sábado, dezembro 26, 2009

Tesouros Infantis, Lição 2 - 1º trim. 2010 - Suplemento do Professor

O Bom Samaritano    
Ao final da lição a criança deverá:
SABER que deve tratar a outros como deseja ser tratado, não importa quem seja.
SENTIR amor por seus semelhantes, como a si mesma.
RESPONDER procurando maneiras de ajudar a todos, mesmo os que não merecem.
PENSAMENTO CENTRAL: AMARÁS A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO
LEITURA AUXILIAR: Lucas 10:25 a 37; O Desejado de Todas as Nações, pág. 487 a 504.
VERSO PARA MEMORIZAR: “Amarás a teu próximo como a ti mesmo.” Lucas 10:27.                 

RECURSOS NECESSÁRIOS: Conquistando a Atenção:  par de calças surradas, de preferência com furo no joelho; Lição: duas cadeiras, fita crepe ou tecido, jumento (instruções abaixo), cinco bonecos vestidos com roupas de palestinos (um deles de pano, se possível), saquinho com moedas (opcional), frascos de remédio, curativos; Revisando:  “jumento” usado na lição; Contando aos Outros: cópias do Crachá do Bom Samaritano Mirim, alfinetes ou pedaços de barbante.


COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS:

Jumento:
Pegar um pedaço de cano de PVC ou de cabo de vassoura e prender um pedaço de lã ou barbante para fazer a vez da rédea. O tamanho do cabo depende do tamanho dos bonecos usados.
Fazer 4 furos na parte de baixo de uma caixa de sapato. Passar lã, barbante ou arame pelos furos e prender a caixa no “jumento”. Essa caixa deverá conter os remédios que o bom samaritano usará para passar no viajante ferido e servirá também para carregar a “vítima” até a hospedaria. 

Bonecos:
Use bonecos de plástico com roupas feitas de retalhos de tecido ou use os bonecos feitos de garrafas ensinados na lição 1, para o sacerdote e o levita. O viajante fica melhor representado por um boneco de pano, bem mole. Não sendo possível, use um de plástico mesmo. Faça uma roupa que seja tirada com facilidade do boneco.


MÚSICA TEMA DA LIÇÃO:

Amar ao Semelhante  (cantar com a música da faixa 7, do CD “Tesouros Infantis”)

Vou amar meu semelhante
Para agradar a Jesus
Perto ou longe, à minha volta
Vou revelar a luz

Ajudando, ajudando
A quem de mim precisar
Todo dia, toda hora
Amor eu vou mostrar.


MEMORIZANDO (até 10 minutos):
             Nosso verso de hoje tem uma ordem muito importante. Vou lê-la para vocês. Ler o verso na Bíblia, na mesma versão em que será memorizado. Dizer: Vamos entender melhor o que esse verso quer dizer? Dar a bengala ou muleta para uma criança. Pedir–lhe  que ande um pouco e depois caia no chão como se estivesse machucado. Perguntar-lhe: Se você estivesse muito ferido e precisasse se levantar o que gostaria que fizessem por você? Que o ajudassem a andar. Chamar outro aluno e pedir que ajude o colega a levantar-se. Perguntar novamente ao primeiro: Você ficou contente de ser ajudado? Muito bem. Então quando você encontrar alguém precisando de sua ajuda, trate-o como você foi tratado (ou como gostaria de ser tratado). Agora vamos memorizar nosso verso, fazendo os seguintes gestos:
“Amarás (abraçar-se.)
a teu próximo (apontar para outros.)
como a ti mesmo.” (apontar para si.)
Lucas 10:27 (palmas das mãos juntas, abrindo-se em forma de livro.)

CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos).
Opção A:  Pedir às crianças que  fiquem em pé ou sentem-se em círculo, com uma crianças em pé ou sentada no meio.  O grupo deve dizer: “Marcos, Marcos, quem é seu próximo? Conte agora. Conte agora!”O Marcos responde: “Lucas, Lucas é meu próximo.” O Lucas vai para junto de Marcos no centro do círculo. As crianças repetem o mesmo para Lucas, e o processo se repete até que todas estejam no círculo. É importante  que uma criança seja nomeada só uma vez. Fazer o joguinho rapidamente, terminando em três minutos. Se houver um grande número de crianças, dividir a classe em dois ou três grupos com um adulto para ajudar em cada um. Perguntar: Quem vocês escolheram como seus “próximos”? Um amigo? Ou alguém que você gosta bastante? Que vocês acham que são seus próximos? Em nossa história de hoje Jesus diz quem é nosso próximo.

Opção B: Mostrar um par de calças já surradas de criança, de preferência com os joelhos rasgados. Dizer: Já aconteceu com vocês de alguma vez cair e machucar os joelhos, rasgando a calça ou o vestido? Estes ferimentos doem muito, não é mesmo? Geralmente, quem é que corre para ajudar vocês quando se machucam? Pai, mãe, amigos. Eles são bondosos com vocês e fazem tudo que podem para que se sintam melhor, não é verdade? Há na Bíblia a história de alguém que se feriu muito, muito.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A.   APRESENTANDO A LIÇÃO:
Colocar uma cadeira de um lado da sala e outra do outro lado. Colocar uma casinha em cada uma ou escrever “Jerusalém” e “Jericó” em dois pedaços de cartolina, identificando cada cadeira como uma cidade. Fazer uma estrada usando fita crepe no chão, ou um tecido marrom. Colocar algumas almofadas perto do caminho e esconder atrás delas alguns bonecos. Pode-se fazer esse cenário em cima de uma mesa também e usar bonecos menores.
Abrir a Bíblia na passagem de Lucas 10. Dizer: Aqui, em Lucas capítulo 10, versos 25 a 37, vemos o que Jesus diz a respeito de quem é nosso próximo. Um dia aproximou-se de Jesus um doutor da lei ou advogado. Advogado é uma pessoa que conhece muito as leis e que ajuda as pessoas a saberem o que podem fazer e o que não podem. Aquele advogado achava que sabia muito e  pensou em fazer perguntas que Jesus não soubesse responder para envergonhá-Lo na presença de todos. Então ele perguntou a Jesus: “Mestre o que devo fazer para herdar a vida eterna?” Jesus sabia das más intenções daquele advogado, por isso resolveu perguntar a ele o que estava escrito na lei (na lei dos 10 mandamentos). O advogado respondeu direitinho; disse que deveria amar muito a Deus e ao próximo como a si mesmo. Jesus disse que a resposta estava certa. Mas ele insistiu e perguntou: “Quem é meu próximo?” Os judeus pensavam que os samaritanos e os estrangeiros não eram “próximos” e que não deveriam receber ajuda, mas ficavam em dúvida  se deveriam ajudar os pobres, os maus, os que não sabiam ler, os feios, os bonitos. Eles achavam que só algumas pessoas poderiam ser os “próximos”. Para ensinar melhor, Jesus contou uma linda história.
Mostrar o boneco (de preferência de pano) com uma sacolinha com moedas. Dizer: Um homem estava viajando de Jerusalém para Jericó. Levar o boneco por um pedaço do caminho. Naqueletempo não havia carros ou ônibus e as pessoas tinham que andar à pé ou sobre animais. Este homem estava andando pela estrada quando... de repente apareceram terríveis ladrões. Tirar os bonecos de trás da almofada. Eles roubaram tudo do coitado do homem. Tirar a sacolinha de moedas e a roupa do boneco. E ainda por cima, bateram tanto nele que quase o mataram. Bater com os bonecos no “viajante”. Depois foram embora. Tirar os bonecos. Ele ficou muito machucado e sentia muita dor.  Algum tempo depois passou por ali um sacerdote. Mostrar o boneco vestido de sacerdote. O sacerdote era uma pessoa que ensinava ao povo como adorar a Deus. Ele era muito importante. Quando o sacerdote viu aquele coitado passou para o outro lado da estrada. Afastar o “sacerdote” do homem ferido. Imagino que ele fez até uma oração para que Deus cuidasse do homem ferido e que tenha dito: “Infelizmente não posso parar. Estou com muita pressa.” O pobre homem continuou gemendo. Daí a pouco, passou um levita. Mostrar o boneco vestido de levita. O levita era um homem que trabalhava cuidando do templo e conhecia muito bem a Lei de Deus. Lembram-se do nosso versículo. Repetir o versículo com todos. Sabendo disso o que o levita deveria fazer? Socorrer o homem ferido. Mas a Bíblia conta que ele também passou longe. Fazer o boneco passar longe do homem ferido. Acho que ele estava morrendo de medo de ficar ali e ser assaltado também. Talvez tenha até saído correndo. Fazer o levita correr. Coitado daquele homem. Será que todos iam deixá-lo ali, para morrer? Então aproximou-se uma pessoa montada em um jumento. Aproximar o boneco do bom samaritano montado no “jumento”.  Era um samaritano. Lembram-se que os judeus odiavam os samaritanos e nem falavam com eles? Pois bem, o samaritano parou o jumento e desceu. Parar o “jumento” e tirar o boneco. Pegou óleo e vinho em suas coisas e passou nos ferimentos. Pegar os vidros de remédio de dentro da caixa do jumento e fazer que está passando no ferido.  Ele ficou com tanta pena daquele homem que, depois de ter cuidado dele, colocou-o no seu burrinho e levou-o para um hotel. Colocar o boneco do homem ferido dentro da caixa do “jumento” e levá-lo a “Jericó”. Colocar o boneco na cadeira que representa a cidade ou, melhor ainda, dentro de uma caixa de sapato, representando o hotel.  Lá ele cuidou do homem com carinho e, quando saiu, deixou dinheiro para o dono do hotel continuar cuidando dele até ficar bom. Colocar algumas moedas perto ou dentro da caixa.
Com essa história Jesus quis mostrar ao advogado que devemos ser bondosos com todas as pessoas. Tão bondosos como gostaríamos que fossem conosco. A ordem dEle é:
AMARÁS A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO

B.   REVISANDO:
Escolher uma criança e fazer uma pergunta. Se ela acertar, terá direito de ser o “bom samaritano” e levar o “jumento” com a “vítima” até a hospedaria. Repetir o processo com todas as crianças. Se a classe for muito grande, deixar que duas ou mais crianças respondam a mesma pergunta, consultando entre si. Não deixar que demorem muito no percurso. No final, repetir com todos:.
AMARÁS A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO

C. APLICANDO:
Todos nós podemos ser bons samaritanos. Nem sempre  temos de ajudar alguém que está terrivelmente ferido, como o da nossa história de hoje. Mas há sempre boas ações que podemos fazer para ajudar as pessoas que nos cercam. Vou dizer algumas situações aqui. Vocês devem me dar algumas sugestões de como ser bom samaritano para as pessoas que vou dizer:
Como você poderia ajudar se...
- A mamãe deixasse cair no chão algumas coisas  que comprou na feira?
- Se a professora deixasse cair sua caneta no chão?
- O colega que zombou de você estivesse sem lanche?
- Se sua irmãzinha não soubesse fazer a lição da escola?
- Se na sexta-feira a mamãe estivesse muito atarefada e houvesse toda a casa para ser limpa?
- Se no jardim houvesse muito mato entre as flores?
- Se a vovó não pudesse encontrar seus óculos?
- Se a colega que estragou seu brinquedo estivesse sozinha no recreio?
Lembrem-se sempre da ordem de Jesus:
“AMARÁS A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO.”
 D. CONTANDO AOS OUTROS: Crachá de Bom Samaritano-Mirim.
              Dar uma cópia do Crachá do Bom Samaritano Mirim (abaixo)  para que cada criança pinte, recorte e monte. Se as crianças forem muito pequenas ou não houver tempo suficiente, entregar tudo semipronto, deixando que elas apenas montem ou pintem o desenho.
              Enquanto trabalham, dizer: Esta semana vocês farão parte da equipe “Bom Samaritano Mirim”. Sempre que perceberem que alguém precisa de ajuda, peguem seus crachás e ofereçam-se para ajudar. Ajudem até as pessoas que fizeram alguma coisa de ruim para vocês ou aquelas de quem nem todos gostam. Digam que estão fazendo isso porque Jesus quer que amemos a todos como a nós mesmos. E vocês estão obedecendo a sua ordem: “AMARÁS A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO.”









Nenhum comentário:

Que bom que você veio!

Volte Sempre!