você, com certeza vai obedecer com amor e alegria.
            Existem pessoas que imaginam a Deus como alguém muito severo, sempre observando as pessoas para castigá-las cada vez que desobedecem à Sua Lei. Mas essa é uma idéia errada sobre Deus. Quando pecamos e desobedecemos à Lei de Deus, nós mesmos trazemos a punição sobre nós. É como a criança que é avisada para não brincar com fogo e acaba teimando. As queimaduras e dores são punições para a desobediência que ela mesma trouxe sobre si. A desobediência nos separa de Deus e nos torna joguetes na mão de Satanás.
            Chamar um aluno ou um adulto ajudante à frente e vendar-lhe os olhos. Com giz, talco ou argila seca, fazer manchas em seu rosto. Esconder o material e tirar a venda. Perguntar-lhe: Você é capaz de me dizer como está seu rosto? Sabe de que cor é a mancha ou seu formato? Sabe dizer se está muito ou pouco manchado? Dar tempo para as respostas e depois mostrar-lhe um espelho. Dizer: Agora creio que você pode saber exatamente como está seu rosto. Na verdade um espelho é um artigo muito importante. É difícil manter-se arrumado sem termos um espelho, não é mesmo? Como vamos saber se há alguma sujeira no rosto? É bom darmos uma olhada no espelho todos os dias antes de sairmos de casa, para não passarmos algum vexame. Há também um espelho que devemos consultar todos os dias. É o espelho de Deus. Ele nos mostra onde precisamos limpar alguma coisa de nosso caráter. Esse espelho é a Santa Lei de Deus. Mostrar uma “Lei” (se possível, confeccionada em um espelho). Todas as manchas e defeitos de nossa vida são vistos na Lei. Mas há um problema. Dirigir-se à pessoa que teve o rosto manchado. Fulano, o espelho já mostrou-lhe que seu rosto está sujo. E agora, o que você precisa fazer? Limpá-lo. Dá pra limpar seu rosto usando o espelho? Não. É preciso usar água. E se você ficar com raiva do espelho por ter mostrado sua sujeira e quebrá-lo vai adiantar alguma coisa para que seu rosto fique limpo? Não. A Lei de Deus também é assim. Ela mostra a sujeira de nosso pecado, mas não pode nos limpar. Também não podemos anular a lei, pois continuaremos manchados pelo pecado do mesmo jeito. Precisamos olhar para a lei, percebermos nosso pecado e buscarmos o perdão de Jesus, a água da vida, para limpar nosso coração. Só isso pode nos limpar. Molhar um algodão ou pano em água e limpar as manchas no rosto do ajudante. Oferecer-lhe uma toalha de rosto. Junto com a Lei que nos condena Deus já providenciou para termos o perdão e sermos livres da condenação.  Que Deus maravilhoso! Ainda bem que nosso Criador nos deu uma Lei tão perfeita e santa, que nos leva a buscar o Salvador.
           
B. REVISANDO E AMPLIANDO: Corrigir o questionário da lição, com exceção das perguntas de sexta-feira que devem ser mencionadas em “ aplicando”. NOTA: na pergunta 2 de sexta-feira a referência correta é salmo 119:18 e não 118:18.

C. APLICANDO:  Com antecedência, preparar um pouquinho de biscoitos de aveia ou outra receita doce, sem usar o açúcar. Entregar alguns pedaços de biscoitos sem açúcar para as crianças experimentarem. Deixar que mostrem que não está gostoso. Dizer: Ficarei muito feliz em lhes dar todos estes biscoitos. Vocês querem? Depois que eles explicarem porque não querem mostrar o mel e dizer: Agora vou colocar um pouco de mel sobre os biscoitos. Tenho certeza de que gostarão. Deixar que experimentem os biscoitos bons. Perguntar:  O que é mais fácil comer, biscoitos insossos ou com mel?  O mel deixou os biscoitos muito mais gostosos, não é verdade? Vocês querem saber como amar a Lei de Deus mais do que ao seu doce favorito? É muito simples, basta acrescentar o mel do amor a Jesus. Isto tornará a obediência um prazer e vocês obedecerão com alegria porque desejam agradá-Lo. Lembrem-se: Tentar obedecer em nossas próprias forças, sem a ajuda de Jesus, é tão ruim como biscoitos sem doce. É intragável. O que o mel significa para os biscoitos, assim é Jesus para a Lei. É Ele que a torna doce e fácil para nós obedecermos.

D. CONTANDO AOS OUTROS:
Deixar que os alunos coloquem alguns saches de mel (ou outra coisa feita de mel) dentro de um saquinho de plástico, amarrem-no com fitilho e prendam o cartãozinho na embalagem. Se não houver possibilidade de usar algo com mel, deixar que apenas enfeitem o cartão. Enquanto trabalham, dizer:  Para muitas pessoas, obedecer é tão desagradável como comer biscoitos sem graça. Essas pessoas fazem tudo a contra gosto ou então desistem de obedecer. Essa semana, se encontrarem alguém que está infeliz por ter que obedecer à Lei de Deus, mostrem-lhe esta lembrancinha e contem tudo que aprenderam na lição de hoje. Quando vocês também forem tentados a entristecer-se com a obediência, lembrem-se se tornar a Lei agradável usando o mel do amor a Jesus. 

7. ENCERRAMENTO (até 5 minutos): Cantar “Primeiro Obedecer”, faixa 18 do CD “Pequeno Pesquisador”. Orar agradecendo a Deus por Sua Lei tão perfeita e pedindo poder para cada um obedecê-la por amor.

8. ENSAIO PARA A PRÓXIMA APRESENTAÇÃO NA IGREJA (até 10 minutos).


Pequeno Pesquisador, Lição 1 - 1º trimestre 2010 - Suplemento do Professor



OUVIR A MAJESTOSA VOZ DE DEUS
OBJETIVOS:
Ao final da lição o aluno deverá
CONHECER  a santidade e majestade da presença de Deus;
SENTIR  necessidade de estar preparado para encontrar com Deus.
RESPONDER procurando estar puro (interna e externamente) e ser reverente na presença de Deus.
VERSO PARA MEMORIZAR: “Se atentamente ouvirdes a Minha voz e guardardes o Meu pacto, então sereis Minha possessão peculiar dentre todos os povos”.  Êxodo 19:5

LEITURA AUXILIAR: Patriarcas e Profetas, 306.
RECURSOS NECESSÁRIOS: Conquistando a Atenção: Opção A: pedaços de papel; Opção B: roupas e calçados elegantes, roupas e calçados sujos e manchados; Apresentando a Lição: figura de águia (opcional), cadeira, tecido marrom ou cinza, tecido escuro, pregadores de roupa, lanterna, trompete ou outro instrumento semelhante;  Revisando: lousa ou cartaz; Memorizando: verso escritos em fichas ou pedaços de cartolina; Aplicando:  ;Contando aos Outros: cópias do Cartão da Reverência e do Lembrete para a Preparação (abaixo) para cada aluno.






PROGRAMA DA ESCOLA SABATINA
1. ABERTURA (até 5 minutos):
A.     Boas-vindas – Cumprimentar a todos com um sorriso e palavras de apreço.
B.     Cânticos:
C.     Oração – Com antecedência, combinar com um dos alunos para que ore neste momento.
2. MOMENTOS ESPECIAIS (até 5 minutos)
A.     Apresentar e cumprimentar as visitas. Dar uma lembrança especial de boas-vindas.
B.     Verificar com antecedência se há aniversariante. Se houver, cantar e orar pedindo que Deus o abençoe. Também pode ser dada a oportunidade para uma oferta de gratidão.
3. MISSÕES (Até 5 minutos)
A.     Contar história missionária sobre a Romênia.
B.     Cantar enquanto a oferta é recolhida. Verificar o valor alcançado pela oferta e divulgá-lo na apresentação na igreja. Orar com os alunos para que Deus multiplique a oferta de tal modo que venha a suprir as necessidades dos irmãos da Oltênia.

5. CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):  
Opção A: Escolher uma ou duas crianças para vir à frente, trazendo suas lições.Pegar um pedaço de papel para cada criança erguê-lo e deixá-lo cair. As crianças devem tentar segurá-lo com suas lições antes de chegarem ao chão. Repetir por duas ou três vezes ou até que consigam.Ao terminarem, pedir que se sentem e então dizer: Não é muito fácil aparar alguma coisa que está caindo. Se o objeto que está caindo for um ser vivo, imagino que deve ser um grande alívio quando algo o apara em segurança. Em nossa lição de hoje veremos algo sobre levar algo em segurança.
Opção B: Mostrar peças de vestuário ou gravuras de roupas bem bonitas e elegantes e outras sujas estragadas. Distribui-las entre as crianças e deixar que comparem as peças ou gravuras. Dizer: Imaginem que hoje virá até nossa cidade o Presidente da República ou alguma autoridade muito importante. Quero que tragam para mim as roupas que seriam apropriadas para encontrar-se com uma pessoa assim. Deixar que as crianças tragam as peças à frente. Agora quero que tragam aqui as roupas impróprias para um encontro com uma autoridade. Deixar que as crianças tragam as peças à frente. Pedir que expliquem como fizeram a escolha. Depois dizer: Em ocasiões importantes nós procuramos nos preparamos com bastante atenção. O que fazemos para termos boa aparência? Escolhemos as roupas e os calçados cuidadosamente, penteamos os cabelos, tomamos banho e passamos perfume. Em nossa lição de hoje as pessoas tiveram que ser muito cuidadosas para receber uma visita muito importante.
6. ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A. APRESENTANDO A LIÇÃO:
Cobrir uma cadeira com um tecido marrom ou cinza para ser o “Monte Sinai”, ter à mão outro tecido, de cor escura, que será usado no decorrer da história.Usar prendedores de roupa para serem Moisés e o povo.
Se possível, mostrar uma gravura de águia. A águia tem uma maneira muito interessante de ensinar seus filhotes. Quando eles crescem o suficiente para começar a voar, a águia atrai os filhotes para fora do ninho usando alimentos. Eles tentam voar para alcançar a comida e caem no abismo, pois seus ninhos ficam no alto das montanhas. Jogar um pedaço de papel e apará-lo com a lição (treinar antes). A águia-mãe mergulha rapidamente por baixo do filhote e o ampara com suas asas, impedindo-o de esmagar-se no chão. A águia o carrega carinhosamente sobre suas asas e mais tarde repete o processo até que o filhote aprenda a voar.
Os israelitas viajaram durante três meses deixando a escravidão do Egito em direção à liberdade. Atravessaram o Mar Vermelho e depois andaram pelo deserto. Durante a viagem, muitas vezes eles viram alguma mamãe águia amparando um filhote sobre suas asas. . Deus queria que os israelitas tivessem confiança em seu cuidado e soubessem que seriam amparados por Ele como os filhotes são amparados pelas águias.Então, quando eles estavam acampados perto do Monte Sinai, Deus mandou que Moisés subisse ao Monte (fazer o prendedor de roupa “subir” o “monte”) e ordenou que ele dissesse ao povo as seguintes palavras (pedir a um aluno que leia): “Vós tendes visto o que fiz aos egípcios, como vos levei sobre asas como águia, e vos trouxe a Mim.” Êxodo 19:4Além disso, Deus queria fazer um acordo, um pacto, com os israelitas. O pacto era o seguinte (mostrar os visuais que serão usados em “Memorizando” enquanto recita o verso): “Se atentamente ouvirdes a Minha voz e guardardes o Meu pacto, então sereis Minha possessão peculiar dentre todos os povos”.  Êxodo 19:5. Deus queria dizer que, mesmo sendo o dono de todos os povos da Terra, Ele desejava ter um povo que fosse dEle de uma forma especial, diferente. Para isso era necessário que os israelitas ouvissem com atenção Suas ordens e prometessem que iriam obedecer a todas elas.
Moisés desceu do Monte Sinai (descer o prendedor), convocou os anciãos de Israel e repetiu a mensagem de Deus. Colocar vários prendedores em volta de “Moisés”. Eles aceitaram fazer um acordo com Deus e disseram: “Tudo que o Senhor tem falado, faremos”. Isso queria dizer que eles concordavam em que Deus seria o governador e rei deles. Moisés subiu novamente ao monte (fazer “Moisés” subir o “monte”) e lá Deus marcou um encontro especial com o povo e deu instruções de como deveria ser feito o preparo para isso.
Moisés desceu outra vez (descer “Moisés” do “monte”)e avisou ao povo de que ninguém menos que o próprio Criador desceria ao monte e falaria com eles. Imaginem o alvoroço que isso causou entre o povo! Todos começaram a comentar sobre o assunto e a imaginar como seria aquele encontro com Deus. Como o povo de Israel vivera por muitos anos entre os egípcios idólatras, um grande número deles não conhecia muito a respeito de Deus e de Sua Santidade. Alguns até mesmo adoravam deuses de pedra, madeira e ouro. Eles precisavam conhecer a santidade e majestade do Deus verdadeiro. Por isso Deus lhes mandou fazer um preparo muito cuidadoso. Deviam parar com o trabalho do dia a dia e ocuparem-se apenas com a preparação: lavar suas roupas, tomar banho, orar e jejuar para que seus corações também estivessem limpos. Além disso, foi preciso colocar um obstáculo em redor do monte, para que ninguém, nem mesmo um animal, pudesse tocar no monte. Cercar a cadeira com um barbante.Se alguém fizesse isso seria morto na hora.
Deus deu três dias para que eles tivessem tempo suficiente para ficarem bem preparados e na manhã do terceiro dia todos acordaram ansiosos para ver o que aconteceria. Sabem o que aconteceu? Uma grande e negra nuvem foi descendo sobre o monte até envolvê-lo completamente. Cubrir vagarosamente a cadeira com um pano escuro. Se possível, neste momento alguém deve tocar um pistão ou trompete bem forte (pode ser uma gravação também). Então ouviu-se um som como de trombeta e Moisés levou o povo para perto do monte. Colocar “Moisés” e vários prendedores perto da “montanha”. Alguém deve piscar uma lanterna várias vezes, por trás da cadeira e bater em uma superfície de metal, para imitar o trovão (há teclados que têm efeitos sonoros).Daquela escuridão começaram a brilhar relâmpagos e ecoar trovões. O monte todo fumegava porque Deus descera sobre ele como fogo e o monte começou a tremer. Balançar a cadeira. No topo do monte a glória de Deus parecia um fogo muito grande e o som da trombeta foi ficando cada vez mais alto. Dirigir a luz da lanterna para o topo da cadeira e aumentar o volume do instrumento musical. Aqueles sinais da presença de Deus eram tão assustadores que o povo começou a tremer de medo e caíram prostrados diante do Senhor. Deitar os prendedores. Até mesmo Moisés disse que estava assombrado e tremendo. Balançar o prendedor que representa Moisés.
De repente, cessaram os trovões e o som da trombeta e houve um grande e solene silêncio. Fazer silêncio por alguns segundos. Então ouviu-se a voz de Deus. Ele pronunciou então os dez mandamentos de Sua Lei.
Tudo aquilo era um grande contraste com os ídolos dos egípcios, que não podiam falar, nem mover-se.Vendo todas essas demonstrações do poder de Deus, o povo soube que toda a Natureza está sob Seu Comando e isso os auxiliou a manter reverência e temor a Deus.  Eles perceberam que o Deus que os conduzira cuidadosamente, como a águia ampara seu filhote com suas asas, era um Deus poderoso e forte.
                       
B. REVISANDO E AMPLIANDO: Corrigir o questionário da lição, menos as perguntas 2 e 3  de sexta-feira..Sugestão: Escrever na lousa ou em um cartaz traços para indicar a frase “Tudo que o Senhor tem falado, faremos”: _ _ _ _   _ _ _   _      _ _ _ _ _ _   _ _ _   _ _ _ _ _ _ , _ _ _ _ _ _ _ . Quando o aluno responder a uma questão corretamente, pode dizer uma letra. Se a letra aparecer na frase, colocá-la no(s) traço correspondente. Siga até que descubram a frase escondida. Pedir que todos repitam a frase juntos. Depois dizer: Vocês acabaram de falar algo muito solene. Espero que esse seja o compromisso de vocês por toda a sua vida.

C. MEMORIZANDO (até 10 minutos): Com antecedência, escrever cada palavra do verso em fichas ou pedaços de cartolina. Misturar as fichas. Ler o verso na Bíblia, na mesma versão em que será memorizado. Dizer: No acordo, Deus mostrou duas condições: ouvir atentamente e obedecer. Essa e a parte do homem. A parte de Deus é cuidar e separar para um fim especial aqueles que fazem sua parte do pacto. Na verdade o que torna um povo especial e diferente dos outros é a própria obediência à Santo Lei de Deus. Só isso já basta para fazer toda a diferença. E Deus quer usar seu povo, que é tão diferente do mundo, para salvar os outros povos. Ele quer usar você e a mim. Vamos memorizar esse verso? Mostrar o verso por escrito, na lousa ou em um cartaz, e repeti-lo por três vezes com todos. Dividir a turma em grupos de quatro alunos (se a classe for pequena fazer grupos menores; se for muito grande, fazer grupos maiores). Depois entregar as fichas para um dos grupos. Ao sinal de “já”, os alunos devem colocar as fichas na ordem correta para formar o versículo (sobre a mesa ou chão, ou no apoio da lousa) enquanto o professor cronometra o tempo gasto pelo grupo para isso. Depois que as fichas forem organizadas, todos recitam o verso com a referência e depois outro grupo repete a atividade até que todos tenham participado e o verso sido repetido várias vezes.

D. APLICANDO:  Deixar que dois alunos falem suas respostas para as perguntas 2 e 3 do questionário de sexta-feira. Dizer: O cuidado de Deus por nós é maior que o da águia por seus filhotes e Ele hoje quer estabelecer um acordo, um pacto, com cada um de nós. Ele deseja que sejamos pessoas diferentes, quer que todos vejam que somos propriedade dEle. A cada sábado Ele deseja instruir-nos para isso. A cada reunião e culto temos a oportunidade de ouvir a majestosa voz de Deus. Como está nosso preparo para essas reuniões e para o sábado?
Mostrar um copo sujo por for e por dentro.Ter à mão uma bacia, uma jarra com água, sabão, esponja de lavar louça e toalha para enxugar as mãos. Lavar o copo só por fora. Perguntar: Quem quer beber água? Eu já lavei o copo e ele já pode ser usado, certo? Não. Por que vocês não querem beber água neste copo se eu já deixei seu exterior limpinho? Ainda está sujo por dentro. Quando deixamos nossa casa, quarto, roupa e carro limpos e arrumados para o sábado, fazemos apenas uma parte da preparação. É a preparação que os olhos humanos conseguem perceber. Mas se nosso coração estiver sujo pelos nossos pecados ainda não poderemos receber as bênçãos de Deus, nem ouvir a Sua voz majestosa. Lavar o copo por dentro ou pedir a um aluno que faça isso.Perguntar: E agora, alguém quer beber água neste copo? Colocar um pouco de água limpa no copo, dizendo: No copo limpo, posso colocar a água limpa sem problemas. Quando confessamos a Deus nossos pecados, pedindo que os perdoe através dos méritos de Jesus, podemos ter certeza que o “sangue de Jesus Seu Filho nos purifica de todo pecado”, como diz a Palavra de Deus.  Assim nosso coração fica limpo e estamos preparados para ouvir a majestosa voz de Deus e enchermos nossa vida com Seus ensinamentos e Suas bênçãos. Deus assim pode nos usar para servir, como Ele desejou usar Israel para servir. Oferecer um pouco de água no copo para alguém. Assim, as condições do pacto são cumpridas por nós e por Deus.

E. CONTANDO AOS OUTROS: Com antecedência, preparar uma cópia do Lembrete de Preparação para cada aluno. Deixar que recortem e pintem como desejarem. Dizer: Fixem o Lembrete de Preparação com um imã na geladeira de suas casas. Conte à sua família da necessidade de preparar a casa e o coração para o Sábado do Senhor. Sempre que virem este lembrete procurem adiantar alguma coisa da preparação para o sábado e também pensem em algo que precisem limpar de seus corações, com o sangue de Jesus.
7. ENCERRAMENTO (até 5 minutos):
8. ENSAIO PARA A PRÓXIMA APRESENTAÇÃO NA IGREJA (até 10 minutos).



sábado, dezembro 26, 2009

Tesouros Infantis, Lição 4 - 1º trim. 2010 - Suplemento do Professor

A Ceia Que Ninguém Queria

Ao final da lição a criança deverá:
SABER que Deus está convidando a todos para a festa da salvação.
SENTIR desejo de aceitar o convite da salvação.
RESPONDER aceitando a salvação e convidando outros para aceitar também.

PENSAMENTO CENTRAL: EU ACEITO O CONVITE DE JESUS PARA IR AO CÉU.
VERSO PARA MEMORIZAR: “Vinde, porque tudo já está preparado.” Lucas 14:17.
LEITURA AUXILIAR: Lucas 14: 1-24; Parábolas de Jesus, 219 - 237.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: visuais preparados conforme instruções abaixo; Conquistando a Atenção: vários tipos diferentes de convites (casamento, formatura, chá-de-bebê, aniversário); Lição: mesa com lugar para todas as crianças (adapte à realidade de sua sala), toalha de mesa, pratos e talheres bem bonitos, arranjo de mesa, óculos escuros, roupas surradas, bengala, pano de prato; Revisando: mesma figura de memorizando, caixa de sapato encapada e sem a tampa, papeizinhos numerados; Aplicando:  coração escuro; coração limpo; cópia do Convite da Salvação (pág . 78) para cada criança, canetas ou lápis; Contando aos Outros: cópia do Porta Folhetos (pág. 79) para cada criança, folhetos evangelísticos (A Pergunta Mais Importante, O Único Caminho da Felicidade), tesouras, cola, lápis, giz de cera (enfeites variados).

COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS:
Memorizando:
Ampliar a figura de Jesus (escolha a versão colorida ou preto e branco) para que caiba o verso na placa entre suas mãos.
Pintar, recortar e colar em papel cartão (se preferir usar o flanelógrafo, colar entretela na cópia).
Colar o verso entre as duas mãos e dobrar os dedos da figura, como se estivessem segurando o cartaz.











Contando aos outros:
Recortar deixando sobras de papel nas laterais e embaixo.
Dobrar na linha pontilhada e nas bordas.
Colar as sobras de papel (laterais e fundo, deixando uma abertura em cima) formando um bolso.









MÚSICA TEMA DA LIÇÃO: “Aceitai a Salvação”(faixa 27 do CD “Tesouros Infantis”)

 MEMORIZANDO (até 10 minutos): O verso dessa semana deve ser ensinado no final da lição.

CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos). Escolher uma das opções abaixo:
Opção A: O que devemos fazer quando vamos organizar uma festa?  O que será servido, a data e o horário, número de pessoas que virão. Deixar que as crianças falem até que alguém mencione os convites. Se ninguém mencionar nada, perguntar como os convidados ficam sabendo da festa. Dizer: Existem dois tipos de convite: o falado e o escrito. O falado pode ser feito por telefone ou pessoalmente. O escrito pode ter várias formas. Mostrar vários tipos de convite (casamento, aniversário, formatura, chá-de-bebê, chá-de-panela, por exemplo). Deixar que as crianças manuseiem cada um e façam perguntas sobre as festas das quais os convites falam. Perguntar: Vocês ficam felizes quando são convidados a participar de uma festa? Vocês já prepararam alguma festa? Como vocês se sentiram quando seus amigos vieram a sua festa? Nossa história de hoje, fala-nos de um convite para uma festa.


Opção B: Como arrumamos nossa casa quando temos uma festa? Imaginem que vamos oferecer um almoço para algumas pessoas. Como podemos arrumar a mesa? Deixar que as crianças ajudem a mencionar os itens. Fazer algumas perguntas como: Que tipo de toalha usaremos? Que talheres? E assim por diante. Arrumar a mesa com os itens, à medida que forem mencionados. Dizer: Quando recebemos pessoas para uma festa ou refeição, gostamos de arrumar tudo com bastante capricho, não é? Na história de hoje falaremos de alguém que caprichou na arrumação de sua festa.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A.   APRESENTANDO A LIÇÃO:
Com antecedência, preparar uma mesa com lugares suficientes para todas as crianças sentarem. Deixar à mão as coisas necessárias para arrumá-la. Abrir a Bíblia em Lucas 14. Dizer: A Bíblia conta, em Lucas capítulo 14, que um fariseu convidou seus amigos ricos para um almoço. Convidou também a Jesus. Enquanto comiam, Jesus disse ao fariseu: Quando você der um almoço ou jantar, não convide os seus amigos, nem seus irmãos, nem seus parentes, nem seus vizinhos ricos. Porque eles também o convidarão, e assim pagarão a gentileza que você fez. Mas quando fizer uma festa, convide os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos, e você será abençoado. Pois eles não podem pagar o que você fez, mas Deus lhe pagará no dia em que as pessoas que fazem o bem ressuscitarem. O fariseu e seus amigos não gostaram do que Jesus disse porque eles não queriam convidar os pobres e os aleijados. Então, como não queriam atender aos conselhos de Jesus, Ele lhes contou a história do jantar que ninguém queria. E foi assim:
Um homem preparou um grande jantar. Ele pediu a seus servos que preparassem uma linda mesa para seus convidados. Eles então colocaram uma toalha especial. Estender a melhor toalha que puder sobre a mesa. Arrumaram os pratos, os talheres, os guardanapos e os copos. Colocar todos esses ítens de forma bem arrumada. Colocar também um enfeite de mesa e, se possível, marcadores de lugares diante de cada cadeira. Se o número de crianças for muito grande, não é necessário arrumar todos os lugares nesse momento. Arrumar apenas um dos lugares com muito esmero, para mostrar como foi a arrumação. Seus empregados também prepararam muita comida. Colocar algumas travessas sobre a mesa (se quiser, colocar alimentos apetitosos de verdade, arranjados de modo atraente e servi-los para as crianças depois do culto, combinando com os pais que elas terão um almoço especial). A mesa ficou linda e a comida, muito gostosa. Os empregados se colocaram a postos para receber os convidados. Colocar-se perto da mesa, com um guardanapo no braço, como um garçon. Mas o tempo foi passando e ninguém chegou para a festa. Olhar para o relógio. Então o dono da casa mandou seu empregado chamar os convidados na casa deles. O empregado foi à primeira casa e disse (ir até à porta e bater nela): “Meu patrão mandou dizer para você ir, pois tudo já está preparado.” Mas o primeiro homem não queria ir à festa e deu uma desculpa. Ele disse que não poderia ir à festa porque tinha comprado um terreno e precisava ir vê-lo. Que desculpa esfarrapada, não é? Ele podia muito bem ver o terreno outro dia.
O servo foi até a casa seguinte e disse (ir para outro lugar da sala e bater ou combinar para que alguém bata): “Venha ao jantar, pois tudo já está preparado.” Aquele homem também não deu importância ao convite. Ele respondeu (mudar a entonação da voz): “Sinto muito, mas comprei cinco pares de bois para trabalhar e preciso experimentá-los.” Ele também podia experimentar os bois outra hora, vocês não acham? O empregado ficou decepcionado, pensando na tristeza de seu patrão. Então ele foi à próxima casa e bateu (ir até outro lado da sala e bater): “Venha, pois tudo já está pronto.” Mas o terceiro convidado também não quis ir. Ele disse (mudar a entonação da voz): “Casei-me, e por isso não posso ir.” Essa desculpa também não dava certo porque ele poderia ir e levar sua esposa. O empregado voltou para o seu patrão (voltar para perto da mesa), e disse: “Nenhum dos convidados quer vir ao jantar”.
Como vocês acham que esse senhor se sentiu ao ver que seus convidados haviam desprezado sua festa? Ficou muito aborrecido, pois tinha trabalhado muito  para preparar tudo. Imaginem se vocês preparassem um belo almoço para seus amigos e eles não viessem. Assim sentiu-se aquele senhor. Quando o dono da casa olhou para a sala de jantar grande e vazia, e para o bom alimento na longa mesa, disse ao seu empregado (apontar o braço na direção das crianças): “Vá imediatamente às ruas e convide qualquer um que quiser vir à minha casa para jantar. Traga os pobres, os desamparados, os mendigos, os cegos e os que não podem caminhar.” Com antecedência, combinar com um ajudante para ir pela sala, convidando algumas crianças. Colocar trajes rotos sobre uma criança para representar os pobres;dar  um óculos escuro e uma vareta a outra, para representar os cegos e dar uma bengala ou muleta (pode ser um cabo de vassoura)  para outra, representando os deficientes. Levá-las para sentarem-se à mesa. Dizer: Aquelas pessoas ficaram muito felizes com o convite e aceitaram-no prontamente. O dono da casa também estava alegre por que eles vieram à festa, assim o seu alimento não seria desperdiçado. O empregado foi falar ao patrão: “Mestre fiz tudo o que o senhor me mandou, mas ainda há assentos vazios à mesa. Então aquele senhor lhe disse: “Saia pelos caminhos e estradas e obrigue-os a entrar, para que a minha casa se encha. Pois eu lhe digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará do meu jantar.” O empregado obedeceu alegremente ao seu patrão e dessa vez disse ao povo na rua: “Venham a um jantar especial que o meu patrão fez para vocês!” Chamar o restante das crianças para que tomem os lugares à mesa. Rapidamente, as pessoas pobres vieram e não ficou nenhum lugar vazio. Como estas pessoas ficaram felizes por terem sido convidadas para uma refeição especial!

B. MEMORIZANDO (até 10 minutos):
Combinar para que as crianças esperem em um canto da sala, sem olhar para a frente, enquanto a figura de Jesus com o verso é colocada no quadro ou mural. Quando tudo estiver pronto, dizer: “Vinde, porque tudo já está preparado.” Depois que as crianças estiverem sentadas, dizer: Quando terminei tudo, convidei vocês para virem aqui. Jesus também preparou algo e nos convida para ir até Ele. Isso está escrito em Lucas 14:17. Ler o verso na Bíblia, na mesma versão em que será ensinado. Jesus está nos convidando: “Vinde”. O que está preparado é um banquete no Céu, aquele lugar maravilhoso onde não existe nenhuma tristeza. Todos os que aceitarem o convite de salvação de Jesus podem ir até lá. Vamos memorizar o convite de Jesus?
Repetir o verso três vezes com as crianças. Depois, falar o nome de uma criança e repetir o verso, convidando-a para vir à frente. Ela levanta-se, diz a referência e vai para a frente. Apontar outra criança e recitar o verso junto com a primeira. A segunda criança levanta-se, diz a referência e vai para a frente. Repetir o processo até convidar todas as crianças (chamar mais crianças de cada vez, se a classe for grande). Quando todas estiverem na frente, repetir o verso novamente.

C. REVISANDO:
Colocar uma caixa junto à figura de Jesus usada para memorizar o verso. Dentro dela, colocar papeizinhos numerados. Chamar uma criança para pegar um número. Ler a pergunta correspondente para ela. Depois de responder,  a criança deve chamar  outra criança pelo nome e acrescentar: “Vinde, porque tudo já está preparado.” A criança chamada vai à frente e retira outro número da caixa, seguindo o mesmo processo até acabarem as perguntas. As perguntas que as crianças não souberem responder devem ser dirigidas a toda classe, e a criança que souber, levanta a mão e responde

D. APLICANDO:
Colocar um Convite da Salvação (abaixo) para cada criança dentro da caixa ao lado da figura de Jesus. Dizer: Jesus nos convida para ir ao Céu para nunca mais sofrer ou chorar, nunca mais sentir frio, calor ou medo. Nenhum de nós merece morar neste lugar porque todos somos pecadores e o pecado não pode entrar no Céu. Pecado é desobedecer a lei de Deus. Mentir, roubar, desobedecer aos pais, brigar, dizer nome feio. Tudo isso é pecado e deixa nosso coração assim. Mostrar coração escuro. Mas Deus nos ama tanto que, para que pudéssemos ir morar no Céu , Ele deu Seu Filho Jesus para receber o castigo que  nós merecemos por pecar.  Jesus morreu na cruz, em nosso lugar. Mas Ele não ficou morto. Ele ressuscitou no terceiro dia e está no Céu. Se o aceitamos como nosso Salvador todos os nossos pecados são perdoados e nosso coração fica limpinho. Mostrar coração limpo. Jesus preparou nossa salvação com o sacrifício de Sua própria vida. E agora ele convida a todos para irem ao Céu. Mas algumas pessoas preferem ficar com seus negócios e diversões e não aceitam este convite tão generoso. Ficam dando desculpas para não aceitar. Alguns pensam assim: “Quando eu for maior eu aceito!” Outros pensam: “Primeiro vou me divertir bastante fazendo o que Jesus não gosta”. Ou ainda: “É muito difícil aceitar este convite, tenho de deixar muitas coisas quegosto!” Mas lembrem-se que é Jesus quem está convidando e Ele vai dar coragem para abandonarem qualquer coisa que os atrapalhe de ir ao Céu.
Dentro desta caixa tenho vários convites. Vou chamar vocês aqui e quem quiser pode vir e pegar seu convite. No convite vocês devem marcar se aceitam ou não a salvação de Jesus. Dizer: É Jesus quem está convidando, ________ (mencionar o nome de algumas crianças), venha buscar o convite de Jesus. O grupo de crianças irá à frente e pegará seus convites. O número de crianças que vai à frente de cada vez dependerá da quantidade de crianças presente. Repete-se o processo todo novamente até que todos tenham pego seus convites. Dar tempo para que elas assinalem a opção que desejaram. Dizer (opcional): Aquelas crianças que aceitaram o convite da salvação, procurem-me depois do culto (marcar o lugar).Para aconselhar a criança que aceitar o convite, seguir os passos explicados à pág. 17 (Levando a Criança ao Salvador).










E.  CONTANDO AOS OUTROS:
Dar uma cópia do Porta Folhetos para que cada criança pinte, recorte e monte. Se as crianças forem muito pequenas ou não houver tempo suficiente, entregar tudo semipronto, deixando que elas apenas montem ou pintem o desenho. Enquanto trabalham, dizer: “Outras pessoas precisam ouvir este convite de Jesus.Muitas pessoas não sabem que Jesus preparou tão belo lugar. E também não sabem que são convidadas para ir até lá. Coloque alguns folhetos dentro deste porta-folhetos e entregue-os para alguém que você sabe que ainda não aceitou o convite da salvação.

Obs.: Este porta-folhetos é ideal para os folhetos menores, tais como: “O Único Caminho da Felicidade” e  “A Pergunta Mais Importante”.




Que bom que você veio!

Volte Sempre!