quarta-feira, junho 25, 2014

Manual da Lição Pequeno Pesquisador - introdução


 Mais fotos do materiais sugeridos do PP,  ver a página do Face:
https://www.facebook.com/pages/Unisulkids/518031918249110?sk=photos_stream

E quem quer ver as sugestões do maternal para o 3º trimestre pode ir na postagem abaixo:
http://evangelismoinfantil.blogspot.com.br/2010/07/manual-do-maternal-licoes.html


PEQUENO PESQUISADOR
TERCEIRO TRIMESTRE
DE 2014

              Cartas Vivas é o tema da lição do terceiro trimestre e vai contar a história de vários heróis da fé e também algumas lições importantes do santuário. Elas foram preparadas para inspirar os alunos dessa classe serem cartas vivas para Jesus. Para isso, o papel do professor é fundamental pois ele mesmo é uma carta que os alunos estão lendo a cada sábado. Portanto, joelhos no chão e mãos à obra. São muitos detalhes para o trabalho mas, com certeza, os resultados serão compensadores.

Decoração da sala: Para o início do trimestre pode-se fazer um painel com 8 envelopes de carta.Estas são as lições que contam biografias de heróis da fé. A cada sábado pode-se tirar de dentro dos envelopes os nomes dos personagens do dia ou figuras que os representem. 




Inspiração para o mural - Trocar o título por "Cartas Vivas"

A lição 9 conta a história da serpente de bronze e as outras 4 falam do santuário. Para a lição 9, pode-se fazer uma serpente de lantejoulas ou outro material, prendê-la em um galinho seco e fixa-la no mural, junto aos envelopes de carta. 

Para as lições 10 a 13, nossa sugestão é um painel com a mobília do santuário 

ou uma maquete, se houver espaço para isso.

Incentivo de presença: Abaixo, duas opções. Escolher a que mais lhe for conveniente.

1.  Sumo Sacerdote: Fazer uma cópia (de preferência colorida) da figura do sacerdote (abaixo) para cada aluno. Colar em EVA e recortar no contorno. Pendurar as figuras em um mural, com o nome de cada aluno nelas. Fazer miniaturas das roupas do sacerdote. Quando o aluno chegar e falar a senha ganha uma peça da roupa para vestir seu sumo sacerdote. Ao invés de vestir roupas na figura pode-se fazer um quebra-cabeça com ela, dividindo a figura em 13 partes. Os alunos recebem uma parte a cada sábado.


2. Lapbook: O lapbook consiste em uma pasta grande que os alunos vão montando durante todo o trimestre. A cada sábado eles recebem uma figura e/ou um objeto relacionado com a lição. No caso, pode-se fazer o lap book todo do santuário ou fazer as oito primeiras lições com figuras ligadas aos heróis estudados e usar os materiais do santuário apenas para as quatro últimas. Sempre que o aluno chega, ganha alguma coisa para completar seu lapbook. 
Lap book fechado. Feito com uma folha de cartolina.   A capa pode ser feita com figuras de envelopes de carta e com uma do santuário. Ou como o da foto ao lado. No verso do lap book, pode-se colar três bordas de uma folha sulfite, formando um envelope para guardar as folhas de questões. Não esquecer de colocar o nome do aluno.




Lap book aberto. 
Cada figura refere-se à lição do dia e deve ser colada pelo aluno formando um bolso ou uma aba, 
onde um objeto interessante pode ser colocado.




Objetos escondidos em cada figura.

Quadro de tarefas: Estabeleça as tarefas que seus alunos devem cumprir durante o trimestre e faça um cartaz com elas. Pode-se, também, imprimir essa lista e entregar para que colem na contracapa da lição.


             
Caixa do correio:  Como o nosso tema é Cartas Vivas, sugerimos que se faça uma caixa de correio para guardar os pedidos de oração ou alguns desafios para serem feitos durante a semana.




Sistema de pontuação: Esse é um sistema que faz os alunos se motivarem muito. No entanto, é preciso ter cuidado para não criar uma competição acirrada e despertar maus sentimentos entre eles. Pelo contrário, deve-se incentivar o espírito colaborativo, em que cada um ajuda o outro a alcançar a meta. Para isso, deve-se ter uma boa recompensa para todos os que se esforçarem e não um único prêmio para o melhor aluno. Eles podem ser pontuados por colaborarem uns com os outros. Além disso, os desafios devem estar ao alcance de todos: dizer a senha do dia, ter a lição respondida, responder a folha de atividades, levar a Bíblia, comportar-se bem, auxiliar os colegas, participar na Liga Juvenil etc. Talvez seja necessário conseguir que alguém doe a Bíblia e a lição para alguns alunos mas, em geral, os pais devem ser incentivados a providenciarem os materiais que seus filhos precisam. Estes também devem estar sempre informados a respeito da pontuação dos filhos para que corrijam as falhas, quando necessário. No caso de alunos que tenham falta justificada, deve haver algum sistema de recuperação tal como: recitar o verso da lição anterior junto com o da atual, trazer uma visita, participar em alguma atividade da igreja etc. Isso evitará que desanime por não poder ganhar o presente do final do trimestre.


Um dos propósitos mais importantes para o trabalho com a faixa etária do Pequeno Pesquisador (9 a 12 anos) é familiarizá-los com a Bíblia e a Palavra de Deus, desenvolvendo o espírito de pesquisa no Livro Sagrado. Por isso, continuaremos utilizando a folha de atividades individuais, com o título “Pesquisadores em Ação”. Nela o estudante terá a oportunidade de fazer a pesquisa bíblica e nos textos inspirados. Ela deve ser entregue aos alunos no início do estudo da lição, juntamente com uma prancheta e caneta (ou lápis e borracha).  


As orientações de como usá-las serão dadas em cada lição, mas alguns procedimentos são básicos:

1. Se o número de crianças for pequeno, distribuir as perguntas para estudo individual. Se for maior que o número de perguntas, surgirá a necessidade de dividir a classe em duplas ou pequenos grupos. Se o número de pesquisadores for muito grande, distribuir as perguntas para estudo individual. Nesse caso, pode-se sortear aqueles que responderão às perguntas para a classe.
2. É importante que haja um monitor  adulto acompanhando cada grupo para ajudar na compreensão do textos, especialmente do vocabulário.
3. O grupo deve eleger um representante para dar a resposta. Ele pode fazê-lo do seu lugar ou ir à frente.
4. Após a apresentação da resposta, é preciso dar tempo para que os pesquisadores dos outros grupos escrevam suas respostas em suas folhas de atividade.
5. As folhas de atividade devem ser assinadas e guardadas em um envelope ou pasta com o nome do aluno e o logo Pesquisadores em Ação. No final do trimestre, as fichas devem ser avaliadas, para mostrarem o desempenho do pesquisador.




Obs: Se houve falta justificada (viagem, doença, etc), o pesquisador faltante deve receber a folha do dia em que faltou e preenche-la em casa. Isso só não poderá acontecer com aqueles que não frequentaram as aulas por negligência.


ATENÇÃO: Como a base das pesquisas é a Bíblia e o Espírito de Profecia, a sala deve conter dicionários, dicionários bíblicos, várias versões da Bíblia, mapas, gráficos, etc. A biblioteca da igreja precisa estar acessível às crianças. Para fixar a identidade, os alunos devem ser chamados de Pesquisadores, o identificador da porta deve conter o logo da revista e uma lupa e os cartazes dentro da sala devem também conter uma lupa.

Como são pesquisadores da Bíblia, uma das exigências é que eles tenham suas Bíblias em mãos todas as aulas. Para não dar conflito nas respostas das perguntas, especialmente nas de completar, sugerimos que a classe tenha as Bíblias na versão utilizada na lição, que é a João Ferreira de Almeida, Revista e Corrigida. E pode-se usar as versões em linguagem mais moderna para ajudar a esclarecer o sentido. Elas facilitam muito a compreensão. No entanto, o estudo não pode basear-se completamente nessas versões porque apresentam, muitas vezes, alterações que prejudicam a compreensão de algumas doutrinas.

E A LIÇÃO DOS ALUNOS? Durante a semana, o pesquisador deve estudar a lição, responder ao questionário da mesma e realizar as atividades propostas na seção ATITUDE. Ao chegar à sala de aula, no sábado de manhã, o pesquisador deve citar de memória a senha do dia, que é o verso-chave da lição, e entregar a lição completada para o(a) recepcionista. Este(a) deve juntar as lições de todos os alunos e corrigi-las, dando uma nota para cada resposta certa.
 
  A SALA DE AULA
  Além dos materiais de consulta, as paredes das salas podem portar diversos recursos de ensino os quais estão listados abaixo:
  Um cartaz com a escala de trabalho dos pesquisadores para o mês será bastante útil. O título pode ser: PESQUISADORES EM AÇÃO. Abaixo, as funções: recepção, diaconato, secretaria, ajudantes gerais, etc. Sob cada função, os nomes dos pesquisadores escalados.
  Um cartaz para os aniversariantes também é importante. O título pode ser: SOMOS GRATOS A DEUS POR MAIS UM ANO DE VIDA DE ... (abaixo, colocar os nomes e/ou fotos dos pesquisadores aniversariantes).
  Um mural  ou caixa com os pedidos de oração intitulado PESQUISADORES EM ORAÇÃO  e, abaixo, colocar os cartões com os pedidos de oração). Ou pode-se usar a caixa de correio (acima).
  O mural missionário, que pode ser denominado PESQUISADORES EM MISSÃO. Nesse cartaz, os pesquisadores podem colocar fotos e informações sobre o local para onde as ofertas de primeiro sábado serão enviadas. Para isso, é preciso dividir a turma em grupos ou duplas e pedir que cada um pesquise em casa algum aspecto acerca do país ou do trabalho estudado. Assim, podemos ter o grupo dos Pesquisadores Geógrafos, que estudarão características geográficas como clima, relevo, hidrografia, localização, etc. (esse grupo pode ser subdividido, se necessário). Os Pesquisadores Gastrônomos, vão em busca dos pratos típicos. Os Historiadores, falarão um pouco da história do país e da igreja no local. Os Sociólogos os costumes e a religião predominante. E os Economistas podem falar da condição econômica do país. A cada sábado um grupo (ou dois) apresenta o resultado de sua pesquisa e acrescenta itens ao cartaz ou mural. Também é interessante estabelecer um alvo de ofertas e incentivar os pesquisadores a alcançá-lo.
  Por fim, temos o cartaz de avaliação dos Pesquisadores. Ele deve conter o nome de cada pesquisador, o número de sábados e uma forma de avaliação de desempenho. Os itens avaliados podem ser: trazer a Bíblia, a lição, memorização do verso, realização das atividades solicitadas, comportamento etc., além do teste sugerido à pág. 5.  É bom programar um passeio, um rodízio de pizza natural na casa de algum deles ou uma festinha de encerramento do trimestre em que a avaliação pode trazer algum benefício para os alunos.
   
A PROGRAMAÇÃO

Senha: A senha, com raras exceções, é o verso para memorizar da lição dos alunos. Quando for um verso diferente, este deve ser escrito em um papel e grampeado na lição do aluno, enquanto a mesma é corrigida.  Ao final de cada aula, os alunos devem ser lembrados de memorizar a senha para entrarem na sala no próximo sábado. O verso do dia deve estar escrito em um cartaz exposto no mural do trimestre. 

Período de espera (15 min antes do início): Ter um quebra-cabeças, livros, passatempos-bíblicos e outras atividades para que os alunos que chegarem mais cedo estejam ocupados. Pode-se também conversar com eles sobre os acontecimentos da semana de cada um.
 
Abertura (até 10 minutos): Iniciar a aula pedindo que os alunos falem a senha em conjunto. Depois, orar e cantar. Conversar rapidamente sobre as alegrias e preocupações desta semana, fazer os anúncios.

Atenções especiais (até 5 min): Mencionar os aniversariantes, cumprimentar calorosamente as visitas. Isso também pode ser feito mais tarde, se os aniversariantes ou visitantes ainda não houverem chegado.

Oração: Observar o mural de oração. Ver se alguma oração foi alcançada, se há algum pedido mais a ser acrescentado. Pedir a um juvenil que ore pelos pedidos mencionados no mural.

Missões: Apresentar rapidamente o resultado das pesquisas de um dos grupos e incentivar os pesquisadores a trazerem ofertas generosas.

Oferta: Os diáconos recolhem a oferta e  todos oram pedindo a Deus a benção sobre ela.

Estudo da lição: Separar os grupos e seguir o programa do dia.

Encerramento: Cantar e orar. Mencionar a senha da próxima semana. Ensaiar, se necessário.

terça-feira, abril 22, 2014

Logos do Pequeno Pesquisador e ESIR


Esses são os logos para as pranchetas e outros materiais.














Logo para a Caixa da Oração ou Mural da Oração







ESIR - Escola Sabatina Infantil Reformista


domingo, dezembro 08, 2013

sexta-feira, dezembro 06, 2013

SEMANA DE ORAÇÃO 2013

Aqui está o material para a semana de oração deste ano.
É um projeto que está em teste e vamos aperfeiçoá-lo para o ano que vem.
Por favor, orem para que nossas crianças sejam reavivadas.

Abaixo as imagens coloridas para sexta e sábado.
Sucesso!!












sexta-feira, outubro 11, 2013

Presentes para as crianças


Nessa data em que o mundo incentiva o consumismo oferecemos às crianças um presente mais duradouro que brinquedos e diversões.



Para os garotos e garotas da classe Pequeno Pesquisador, oferecemos um blog para o estudo das lições.
http://unisulkidspequenopesquisador.blogspot.com.br/

Por enquanto temos apenas a lição 1 como um teste. Mas vamos atualizá-la semanalmente. Por favor, deixem seus comentários para que possamos aperfeiçoar o blog.

Para as crianças da classe Tesouros Infantis, oferecemos momentos especiais junto com seus pais durante o culto familiar de sexta-feira ou sábado. É um material extraído na íntegra da antiga lição Tesouros Infantis, para ser lido no computador ou impresso para formar um livrinho.
Com a graça de Deus vamos postar o restante das imagens toda semana. Fiquem de olho na página do Face.
Podem baixar aqui, nesta postagem, logo abaixo, ou no Face:
https://www.facebook.com/pages/Unisulkids/518031918249110?ref=ts&fref=ts

Com carinho,













quinta-feira, julho 04, 2013

Tesouros Infantis - 3º trim. 2013 - Lição 1

Lição 1
A surpresa celestial
 Ao final da lição a criança deverá
SABER que Deus ensinou a João desde pequeno e deseja ensinar as crianças de hoje também.
SENTIR desejo de aprender a vontade de Deus.
RESPONDER sendo obediente aos pais e à Palavra de Deus.

VERSO PARA MEMORIZAR: “Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os Meus olhos.” Salmo 32:8. Ou - “O Senhor Deus me disse: “Eu lhe ensinarei o caminho por onde você deve ir; Eu vou guiá-lo e orientá-lo.” Salmos 32:8 (NTLH).

LEITURA AUXILIAR: O Desejado de Todas as Nações, págs. 97-101; 36,37.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Memorizando: verso escrito em cartolina; venda para os olhos (lenço ou faixa de tecido); Conquistando a Atenção: Opção 1: bebê de verdade ou boneco; Opção 2: gravuras de alfarroba, docinhos de alfarroba ou embalagem de Alfarroba; pote com mel; Lição: gravura de anjo (abaixo), boneco embrulhado em panos; Revisando: Opção 1: boneco, toca CD; Opção 2: sachê de mel; Contando aos outros: Opção 1: cópias da atividade abaixo para cada criança; Opção 2: saquinhos, saches de mel, cópia do verso para memorizar, fitilho.

COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS

Conquistando a Atenção e Revisando (opção com Alfarroba):
Bolinhas de alfarroba e castanhas
Ingredientes:
50g de castanhas (ou outras oleaginosas)
1 colher de sopa de farinha de alfarroba (encontrada em lojas de produtos naturais)
4 a 5 ameixas secas
1 colher de sobremesa de melado de cana ou mel(opcional)
coco ralado à gosto

Preparação:
Hidratar as ameixas durante uma noite, em pouca água. Bater as ameixas e as castanhas no processador até transformá-las em purê (essa quantidade, no liquidificador não bate direito). Se necessário, utilizar um pouco da água onde ficaram de molho.
Juntar a farinha de alfarroba e misturar bem. Acrescentar o melado, se desejar.
O resultado é uma massa mais ou menos homogênea e que possibilita fazer bolinhas, à mão.  Se a massa estiver muito difícil de moldar, acrescentar um pouco da água onde ficaram de molho. Por fim, passar cada bolinha em farinha de  alfarroba ou em coco ralado.

Memorizando:  Caso as crianças já saibam ler, escrever o verso em uma cartolina e enfeitá-lo  como desejar.  Se não souberem ler, não é preciso o visual.

Lição:
Anjo: Ampliar a figura da abaixo para o tamanho desejado (usar papel cartão, papelão ou EVA). Colorir como desejar.



Personagens: Usar as orientações que estão  aqui  para fazer os bonecos para Zacarias, Isabel, João (criança) e  as pessoas.

Maquete: Encapar uma caixa de papelão com papel pedra. Fazer uma abertura na frente, como uma porta que abra e feche. Colar cartolina dourada na porta. Fazer duas colunas usando dois rolos feitos de cartolina dourada. Deixar uma abertura em cima, para colocar Zacarias dentro.

Contando aos Outros: Fazer cópias das figuras abaixo.



CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos):
Opção 1: [Combinar com a professora auxiliar que coloque um bebê na frente das crianças enquanto elas estiverem orando, todas com os olhinhos fechados; e ao abrirem, surpreendam-se com a criancinha-nenê ou com um bonequinho bebê. Dizer a elas o nome do bebê, do seu pai e da sua mãe. Deixem que toquem nele e o peguem no colo. Depois devolver o bebê ou bonequinho e organizar as crianças em círculo ou semicírculo atraindo a atenção delas para a lição.]
Opção 2: [Dar um docinho de alfarroba para cada criança ou apenas mostrar a embalagem da alfarroba ou uma gravura de alfarroba. O  importante é que as crianças saibam que João Batista era vegetariano e que os gafanhotos citados na Bíblia são o outro nome para alfarroba, uma planta do deserto cujo fruto tem sabor parecido ao chocolate.] Dizer: Na lição de hoje falaremos de alguém que comia alfarroba.

Opção 3: [Mostrar um pote com mel. Falar sobre o sabor, sobre as qualidades e a importância do mel. Se possível, dar um sachezinho de mel ou usar uma pazinha descartável para servir um pouquinho de mel para as crianças. Dizer:]  Na lição de hoje falaremos de alguém que sempre comia mel.

ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo a apresentação da lição, revisão e aplicação).
LIÇÃO: [Mostrar a Bíblia e abri-la, mostrando o Antigo Testamento e dizer:] A Bíblia está dividida em duas partes: Antigo e Novo Testamento. O Antigo Testamento conta o que aconteceu no mundo desde que foi criado até alguns anos antes de Jesus nascer. Nós já estudamos muitas histórias do Antigo Testamento.  [Mostrar o Novo Testamento.] A história de hoje está na parte da Bíblia que conta a história de Jesus, de seus discípulos e do mundo até nossos dias: o Novo Testamento.
Sabem, crianças, precisamos aprender o que Deus nos ensina e obedecer aos seus ensinos. [Mostrar Zacarias e Isabel.] Zacarias era um sacerdote. Sua esposa chamava-se Isabel. Eles amavam a Deus, eram obedientes a Ele e viviam felizes. Só faltava uma coisa na casa deles. Sabem o quê? Um filho. Eles já eram bem idosos e ainda não tinham o seu bebê. E isso os deixava tristes. [Baixar a cabeça, com o rosto triste.] Por muitos anos Zacarias orou para que Deus lhe desse um filho. Ele também orava pedindo que o Salvador que Deus prometera a Adão e Eva chegasse logo.
Duas vezes ao ano, Zacarias ia a Jerusalém, para servir como sacerdote no templo. [Caminhar até o templo.] Naquele ano ele estava no templo, queimando incenso diante do altar do Senhor.  [Ajoelhar-se.] Isabel e as outras pessoas esperavam lá fora. De repente, ele viu um anjo em pé ao lado direito do altar. [Mostrar a figura do anjo.] Zacarias ficou com muito medo quando viu o anjo que brilhava muito. Então, o anjo disse [fazer uma voz solene]: “Não tenha medo, Zacarias, pois Deus ouviu a sua oração! A sua esposa vai ter um filho, e você porá nele o nome de João. O nascimento dele vai trazer alegria e felicidade para você e para muita gente. Cuide para que ele nunca beba bebida forte porque ele será um profeta de Deus e vai preparar o povo para receber o Salvador, que logo nascerá também.” Que notícia maravilhosa, não é mesmo? Depois de tantos anos orando, eles finalmente teriam um bebê! Além disso, que privilégio, o filho deles seria um profeta! Zacarias ficou muito admirado! Mas, por um momento, ele duvidou de Deus e disse [fazer uma voz de idoso, falando com desânimo]: “Eu já sou muito velho e Isabel também. É impossível que tenhamos um bebê.” Duvidar do que Deus diz não é certo e o anjo teve que repreendê-lo [fazer voz solene]: “Zacarias, eu vim da presença de Deus até você para dar esta boa notícia. Mas, como você não acreditou nas minhas palavras, ficará mudo até o menino nascer.”
Enquanto isso, do lado de fora, as pessoas estavam impacientes com a demora de Zacarias e ficaram pensando: “Por que ele está demorando tanto.” Finalmente, quando Zacarias saiu, seu rosto estava brilhando com a luz do Céu, mas não conseguia falar nada. [Fingir que tenta falar, sem conseguir.] Ele fez muitos sinais até que as pessoas entenderam que ele tinha demorado porque tinha visto um anjo.
Depois de algum tempo a promessa de Deus se cumpriu e Isabel teve um belo bebê. [Pegar o boneco, envolvê-lo em panos e niná-lo.] É tão gostoso ter um bebê em casa! Zacarias estava feliz! Isabel estava feliz! Foi uma grande surpresa que uma pessoa de idade, como Isabel, pudesse ter um filho. Realmente era um grande milagre! E todos na vizinhança queriam conhecer o bebê. Todos queriam pegar e ninar o nenê. [Ir até as crianças e dar o boneco para que elas o ninem um pouquinho. Dizer:] As pessoas disseram a Isabel que o nome do bebê deveria ser Zacarias, como o do pai. Mas ela disse que seria João. Então eles disseram [fazer voz admirada]: “Mas não há ninguém na família que tenha esse nome.” E foram perguntar a Zacarias. Como não podia falar, ele escreveu [mostrar o papel com o nome JOÃO.] Depois disso, ele voltou a falar e louvou a Deus por ter sido tão bom para eles.
  Zacarias e Isabel não queriam que João andasse com más companhias, para não atrapalhá-lo de ser um profeta. Então mudaram-se para um lugar bem longe da cidade,  no deserto. E João cresceu ali, brincando nas rochas e areias, com os pequenos animais. Apesar de não ter crianças para brincar, João não se sentia só. O melhor amigo dele era Deus. Quando ele olhava para o céu azul lembrava-se que Deus, seu melhor Amigo, morava lá. João era feliz. Ele não reclamava por não ter brinquedos caros ou roupas da moda. A comida dele era muito simples: nada de guloseimas e bobagens. Mas ele nem se importava com isso. Ele comia uma vagem do deserto, chamada alfarroba, que tinha um gostinho parecido com chocolate. Ele misturava isso com mel e ficava uma delícia.
Foi assim que Deus ensinou a João como ser um grande pregador e também como escapar das tentações de Satanás. E João aprendeu tudo direitinho, foi obediente e tornou-se um grande profeta E da mesma forma que João, precisamos aprender o que Deus nos ensina e obedecer aos seus ensinos.

REVISANDO:
[Dizer:] João era vegetariano. E a comida dele era muito simples e gostosa: mel e semente de alfarroba. Nada de balas para estragar os dentes, nada de chocolates para mexer com os nervos. Mas ele era muito feliz com aquela comidinha porque assim ele aprendia melhor a vontade de Deus. Vou fazer umas perguntas agora. Quem acertar vai ganhar um sachê de mel (ou um docinho de alfarroba). [Fazer uma pergunta para cada criança, ajudando para que ela responda e ganhe o prêmio.]


MEMORIZANDO (até 10 minutos): [Pode-se memorizar o verso na linguagem de hoje ou na versão mais tradicional. No último caso, usar a NTLH apenas para explicar o significado do verso. Abrir a Bíblia e ler o verso para memorizar. Mostrar o visual com o verso. Dizer:] Nosso verso para memorizar de hoje fala que Deus quer nos levar pelo melhor caminho e é muito cuidadoso ao fazer isso. Quando há uma provação muito difícil, que nós não vamos aguentar, Ele nos desvia de lá. Quando há um lugar onde vamos receber uma bênção muito boa, Ele nos conduz até ali. Vamos aprender nosso verso então? [Colocar a venda nos olhos de uma criança e guiá-la pela sala. Dizer:] Vamos dar uma volta. Vou com você por aqui, porque ali está um leão. Repitam todos: “Intruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com meus olhos.” Salmo 32:8. [Segundo a idade das crianças, falar o verso inteiro ou apenas uma parte.] Agora vamos passar por ali porque tem água gostosa para refrescar. Repitam todos: “...Guiar-te-ei com meus olhos.” Salmo 32:8. Cuidado, vamos parar e ir pelo outro lado porque há uma tentação muito grande aqui. Vamos falar juntos. “...Guiar-te-ei com os meus olhos.” Salmo 32:8. [Voltar ao ponto de partida. Dizer:] Com os meus olhos eu guiei a _____. É assim que Deus faz conosco. [Repetir o processo com as outras crianças. Mudar um pouco os perigos e as bênçãos.]

APLICANDO:
[Conversar com as crianças sobre a maneira como Deus nos guia. Perguntar:] Como Deus guiou João no caminho do bem? [Dar tempo para as respostas.] Deus usou os pais de João para ensiná-lo a fazer o que é certo e afastar-se do mal. Quem Deus usa para guiar vocês? Os pais, professores, pastores e também a Bíblia.
Vamos ver se vocês entenderam a lição. Vou falar de algumas crianças. Se elas estão deixando Deus guiá-las como João deixou, vocês devem levantar-se. Se elas não estão deixando Deus guiar, vocês devem abaixar-se. Lembrem-se que Deus usa os pais, professores e pastores e também a Bíblia para nos guiar. [Criar outras situações de acordo com as necessidade de seus alunos.] 
·  Márcia já aprendeu que doces estragam os dentes. Mas quando ela ganha um dinheirinho, gasta tudo em balas. [Devem abaixar-se.]
·  Os pais de Jorge já compraram um bom brinquedo para ele. Mas ele está chorando porque quer ganhar também um jogo igual ao de seu colega, com monstros e armas. [Devem ficar abaixados.]
·  Beatriz ganhou um dinheirinho e foi ao mercado. Lá ela lembrou-se que sua mãe a ensinou a não comer bobagens e, por isso, comprou dois lindos cachos de uva. [Devem levantar-se.]
·  Marcos tem um tênis muito bom, mas quer comprar outro, bem caro, igual ao de seus amigos. Ele fica nervoso e discute com seus pais. [Devem abaixar-se.]
·  A Bíblia diz que as mulheres não devem usar roupas de homem e Ana leu esse verso outro dia. Sua prima lhe deu uma calça jeans. Ela agradeceu, mas lembrou-se da instrução da Bíblia e pediu a sua mãe que transformasse a calça em uma saia. [Devem levantar-se.]
·  Sejamos como João, que seguiu as instruções de Deus e de seus pais. Assim seremos abençoados e felizes.

CONTANDO AOS OUTROS (até 10 min, se não houver ensaios):
Opção A: [Dar uma cópia recortada para cada criança do bebê para embrulhar (acima). Depois de pintarem, ajudá-las a dobrar o trabalhinho nas linhas pontilhadas. Dizer:] O bebê João chegou de surpresa no lar de Zacarias e Isabel. Deus cuidou de João. Ele olhava com seus olhos para ele e ensinava-o a ser bom. Deus mostrou a João tudo que ele precisava saber para ser um missionário. Deus nos guia também com seus próprios olhos.

Opção B: [Colocar sachês de mel dentro de um saquinho e amarrá-lo com fitilho. Pedir às crianças que compartilhem o melzinho com alguém e contem que uma das coisas que João fez para seguir as instruções de Deus, foi ser vegetariano e não comer bobagens.]

ENCERRAMENTO (até 5 minutos): [Cantar e orar, pedindo para que Deus guie cada criança com seus olhos durante esta semana.]

ENSAIO PARA A PRÓXIMA APRESENTAÇÃO NA IGREJA (até 10 minutos).
  


Que bom que você veio!

Volte Sempre!