sábado, dezembro 26, 2009

Projeto Missionário

Projeto Missionário

              Os projetos missionários são desenvolvidos para que as crianças se envolvam com missões:
              - através de suas ofertas;
              - através de suas orações;
              - através de seu testemunho.
              Em “Missões” as crianças também conhecem um pouco mais sobre a nossa obra mundial, sendo desafiadas a cooperar com a causa do Mestre em todo o mundo.

Condições para o êxito:
-  Preparar o material com antecedência;
-  Seguir o projeto corretamente (ou aprimorá-lo);
-  Mostrar entusiasmo (o professor deve avaliar também seu envolvimento com missões).

Oferta para o 1º Sábado de Fevereiro  -  Projeto Bazar Missionário
  
Objetivos:
- Aumentar os recursos para a oferta do 1º sábado de fevereiro, destinada à assistência social.
- Incentivar a abnegação e esforço em benefício de outros.
- Preparar as crianças e juvenis para o serviço cristão.

Procedimentos:
* No sábado 2 de janeiro apresentar o projeto de um bazar beneficente para o domingo 31 de janeiro (se já houver algum evento da igreja nesta data, escolha outra bem próxima). Cada criança deverá fazer uma averiguação em seu guarda-roupa e ver o que pode ser doado (roupas, calçados, brinquedos). Também pode-se estabelecer grupos de recolta e os adolescentes podem preparar peças de artesanato. Enfim, é preciso arrecadar material suficiente para fazer uma feirinha bem atraente.

* Providenciar um recipiente na sala (caixa, armário, cesta, etc.) onde serão depositados os itens que cada criança trouxer. A cada sábado relembrá-las do bazar e da necessidade de trazer mais coisas. Pedir aos adultos que colaborem também com suas doações. Combinar todos os detalhes com os pais e deixar claro que conta com a ajuda deles.

* Fazer uma boa propaganda do bazar e estar certo de que os adultos da igreja e de fora estarão presentes:
 - Os juvenis podem confeccionar cartazes e colocá-los em lugares estratégicos da igreja e da vizinhança (pode-se fazer panfletos também).
 - Convidar os amigos.
 -  Fazer anúncios verbais a cada sábado na igreja.
 - Se possível, fazer uma faixa, (recoltar o material para isso).

* Na data escolhida, as crianças e os professores dos menores devem montar um bazar e oferecer os produtos recoltados pelas crianças. Elas devem ajudar na montagem, nas vendas, na ordem, etc.

* No primeiro sábado de fevereiro, na apresentação das crianças, divulgar o valor arrecadado com o bazar e entregá-lo ao tesoureiro da igreja, para ser contado na oferta especial de 1º sábado. Não esquecer de agradecer a todos os participantes e colaboradores, principalmente
 as crianças.

HISTÓRIAS MISSIONÁRIAS
Conhecendo para onde vai a oferta do 1º sábado de fevereiro.

1. Material Necessário
* caixa de camisa ou de frutas  com areia (pode-se usar uma assadeira).
* miniaturas de árvores, casas  ou edifícios (de preferência com o telhado solto), postes, automóveis, carro de bombeiros ou polícia, helicóptero, etc. (podem ser de brinquedo ou de papel), um palito ou um vasinho com planta para representar o coqueiro que não caiu.
* prendedores de roupa (de madeira) com rostos desenhados ou bonequinhos de plástico (encontrados em casas de festa), para representar os personagens.
* tecido azul celeste para imitar as ondas do mar.
* retalhos de tecido imitando cobertores
* curativos ou vidros de remédio e colherinha.
* caixa vazia
* pequeno cobertor, alimento não perecível, agasalho, remédio
* cópia do rosto triste e do rosto feliz (no final deste artigo), palito de churrasco.
Obs.: Se as miniaturas do cenário forem de papel, cole um palito de sorvete ou de churrasco para fixá-las na caixa de areia.

  Maquete de ilha - Usar uma placa de isopor apoiada em uma mesa ou no chão. Fazer a “ilha” com argila ou massa de modelar caseira, pintar de verde ou colar papel crepom verde, picado. Pintar o mar de azul (ou colar papel celofane azul amassado) e colocar pequenos barquinhos de papel nele. Colocar pequenas árvores, bananeiras e coqueiros (espetar galhos com folhas ou colar folhas de papel crepom verde em pequenos galhos de árvore). Encapar diversas caixinhas de fósforo e desenhar janelas e portas nelas, para representar as casas. Dobre pequenos retângulos e coloque sobre as caixinhas para formar os telhados. Na hora do tsunami, deixar que saiam do lugar e se amassem. Deixar o tecido azul por perto. 
  Obs.: Trocar os nomes dos personagens e do lugar, se houver alguma catástrofe maior em outro lugar antes do início do mês. Se for um terremoto, usar uma caixa de areia como está sugerido abaixo.  Se for um furacão,não usar caixa de areia, mas fazer miniaturas de casas de papel e ligar um ventilador bem forte.

Sábado 09/01/2010—Terremoto no Paquistão:
 Na caixa de areia, colocar casinhas de papel (podem ser feitas de caixinhas), carrinhos de brinquedo, galhos (para simular árvores) e bonequinhos pequenos (de festa). Vestir os bonecos com roupas orientais (vestido e turbante). Se possível, mostrar o Paquistão  no mapa.
Dizer: Há um país bem longe daqui onde poucas pessoas sabem sobre a Bíblia e tudo de bom que está escrito nela. Na verdade, nesse país a maioria das pessoas não gostam dos cristãos e perseguem os que servem a Jesus. Nossos irmãos de lá sofriam muito com isso. E oravam pedindo a ajuda de Deus. Um dia, tudo parecia estar normal, mas, de repente, houve um grande estrondo e a terra começou a tremer. Chacoalhar a caixa, derrubando as miniaturas. Tremeu tão forte que as casas começaram cair e as pessoas e coisas foram jogadas para os lados. Foi bem rápido, mas quando acabou estava tudo destruído. Mostrar  a caixa com as coisas bem espalhadas. Muita gente ficou machucada e eles perderam suas casas e as coisas que tinham dentro. Logo anoiteceu e eles começaram a sentir fome e frio. Que triste, não é mesmo?
Mas, nossos irmãos do mundo todo, já tinham dado uma oferta para ajudar os sofredores do mundo. Assim, foi enviada ajuda para nossos irmãos de lá e também para outras pessoas. Vários irmãos nossos, da Índia, foram até lá, levaram dinheiro, alimentos, roupas e também ajudaram as pessoas a reconstruírem suas casas. Quando aqueles que não gostavam dos cristãos viram nossos irmãos trabalhando tanto para ajudá-los ficaram muito envergonhados e não os maltrataram mais. O governo do país também reconheceu a bondade dos irmãos e não só parou de perseguí-los como também permitiu que construíssem uma escola missionária lá. Que maravilhoso, não é mesmo?
É por isso que enviaremos uma boa oferta para a Assistência Social no primeiro sábado de fevereiro. Não esqueçam de economizar para isso. Se for fazer o bazar missionário, lembrá-los disso.
 Sábado, 16 de janeiro de 2010.
Montar o cenário com tudo bem arrumado, lembrando uma cidade. Colocar um palito bem fincado na maquete ou usar um vaso com uma planta. Segurar prendedores de roupa nas mãos para serem os personagens e comece a história.
              Este é Sami. Ele está com o braço machucado. Ele sente dor. Sabem o que aconteceu? Na cidade onde ele mora aconteceu um tsunami! Tsunami é uma grande onda do mar que avança sobre a terra destruindo tudo.
Ele estava indo buscar cocos quando percebeu que o mar parecia que estava se afastando da praia. Afastar o pano azul, imitando o afastamento do mar. De repente, ele notou que o mar estava voltando a toda velocidade para a terra. Era uma onda enorme, muito grande mesmo. Ele ficou com muito medo e saiu correndo. Todos saíram correndo. Fazer os bonecos correrem. Mas a onda alcançou logo todas as pessoas que estavam na praia.  Levar o tecido azul até os bonecos e cobrir a maquete, derrubando tudo. E alcançou Sami também. Ele foi levado para o meio do mar. Arrastar o boneco com o tecido. Mas seus pais haviam orado por ele aquela manhã. Imagino que tenham feito também o culto. E Deus não abandonou seus filhos. Deus mandou uma outra onda levar Adib para a terra outra vez. Levar o boneco com o tecido para a terra.  Lá ele se agarrou a um coqueiro. Prender o boneco no palito ou folhas do vaso. Todos os outros coqueiros foram arrastados pelo mar. Mas Deus não deixou o coqueiro que estava  Sami cair. Os anjinhos ficaram cuidando do coqueiro e Sami foi salvo. Deus também cuidou para que seus pais escapassem da onda e logo todos estavam juntos e felizes. Colocar os prendedores juntos, como uma família.
Mas o tsunami destruiu tudo o que havia lá. Sami, ficou sem casa, comida e agasalhos. Ele também ficou com o braço machucado.
Quando isso aconteceu, nossa igreja mandou dinheiro pra lá para ajudar o pai do Sami a reconstruir sua casa e cuidar dos ferimentos dele. Todo ano, no mês de fevereiro, nossos irmãos do mundo inteiro juntam dinheiro para atender as pessoas que sofrem com as calamidades.
Nós também vamos colaborar e assim, seremos como o bom-samaritano. Ou apresentar o projeto Bazar Missionário. Agora vamos recolher uma oferta que ajude os missionários de nossa região a ajudar os carentes.

Sábado, 23 de janeiro de 2010 - Terremoto no Peru:
Usar o mesmo cenário do terremoto no Paquistão, acrescentando uma igreja e uma escola. Uma das casas deve ser feita de maneira que não caia durante o “terremoto). Se possível, vestir os bonecos com roupas peruanas.
Esta cidade chama-se Ica. E fica no Peru. Aqui nossos irmãos viviam muito bem. Havia uma Igreja bem antiga e uma escola com mais ou menos 100 crianças. Nesta casa (apontar a casa que não vai cair) morava um casal de irmão idosos com mais de 80 anos. O nomes deles é Jesus e Antonia Arauca. Um dia houve um grande terremoto naquela cidade. Sacudir a caixa de areia. A terra tremeu, os prédios e casas começaram a cair, as pessoas foram jogadas por toda parte. Foi uma grande tragédia. Naquele momento, nossos irmãos idosos estavam em casa. Eles não tinham como fugir porque já não tinham forças para correr. Eles ouviram o barulho do terremoto, sentiram o tremor e escutaram o barulho das casas em volta deles desmoronando. Eles pediram socorro a Deus e o anjo do Senhor certamente esteve ali porque a casa deles foi a única de toda a região que não caiu. Toda a vizinhança admirou-se disso. O irmão Jesus e a irmã Antonia agradeceram muito a Deus por isso.
Mas a cidade ficou devastada. . Nossa igreja, que era bem antiga, foi completamente destruída e uma parte da escola também. Graças a Deus, nenhum irmão nosso foi ferido e nem as crianças da escola.  Foi um tempo de muito sofrimento para os habitantes daquele lugar. Os canos de água foram quebrados e também os postes de energia. Por isso os moradores ficaram um mês sem água e luz.
Mas, todo ano, os irmãos do mundo inteiro mandam ofertas para auxiliar nas calamidades. Então, com essas ofertas a igreja e a escola já foram reconstruídas e os irmãos arrumaram suas casas. Hoje já está tudo bem.
  Lembrem-se de trazer suas ofertas especiais para o primeiro sábado de fevereiro. Essa oferta será usada para ajudar pessoas que sofrem, no mundo inteiro. Jesus ficará muito feliz. (Ou: Poderemos ajudá-los melhor se conseguirmos um bom dinheiro com nosso bazar missionário).
  Agora recolheremos uma oferta que ajudará nossos missionários daqui.
 Sábado, 30 de janeiro de 2010 - Vulcão no Equador:
              Fazer um vulcão usando argila ou massa de modelar, deixando um espaço oco nele,em forma de tubo. Deixar secar bem.  Colocar algumas casinhas de papel e bonequinhos em volta do vulcão. Na hora da história, colocar vinagre dentro do tubo. Explicar o que é um vulcão. Se houver um mapa, mostrar o Equador e a distância dele para o Brasil.
              Dizer:  No Equador há um vulcão chamado  Tungurahua que ficou quietinho por muitos e muitos anos. Um dia  algo mudou. Começou a sair muita fumaça da cratera e toda hora havia uns estrondos terríveis. Bater com um talher em uma lata. As pessoas começaram a ficar com medo e logo perceberam que o vulcão entraria em erupção. Por isso, abandonaram suas casas e saíram correndo o mais depressa possível.Entre essas pessoas estavam alguns irmãos nossos.  Tirar  os bonequinhos. Então, de repente, o vulcão começou a tremer e a lançar lavas por toda parte. Colocar  2 ou 3 colheres de bicarbonato de sódio no tubo com o vinagre e a espuma começará a derramar-se pela encosta do vulcão. Graças a Deus ninguém ficou ferido. Mas eles perderam suas casas, roupas, alimentos, móveis, tudo! E ficaram muito tristes.  Fazer expressão de tristeza. Ainda bem que os irmãos do mundo inteiro enviaram suas ofertas e eles foram socorridos. Eles tiveram ajuda para terem novas casas, roupas e alimentos. E ficaram felizes outra vez. Fazer expressão de alegria.
Não se esqueçam de trazer um boa oferta no sábado que vem para que a igreja tenha como ajudar as pessoas quando  passarem por dificuldades.

Sábado, 06 de fevereiro de 2010.
Com antecedência, copiar, recortar e colar em cartolina as figuras do rosto triste e do rosto feliz (próxima página) abaixo. Colar um  palito de churrasco ou sorvete atrás. Mostrar uma caixa vazia.
Perguntar: Pessoal, o que há dentro desta caixa? Virar a caixa para baixo. Nada, não é mesmo? Existem muitas pessoas que não têm nada. Perderam tudo, como os irmãos do Paquistão, do Peru do Equador e do menino que se salvou segurando no coqueiro.
Pessoas assim ficam muito tristes (mostrar o  rosto triste). Elas não têm roupa, alimentos, calçados, cobertores e nem remédios! Hoje é o dia especial de mandar uma oferta para quem perdeu tudo. Então sabe o que vai acontecer? (coloque um alimento não perecível, um agasalho, um pequeno cobertor e um remédio dentro da caixa de maneira que ela fique repleta). Olhem só como vai ficar quando nós mandarmos nossa oferta. E as pessoas que estão tão tristes ficarão assim (mostrar o  rosto feliz).








Nenhum comentário:

Que bom que você veio!

Volte Sempre!