segunda-feira, setembro 28, 2009

Tesouros Infantis - Volume 2, Número 4 - Lição 1


Lição 1: FALANDO DE JESUS
Objetivo: Despertar na criança o desejo de ser missionária. Ao final da lição a criança deverá:
SABER que a salvação é oferecida a todas as pessoas.
SENTIR desejo de falar de Jesus a qualquer pessoa, sem distinção.
RESPONDER falando de Jesus a todos, sem preconceitos.
PENSAMENTO CENTRAL: DEVEMOS FALAR DA SALVAÇÃO A TODAS AS PESSOAS
VERSO PARA MEMORIZAR: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura.” Marcos 16:15.                 
LEITURA AUXILIAR: João 4:1-42; O Desejado de Todas as Nações, págs. 183 a 195.

RECURSOS NECESSÁRIOS (veja como prepará-los no final do artigo): memorizando: cópias preparadas do visuais abaixo; conquistando a atenção: Opção A: cartolina, figuras de meios de transporte modernos e antigos; Opção B: frutas de diferentes sabores, formas e aromas; lição: poço, cântaro com corda ou figura de cântaro amarrada com barbante, figura do coração sujo e do coração limpo (abaixo) coladas em um palito de churrasco ou picolé; revisando: figuras preparadas dos cântaros (abaixo); aplicando: pacote de presente com pequenas lembrancinhas dentro, cartões preparados abaixo para cada criança; contando aos outros: os mesmos cartões já entregues em aplicando.

MEMORIZANDO (até 10 minutos):  Ler o verso na Bíblia e  dizer: Jesus quer dar o perdão dos pecados e a vida eterna a todas as pessoas, do mundo inteiro. Por essa razão Ele nos manda ir pelo mundo todo e contar essa grande e maravilhosa notícia. Colocar os visuais no varal. Ler o verso três vezes com as crianças. Depois, pedir que alguma delas venha e vire uma parte do verso. Recite novamente. Repita o processo com as outras partes do verso, deixando a referência por último.







CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):
Opção A: Dividir uma cartolina ao meio com um risco. Em um dos lados colar, com as crianças, figuras de diversos meios de transporte modernos: avião, trem, automóvel, navio, helicóptero, (havendo possibilidade, usar carrinhos, aviões, helicópteros, trens ou navios de brinquedo e deixar que as crianças os manuseiem por alguns instantes, cuidando para que não haja desordem). Do outro lado, acrescentar figuras de meios antigos de transporte: carruagens, cavalos, jumentos, barcos, etc. Mostrar o lado do cartaz com meios de transporte modernos (ou os brinquedos) e perguntar: Quais os meios de transporte mais rápidos? Quais os mais confortáveis? Se vocês fossem viajar, qual meio de transporte vocês escolheriam? Mostrar o lado do cartaz com meios de transporte antigos (ou os brinquedos, se conseguir) e perguntar: Estes meios de transporte eram rápidos? Vocês acham que eram confortáveis?  Se fossem escolher, qual deles usaria? E se não tivessem nenhum desses meios, como poderiam viajar? Vocês acham que era rápido viajar à pé? Como se sentia alguém depois de muitas horas viajando à pé? Nossa história de hoje fala de como Jesus se sentiu depois de uma longa viagem à pé.

Opção B: Levar várias frutas diferentes: bananas, maçãs, uvas, goiabas, peras... Deixar que cada criança pegue uma fruta e sinta o cheiro. Perguntar:  Todas estas frutas são iguais? Qual a cor da banana? Qual a cor da uva? O cheiro da maçã e da goiaba é igual? E o sabor da pêra é igual ao sabor da banana? Como seria o mundo se houvesse apenas uvas? Deus criou frutas diferentes com aromas, cores e sabores diferentes. Mas, apesar de serem diferentes, todas são importantes. Nossa história de hoje fala de pessoas diferentes.

APRESENTANDO A LIÇÃO: Com antecedência montar o cenário com o poço e uma cadeira ou banco.  Colocar as figuras do coração limpo e do coração sujo dentro de uma caixa, e  um cântaro pequeno (se conseguir) amarrado a uma corda; ou a figura de cântaro  já preparada.
Uma vez, Jesus estava indo para a Galiléia e seu caminho passava por uma cidade chamada Sicar, que ficava na região de Samaria. Os judeus e os samaritanos eram inimigos. Nem se conversavam. Os judeus desprezavam os samaritanos e para eles era pecado até mesmo conversar com alguém de Samaria.
Mas Jesus não pensava assim. Para Jesus todas as pessoas são importantes. Ele amava os samaritanos também e queria levar a salvação a eles, assim como para os judeus. Por isso, Ele passou por Samaria.
A viagem era muito longa. Jesus andou quilômetros e quilômetros a pé. Vamos caminhar um pouco como Jesus? Se o número de alunos for pequeno, formar uma fila, dar as mãos e dar uma volta pela sala, imaginando como seria o caminho e as sensações da caminhada (cansaço, calor, dor nos pés, etc.). Se houver muitas crianças, caminhar sem sair do lugar, imaginando as mesmas coisas. Ao terminar a “caminhada” pedir que todos se sentem.
Quando Jesus e seus discípulos chegaram perto de Samaria já era meio-dia e o sol estava muito quente. Jesus estava cansado, com os pés doloridos, com muita sede e também com muita fome. A primeira coisa que viu foi um poço. Ele sentou-se ali e ficou esperando enquanto seus amigos, os discípulos, foram à cidade para comprar alguma comida. Sentar-se à beira do poço com expressão de cansaço. Ele estava com muita sede, mas não podia pegar a água porque o poço era muito fundo e Ele não tinha um balde. Olhar para dentro do poço, como querendo a água.
Enquanto estava esperando, apareceu ali uma mulher com um cântaro, para buscar a água. Mostrar o cântaro ou figura de cântaro.  Naquela época não havia água encanada nas casas. Então as pessoas iam buscar água em um poço. Eles usavam um vaso de barro que era chamado de cântaro. Dava muito trabalho carregar água. E foi isso que aquela mulher saiu para fazer naquele dia. Pela maneira como Jesus estava vestido ela viu que ele era judeu e então fez de conta que não via ninguém. Colocou o cântaro com a corda no poço. Colocar o cântaro (ou figura de cântaro) amarrado a uma corda no “poço”. Esperou o cântaro encher e puxou-o. Puxar o cântaro. Já estava indo embora, quando Jesus lhe pediu: “Dá-me de beber.”
A mulher levou um susto! Mostrar admiração. Um judeu falando com ela? E ainda pedindo um favor? Será que ele não sabia que judeus não falavam com samaritanos? Por isso ela respondeu: “Como sendo tu judeu, pedes de beber a mim que sou mulher samaritana?” Jesus queria mostrar-Se amigo. Assim, disse a ela: “Se conhecesses o Dom de Deus e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva”. “Quem beber desta água (desta que você está tirando do poço), tornará a ter sede. Aquele, porém, que beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede.”
 A mulher quis saber mais a respeito dessa água e respondeu: “Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui buscá-la”. Ela não entendeu que Jesus não estava falando dessa água que a gente bebe. Jesus estava querendo dizer que, perdoando os pecados e dando a vida eterna, Ele podia satisfazer a sede ou vontade que ela sentia de ser feliz. Ela precisava da água viva da salvação.
Jesus tentou ajudar a samaritana a ver que era pecadora. Por isso, disse: “Vai, chama o teu marido e vem aqui.” Ela respondeu: “Eu não tenho marido.” Jesus, então, pode mostrar que sabia que ela havia desobedecido aos mandamentos, e disse: “Bem disseste, não tenho marido, porque cinco marido já tivestes, e esse que agora tens não é teu marido.”Imaginem o susto daquela mulher! Jesus sabia tudo a respeito dela!
A mulher samaritana ficou envergonhada porque Jesus conhecia todos os segredos de sua vida. Ela não queria que Jesus lhe fizesse mais nenhuma pergunta, então conversou a respeito de outras coisas. Disse a Jesus: “Eu sei que há de vir o Messias, chamado Cristo. Quando ele vier nos anunciará todas as coisas”.  Jesus olhando pra ela com todo o amor, disse: “Eu o sou, Eu  que falo contigo.”
A samaritana não falou mais nada. Ficou sem palavras! Ela sabia que Jesus estava dizendo a verdade! Ela simplesmente acreditou em Jesus de todo o coração! A alegria foi tanta que ela até esqueceu o cântaro com a água que ela havia tirado do poço (deixar o cântaro e ir apressadamente  para o outro lado da sala), e foi correndo para a cidade contar a seus vizinhos que tinha conhecido o Salvador. Ela dizia: “Venham! Venham ver um homem que disse tudo sobre a minha vida, sem me conhecer. Será que esse não é a pessoa que Deus prometeu que viria para nos salvar?”
Muitos acreditaram no que ela falou. Eles foram até o poço e convidaram Jesus para ficar com eles e explicar-lhes o caminho da salvação. A Bíblia diz que Jesus ficou dois dias naquela cidade e muitas pessoas creram nEle como seu Salvador. Eles disseram à mulher: “Agora cremos que Jesus é o salvador do mundo. Nós não cremos apenas porque você nos contou, mas porque vimos por nós mesmos.” Aquelas pessoas tinham o coração assim (mostrar o coração sujo) sujo pelos pecados e, por aceitarem a Jesus, seus corações ficaram assim (mostrar o coração limpo) limpos. Por isso ficaram tão felizes.






REVISANDO:
Colocar os cântaros dentro do poço, deixando as pontas dos barbantes estiradas do lado de fora, cuidando para não embaraçá-las. As crianças devem escolher uma ponta do barbante e puxar o cântaro como se tirasse água do poço. Depois devem responder à pergunta correspondente ao número do cântaro. Repetir o processo até que todos participem ou as perguntas acabem. Depois falar com todas as crianças o pensamento central: DEVEMOS FALAR DA SALVAÇÃO A TODAS AS PESSOAS

APLICANDO:
Chamar um adulto para conversar em um canto da sala. Dizer-lhe de maneira que as crianças escutem, que tem um presente para ele e entregar-lhe um pacote de presente. Não deixar que as crianças vejam direito o pacote. Pedir em voz alta para o adulto abrir o pacote mas não mostrar para as crianças. Dizer que aquilo é só dele. Pedir que ele esconda o presente e saia. Perguntar: Como vocês se sentiram quando eu dei o presente só para ele? Vocês gostariam de saber o que há dentro do pacote?   Chamar o adulto outra vez e dizer: Amigo, eu gosto muito de você, mas eu gosto muito de todas estas crianças também. Por favor, reparta seu presente com cada uma. O adulto deve tirar do pacote um “Cartão das Boas Notícias” pronto  para cada criança e entregar a todas elas. Depois você deve perguntar: Como vocês se sentiram quando receberam um presente também? O presente da salvação que Deus oferece é para todos. Ele não tem preferidos. Não importa se somos ricos ou pobres, adultos ou crianças, de que país nós somos ou qual a cor da nossa pele. Deus ama a todos e quer que contemos isso a todas as pessoas, do mundo inteiro. Não se esqueçam: DEVEMOS FALAR DA SALVAÇÃO A TODAS AS PESSOAS

CONTANDO AOS OUTROS:
Dar uma cópia do Cartão das Boas Notícias (opção A ou B) para que cada criança pinte, recorte e monte. Se as crianças forem muito pequenas ou não houver tempo suficiente, entregar tudo semipronto, deixando que elas apenas montem ou pintem o desenho. Enquanto trabalham, dizer: O evangelho é a boa notícia de que Deus nos ama e quer nos dar vida eterna. Há muitas pessoas para quem ninguém falou ainda do amor de Jesus. Use este cartão para falar do evangelho a alguém que não recebe muita atenção por ser diferente. Pode ser um mendigo, um roqueiro, uma pessoa isolada, alguém de outro país. Coloquem também um folheto com o endereço da igreja junto ao cartão. Peça ajuda ao papai ou à mamãe para fazer isso. Jesus ficará muito contente com você. Lembrem-se:
DEVEMOS FALAR DA SALVAÇÃO A TODAS AS PESSOAS










ENCERRAMENTO (até 5 minutos): Cantar e orar agradecendo porque Deus ama a todos e pedir para que as crianças tenham coragem de falar de Jesus a todas as pessoas, mesmo as que são diferentes.
Entregar uma cópia do verso para memorizar desta semana para cada criança.

COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS
Memorizando:
1. Copiar e pintar os visuais das páginas 58 a 61.
2. Cortar 4 pedaços de cartolina de 30x42cm (pode ser maior, se desejar).
3. Dobrar o lado maior (42cm) ao meio.
4. Colar uma figura em cada pedaço de cartolina dobrado, cuidando para que não fiquem de cabeça para baixo ao serem penduradas no varal.

Lição (sugestões):
Poço:
A. Montar um poço pequeno, do tamanho de uma cesta de lixo ou menor, com caixas de leite forradas com papel pedra. Usar um cesto de lixo. Forrar por fora com papelão, papel cartão ou cartolina (desenhar as pedras, se quiser).
B. Formar um círculo com mesas pequenas ou caixas de papelão do mesmo tamanho. Cobrir com tecido marrom ou cinza, deixando livre o espaço de dentro do círculo.
Em todas as sugestões, colocar um banco ao lado dele
Cântaro:
Copiar os cântaros abaixo. Pintar, colar em cartolina ou papel cartão e recortar. Recortar os espaços entre as asas ou perfurá-lo e amarrar um barbante imitando uma corda. Numerar os cântaros de acordo com o número de perguntas.



Um comentário:

andrealima1948 disse...

2303198129Amo estas lições que falam de evangelismo infantil.Pois sabemos que a criança salva tem uma vida inteira para dediar ao Senhor Jesus.Gostei de tudo o que vi e li atéaqui.Abraços.Andrea/Guarulhos.
Sou prof. de ebd, e goataria de receber algo para a data de commoração do dia nacional da ebd.

Que bom que você veio!

Volte Sempre!